BMW i8 sai de linha como esportivo híbrido mais vendido

 

O BMW i8 sai de produção e entra para a história entre os carros esporte mais fascinantes da marca, ao lado do Z8 de 2000, do M1 de 1979 e do 507 de 1955, que o acompanham na foto acima, da esquerda para a direita. Não só: foi também o carro esportivo híbrido mais vendido do mundo, acima de 20 mil unidades desde maio de 2014 — marca apreciável diante do preço, acima de US$ 150 mil nos principais mercados. A fábrica de Leipzig, Alemanha, produz no momento as 200 unidades da edição limitada Ultimate Sophisto, disponível como cupê e roadster, que vem com pintura em cinza, rodas exclusivas de 20 polegadas e revestimento interno em preto e cobre.

 

 

 

O sistema híbrido do i8, com recarga externa (plug-in), combina motor elétrico (que aciona as rodas dianteiras) e um três-cilindros turbo de 1,5 litro (para as rodas traseiras) de modo a obter  potência combinada de 374 cv e torque de 42 m.kgf. Ele alcança velocidade máxima de 250 km/h e acelera de 0 a 100 km/h em 4,6 segundos (Roadster) e 4,4 s (Coupé). O modo elétrico tem autonomia de 45 km.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação