Aria FXE e Saleen S1, novos esportivos em Los Angeles

 

Os grandes salões são sempre palcos para a apresentação de superesportivos, tanto de empresas consagradas quanto de outras menos conhecidas. No de Los Angeles há duas estreias: o Aria FXE e o Saleen S1, ambos feitos na Califórnia, nos Estados Unidos.

 

O Aria, previsto para chegar ao mercado no fim de 2019, busca um espaço entre os carros mais potentes do mundo: 1.166 cv e torque de 181,9 m.kgf em conjunto híbrido com um V8 central-traseiro de 730 cv e dois motores elétricos. Segundo a empresa da cidade de Irvine, o FXE será capaz de acelerar de 0 a 96 km/h em 2,7 segundos e alcançar a máxima de 338 km/h. Uma versão FE com motor V8 aspirado de 6,2 litros da Chevrolet, de potência ainda não revelada (o original tem 460 cv no Camaro), também está nos planos. O carro tem monocoque e carroceria de fibra de carbono e deve custar mais de US$ 1 milhão. Embora ainda não tenha fabricado um carro de série, a Aria produz carros-conceito para os fabricantes e participa das restaurações de Porsches da Singer.

 

 

Da conhecida Saleen vem o S1, em outro patamar de desempenho. O cupê com carroceria de fibra de carbono pesa pouco (1.218 kg) e usa motor turbo central-traseiro de 2,5 litros, 450 cv e 48,5 m.kgf para acelerar de 0 a 96 em 3,5 segundos e atingir 289 km/h, informa a empresa. O preço previsto começa em US$ 100 mil. A Saleen, hoje sediada em Corona, foi fundada em 1983 como preparadora e tem em seu histórico o supercarro S7, que teve versões de mais de 1.000 cv.

Texto da equipe – Fotos: divulgação