Para a Ram 2500, tamanho, peso e torque são documentos

Ram 2500 Laramie 2016

 

De olho em um mercado sem crise, FCA traz evoluções em conforto e desempenho à única picape pesada do País

Avaliação: Edison Ragassi – Texto: E. Ragassi e Fabrício Samahá – Fotos: divulgação

 

Ela mede seis metros de comprimento por dois de largura. Sua distância entre eixos, 3,80 m, supera o comprimento de alguns automóveis e a capacidade do tanque de combustível de 117 litros chega a quase três do Fiat 500. O motor de 6,7 litros (mais de quatro vezes o 1,6 litro que para muitos automóveis é opção superior) usa pistões com 124 mm de curso e o peso de 3.410 kg — vazia — corresponde a três sedãs pequenos.

“Tamanho não é documento” é uma frase que pode ter sua validade, mas não se aplica muito bem quando o assunto é a Ram 2500. Para muitos, nada substitui a sensação de dirigir uma picape grande, categoria que desapareceu da produção brasileira desde a extinção da Ford F-250 em 2011, mas permanece representada pela FCA (Fiat Chrysler Automobiles). Importada do México, a Ram há três anos deixou de pertencer à marca Dodge por aqui (nos Estados Unidos, em 2009) e traz várias novidades para 2016.

Lançada em nosso mercado em 2004, a Ram 2500 é trazida hoje na única versão Laramie com cabine dupla, tração nas quatro rodas, motor Cummins turbodiesel de seis cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro e 6,7 litros e caixa de transmissão automática de seis marchas. Ao preço sugerido de R$ 249.900 (mais frete), fica bem acima de picapes médias como Chevrolet S10, Ford Ranger, Mitsubishi L200 Triton, Nissan Frontier, Toyota Hilux e Volkswagen Amarok, mas também as supera por larga margem em dimensões, potência e torque.

 

RAM 2500 Laramie
RAM 2500 Laramie

 

RAM 2500 Laramie
RAM 2500 Laramie
RAM 2500 Laramie

 
Faróis e rodas de 18 pol são novidades, assim como pintura em dois tons e porta-objetos laterais

 

Os equipamentos de série são generosos, como alarme antifurto, ar-condicionado automático de duas zonas, banco traseiro bipartido 60:40, bancos dianteiros com ajustes elétricos, aquecimento e ventilação, câmera de manobras na traseira, cintos de três pontos para todos os ocupantes, controlador de velocidade, controle eletrônico de estabilidade e tração, faróis de neblina, interface Bluetooth para telefone celular, janela traseira corrediça elétrica, porta-objetos nas laterais da caçamba, retrovisor interno fotocrômico, revestimento de bancos e volante em couro, rodas de alumínio de 18 polegadas com pneus 275/70, seis bolsas infláveis (frontais, laterais dianteiras e de cortina), sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, sistema de áudio Alpine e volante aquecido com regulagem de altura.

 

Sua atitude em curvas e manobras surpreendeu, diante do que qualquer um esperaria de uma picape alta e que pesa 3,4 toneladas

 

As alterações da Ram 2016 começam por fora, com faróis elipsoidais, rodas de 18 pol em vez de 17 e a inédita opção de pintura em dois tons, sempre em prata na parte inferior. As laterais da caçamba trazem pela primeira vez compartimentos laterais de 132 litros (cada) com travamento e dreno, de modo que podem levar carnes frescas ou bebidas envoltas por gelo, além de facilitar a lavagem. Outro item de série é um extensor para a caçamba, cuja capacidade é de 1.240 litros com 1,90 metro de comprimento.

No interior, bastante espaçoso para cinco adultos, o acabamento agora pode vir em tom castanho (além do habitual preto) e o painel ganha a conhecida central UConnect do grupo com tela sensível ao toque de 8,4 pol e conexões USB, auxiliar e de cartão SD para o sistema de áudio. No quadro de instrumentos, um mostrador central digital pode apresentar informações variadas, como pressão dos pneus e do turbo e até percentual da vida útil do filtro de combustível. A FCA adotou chave presencial para acesso à cabine e partida do motor, esta possível mesmo a distância (até 100 metros) com as portas travadas, de modo a acionar o ar-condicionado ou aquecimento, conforme ajuste anterior, antes de se chegar à picape.

 

RAM 2500 Laramie
RAM 2500 Laramie

 

RAM 2500 Laramie
RAM 2500 Laramie
RAM 2500 Laramie

 
O interior luxuoso ganhou central UConnect e mostrador digital no quadro; banco traseiro rebate e expõe porta-objetos; motor de 6,7 litros passou a 330 cv e 104 m.kgf

 

O motor da Ram 2500 permanece, mas passou por recalibração para ganhar 4% em potência, de 310 para 330 cv, e nada menos que 24% em torque, de 84 para 104 m.kgf — mais que o dobro do oferecido pelas picapes médias do mercado nacional, de quatro ou cinco cilindros e menos da metade da cilindrada. O aumento de torque permitiu elevar a capacidade de reboque em 41%, de 5.500 para 7.750 kg, desde que seja usado engate específico da divisão de acessórios Mopar.

A caixa de seis marchas com alavanca na coluna de direção — típica dos carros norte-americanos — admite seleção manual por botão na alavanca e tem o modo Tow/Haul, destinado ao uso com muita carga ou tracionando reboque, que retém mais as marchas a fim de evitar mudanças frequentes. Como esperado de um motor que gira pouco (potência máxima a 2.800 rpm, menos da metade de muitos automóveis), a transmissão é bastante longa e produz apenas 1.250 rpm em sexta marcha a 120 km/h.

 

 

A tração passa de traseira a integral por um comando elétrico, que também aciona a caixa de transferência (reduzida). Na linha 2016 a suspensão traseira evoluiu, passando do feixe de molas semielípticas para molas helicoidais, com três braços em cada lado para localização do eixo — que permanece rígido tanto à frente quanto atrás, um arranjo ultrapassado, mas ainda aceito na categoria por sua resistência ao uso severo. Freios a disco ventilado estão nas quatro rodas, ao contrário das picapes médias, que usam tambores atrás. A altura mínima livre do solo é de 188 mm.

 

Ao volante

A picape Ram foi avaliada em uma pista semelhante à de um autódromo no Haras Tuiuti, na cidade homônima do interior paulista. A intenção da FCA foi demonstrar seu comportamento dinâmico e equipamentos como o controle de estabilidade. De fato, sua atitude em curvas e manobras surpreendeu, diante do que qualquer um esperaria de uma picape alta e que pesa 3,4 toneladas. Em uma curva fechada o natural seria escapar a traseira, mas o controle de estabilidade não permite e a manobra é cumprida com facilidade.

 

Ram 2500 Laramie
Ram 2500 Laramie

 

Ram 2500 Laramie
RAM 2500 Laramie
 RAM 2500 Laramie

 
Com nova suspensão traseira, mostrou bom comportamento em asfalto e promete valentia fora dele

 

A direção mostra-se macia e precisa e responde prontamente. Bom também o acerto de suspensão: é um veículo que, apesar da capacidade de carga de 1.030 kg, roda sem solavancos — a proporção entre seu peso quando descarregada e tal capacidade é bem melhor que a de picapes menores, o que beneficia o conforto. O motor fornece torque soberbo em qualquer condição e seu ronco transmite uma sensação de força compatível com o que a picape promete.

Apesar das dimensões avantajadas que não combinam com centros urbanos, o jeito de andar da Ram não parece ser de picape, mas de automóvel. Contribui para essa sensação o interior muito bem acabado, com materiais de painel suaves e sistema multimídia amplo e de uso intuitivo. Por falta de costume, a alavanca da transmissão na coluna de direção causa um pouco de estranheza, mas é questão de se habituar.

A expectativa da Ram é de vender 1.000 unidades por ano, aproveitando que para o setor dos agronegócios ainda não existe crise. Ela estuda trazer a versão 1500, que hoje oferece o motor turbodiesel exigido pelos brasileiros, mas não atende à capacidade de carga mínima requerida pela legislação local para uso desse combustível. Vale lembrar que para dirigir a 2500 é necessária a habilitação em categoria C, de caminhão leve, por causa do peso bruto total (PBT) de 4.536 kg, acima do permitido para a categoria B. Com isso, ela está sujeita também a restrições à circulação de caminhões, como em certas vias de São Paulo.

 

Ficha técnica

Motor
Posição longitudinal
Cilindros 6 em linha
Comando de válvulas duplo no cabeçote
Válvulas por cilindro 4
Diâmetro e curso 107 x 124 mm
Cilindrada 6.690 cm³
Taxa de compressão 16,2:1
Alimentação injeção eletrônica, turbocompressor, resfriador de ar
Potência máxima 330 cv a 2.800 rpm
Torque máximo 104,0 m.kgf a 1.600 rpm
Transmissão
Tipo de caixa e marchas automática, 6
Tração traseira / integral temporária
Freios
Dianteiros a disco ventilado
Traseiros a disco ventilado
Antitravamento (ABS) sim
Direção
Sistema pinhão e cremalheira
Assistência hidráulica
Suspensão
Dianteira eixo rígido, mola helicoidal
Traseira eixo rígido, mola helicoidal
Rodas
Dimensões 18 pol
Pneus 275/70 R 18
Dimensões
Comprimento 6,03 m
Largura 2,009 m
Altura 1,974 m
Entre-eixos 3,797 m
Capacidades e peso
Tanque de combustível 117 l
Caçamba 1.240 l
Capacidade de carga 1.030 kg
Peso em ordem de marcha 3.410 kg
Dados do fabricante; desempenho e consumo não disponíveis