BMW Série 4: aparece o novo cupê derivado do Série 3

 

A BMW divulgou fotos do Série 4, o novo cupê derivado do sedã Série 3, que adota a designação prevista pela versão conceitual do último Salão de Detroit. Como acontecia nas gerações anteriores com o Série 3 cupê, o modelo de duas portas tem linhas próprias e perfil mais baixo e esportivo que o quatro-portas. Em relação ao cupê anterior, o carro cresceu 26 mm em comprimento (para 4,64 metros), 43 mm em largura (para 1,83 m) e 50 mm em entre-eixos (para 2,81 m), enquanto a altura diminuiu 16 mm (para 1,36 m). Inéditas são as saídas de ar (funcionais) nos para-lamas dianteiros. O interior, mostrado aqui em diferentes versões de acabamento, é praticamente igual ao do sedã e traz o mesmo esquema de banco traseiro dividido em 40:20:40.

 

 

O Série 4 faz sua estreia no Salão de Frankfurt, em setembro, e chega em seguida ao mercado europeu com três versões de motores: 428i com um turbo de 2,0 litros e potência de 245 cv, 435i com o turbo de seis cilindros e 3,0 litros (306 cv) e 420d com um turbodiesel de 2,0 litros e 184 cv. Mais tarde chegam o 2,0-litros turbo a gasolina de 184 cv, no 420i, e o 3,0-litros turbodiesel com opção entre 258 cv (430d) e 313 cv (435d XDrive). O 435i acelera de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos e alcança a máxima de 250 km/h (limite eletrônico).

Todos os motores podem ser combinados a uma caixa manual de seis marchas ou uma automática de oito, com opção por tração integral XDrive em algumas versões. Entre os recursos disponíveis estão controlador da distância até o tráfego à frente, projeção de informações no para-brisa, monitor que detecta o risco de colisão e faróis adaptativos, que evitam o ofuscamento de motoristas no sentido oposto sem precisar abaixar o facho. Um esportivo M4 certamente está nos planos para uma etapa posterior.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação