Audi Q7 chega atualizado ao Brasil e parte de R$ 415 mil

 

A Audi já admite reservas no Brasil para o Q7 renovado, que segue as alterações lançadas no modelo 2020 na Europa. O utilitário esporte vem em duas versões com preço sugerido a partir de R$ 415 mil, válido para venda direta, que reduz impostos.

 

 

O grande SUV lançado há cinco anos (veja o anterior) recebe novos faróis, para-choques, tampa de porta-malas e lanternas traseiras. No interior a central de áudio MMI evolui e traz duas amplas telas no painel (de 10,1 e 8,6 polegadas) em posição mais baixa. Antes havia uma só tela elevada e um painel de toque no console para comandar funções. Dotado de sete lugares, o Q7 oferece compartimento de bagagem para 740 litros, com cinco lugares em uso, e 1.925 litros se também a segunda fila de bancos for rebatida.

 

 

O motor V6 turbo de 3,0 litros, que desenvolve 340 cv e torque de 51 m.kgf, passa a contar com auxílio elétrico em sistema de 48 volts, que regenera energia das desacelerações para a bateria de íons de lítio e a emprega para ajudar nas acelerações. Com isso, o Q7 pode se deslocar em velocidades entre 55 e 160 km/h com o motor desligado, acelerar de 0 a 100 km/h em 5,9 segundos e alcançar velocidade máxima limitada a 250 km/h. O conjunto usa transmissão automática de oito marchas e tração integral permanente.

 

 

A versão de entrada (R$ 415 mil), chamada apenas de Q7 TFSI, vem de série com equipamentos como carregamento de celular sem fio, ar-condicionado de duas zonas, bancos dianteiros elétricos e com memória para o motorista, porta-malas com abertura elétrica sem uso das mãos, faróis de leds e bolsas infláveis laterais para os bancos dianteiros e de cortina, que se estendem da primeira até a terceira fileira de bancos.

Como opcionais a essa versão estão rodas de alumínio de 21 pol, teto solar panorâmico, pacote Conforto (ar-condicionado de quatro zonas, câmera 360 graus, assistente para estacionar, preparação para entretenimento para o banco de trás) e pacote ACC (controlador de distância à frenteassistente de manutenção na faixa e Traffic Jam Assist, que combina essas funções para comandar volante e pedais em velocidades urbanas).

 

 

A versão de topo Q7 S-Line começa em R$ 460 mil (também em venda direta) e adiciona aos itens de série os opcionais da versão básica e pacote visual S-Line. Há como opcionais o pacote Black (rodas de 21 pol com detalhes na cor preta, frisos e retrovisores em preto brilhante) e interior S-Line com bancos esportivos de couro Valcona.

Outras opções disponíveis para ambas as versões são pacote Side Assist (monitor de pontos cegos, alerta para a saída dos passageiros em caso de veículo ou bicicleta se aproximando, assistente de tráfego reverso e Pre Sense dianteiro e traseiro, que prepara o carro para uma colisão iminente), bancos esportivos, projeção de informações no para-brisa, suspensão adaptativa a ar, faróis LED Matrix com facho adaptativo, eixo traseiro dinâmico (rodas esterçam até cinco graus), luzes internas configuráveis, assistente para visão noturna com câmera térmica e sistema de áudio Bose 3D. De resto, a linha de acessórios inclui câmera de gravação de tráfego, capa de carbono para retrovisores, barras de teto e caixa de bagagem de 360 litros.

Texto da equipe – Fotos: divulgação