BMW 4 Conversível volta à capota de lona e chega a 374 cv

BMW 4 Conversível volta à capota de lona e chega a 374 cv


O BMW Série 4 Conversível acompanha para 2021 a nova geração do cupê, com suas evoluções técnicas e… a polêmica (para usar um termo ameno) e enorme grade dianteira dupla. Dessa vez a marca de Munique optou pelo retorno da capota de lona (usada no Série 3 até a geração E46), que tem menor peso e ocupa menos espaço no porta-malas que o complexo sistema de teto rígido do modelo anterior.

BMW 4 Conversível volta à capota de lona e chega a 374 cv


Disponível em tom preto normal ou preto brilhante, a capota pode ser acionada em 18 segundos e a até 50 km/h. O espaço para bagagem de 255 litros está 34 litros maior que no Série 4 passado. É verdade que o carro cresceu como um todo: 13 cm em comprimento, 2,7 cm em largura, 4 cm em entre-eixos. Faróis de leds vêm de série com opção pelos de laser.

BMW 4 Conversível volta à capota de lona e chega a 374 cv
BMW 4 Conversível volta à capota de lona e chega a 374 cv



Os motores disponíveis são os mesmos do Série 4 cupê, mas sem a opção esportiva M4. O 420i tem a unidade turbo de 2,0 litros com 184 cv e torque de 30,6 m.kgf; o 430i usa o mesmo, mas com 258 cv e 40,8 m.kgf; e o topo de linha M440i traz o seis-cilindros em linha turbo de 3,0 litros com 374 cv e 51 m.kgf, apto a 0-100 km/h em 4,9 segundos. Versões a diesel são o 420 D (2,0 litros, 190 cv e 40,8 m.kgf), 430 D (seis cilindros, 3,0 litros, 286 cv e 66,3 m.kgf) e M440 D (3,0 litros, 340 cv e 71,4 m.kgf), este capaz de 0-100 em 5,1 s.

BMW 4 Conversível volta à capota de lona e chega a 374 cv


A transmissão automática de oito marchas, que equipa toda a linha, ganhou a função Sprint: acionar o comando de marcha esquerdo do volante por mais de um segundo aplica o modo esportivo à transmissão, ao acelerador e ao som do motor para uma rápida retomada de velocidade. A suspensão oferece controle eletrônico opcional.

Texto da equipe – Fotos: divulgação