BMW i3: surge o elétrico, leve e com soluções criativas

 

A BMW apresentou a versão de produção do i3, modelo compacto com motor elétrico que marca a estreia de uma série de automóveis de baixa emissão de gás carbônico (CO2) na empresa. Para o tipo de veículo, um destaque é o peso de 1.195 kg (sendo apenas 50 do motor), para o que concorre a estrutura da cabine em plástico reforçado com fibra de carbono. O motor elétrico traseiro desenvolve potência de 170 cv (125 kW) e torque de 25,5 m.kgf para acelerar de 0 a 100 em 7,2 segundos e alcançar 150 km/h.

 

As baterias de íon de lítio de 22 kWh fornecem autonomia entre 130 e 160 km. Quando sua carga está baixa, é acionado um motor a gasolina de dois cilindros, 650 cm³ e apenas 34 cv, também traseiro, fornecido como opcional, destinado apenas a recarregá-la e a elevar a autonomia até 300 km. Pode-se recarregar a bateria em 80% em meia hora, usando estações públicas de alta capacidade. A recarga completa, porém, leva seis horas com o carregador opcional da BMW e oito em tomada convencional.

O i3 mede 4 metros de comprimento, 1,77 m de largura e 1,57 m de altura, ou seja, é curto como um Fiat Punto mas bem mais largo e alto. As laterais têm quatro portas, sendo as traseiras articuladas atrás, sem coluna central. Usa rodas de 19 pol com estreitos pneus 155/70 (há opção por 20 pol), tem suspensão independente nas quatro rodas e distribuição de peso de 50% por eixo. No interior, tanto o quadro de instrumentos quanto o monitor do sistema IDrive (de 6,5 ou 8,8 pol) são “flutuantes” e lembram um tablet.

 

 

Dentro do conceito Connected Drive da BMW, o comprador do i3 pode usar um aplicativo no telefone inteligente com funções como navegador para pedestre, comunicação com uma central em emergências, localização de estações de recarga, controle da recarga, ativação do aquecimento interno ou do ar-condicionado e integração a informações de transportes públicos. Outros recursos do novo BMW são controle da distância à frente com função para-anda e frenagem automática, estacionamento 100% automático em vaga (cuida até de acelerar e frear), leitura dos limites de velocidade e informações de tráfego congestionado.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação