Ford Jampa e outros que não chegaram ao mercado

Ford Jampa

Nos anos 80, depois de tirar de linha o Jeep da Willys, a Ford estudou um pequeno utilitário com base na plataforma da Pampa. O projeto Jampa poderia ter a tração 4×4 da picape. Ao menos um protótipo apareceu na imprensa. Também não vingou.

 

 

Hyundai Veloster Turbo

O Veloster chegou em 2012 com o mesmo motor do HB20, muito fraco para seu visual esportivo. Logo recebeu apelidos como Lentoster. No Salão de 2014 a marca mostrou a versão Turbo de 204 cv, que mudaria sua imagem. Vieram dois carros para homologação e nada mais.

 

Mazda

A japonesa Mazda teve importador no Brasil nos anos 90, mas foi embora. Em 2011, anunciou um retorno, mas a alta do IPI fez congelar os planos. Com a abertura da fábrica no México, em 2014 parecia que a Mazda logo voltaria com os modelos 2 (foto), 3 e CX9. Continuamos na espera.

 

 

Nissan: SUVs

A Nissan testou no Brasil em 2016 alguns utilitários esporte, que jornalistas chegaram a dirigir. Ela estaria escolhendo entre o Qashqai (foto maior), o X-Trail (à esquerda) e o Murano (direita). Qual foi o selecionado? Até agora, parece que nenhum.

 

 

Tata

A marca indiana Tata fez várias tentativas de vir ao Brasil: uma associação com a Fiat, a importação do Nano (carro mais barato do mundo, na foto de cima) e, em 2011, a vinda da picape média Xenon (embaixo). Ela foi fotografada em São Paulo, SP, e chegaria por meio do grupo SHC, o mesmo que vende os chineses JAC. Ficou só nos planos.

 

VW Gol esportivo

Os fãs nunca esqueceram os Gols esportivos GT, GTS e GTI. Após lançar a terceira geração, em 2009, a Volkswagen montou um protótipo que teria motor turbo de 1,4 litro e 160 cv e rodas 16, segundo revista da época. Seria o retorno do GTI… só que não. Tudo que se viu foi o conceito GT no Salão de 2016 (fotos), sem previsão de lançamento.

Mais Curiosidades