Novo Toyota Corolla XEI é mais Corolla e… menos Corolla

Versão intermediária de 2,0 litros mantém a fórmula que fez seu sucesso, com evoluções em aparência e comportamento

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

Em time que está ganhando não se mexe? A máxima do futebol não se aplica aos automóveis: em um mercado dinâmico, a acomodação pode fazer a liderança mudar de mãos, como vários fabricantes já constataram. Assim, a linha 2020 marca uma nova fase para o Toyota Corolla, dono de 43% das vendas de sedãs médios no Brasil até novembro. Essa é a décima segunda geração na história do modelo, iniciada em 1966.

O Best Cars almejava um comparativo da versão de topo Altis com o Civic Touring, mas ficou para outra vez: hoje a Toyota só tem em frota o Altis Hybrid, com motores elétricos associados ao de 1,8 litro — conjunto bem menos potente que o da versão de 2,0 litros, que compete diretamente com o Honda. Assim, submetemos o Corolla XEI à avaliação 10 Chances.

 

O desenho foi atualizado sem perder a identidade do Corolla; faróis do XEI são elipsoidais, mas não usam leds; essa versão custa R$ 111 mil em pacote fechado

 

Estilo
Foi bom o trabalho de desenho no novo Corolla: conseguiu atualizar suas linhas sem perder a identidade do modelo, nem apostar em soluções tão ousadas que pudessem desagradar a seu público. 1 ponto

 

 

Acabamento e conveniência
O interior mostra um grande avanço em aparência: sai o painel retilíneo de aspecto ultrapassado, entra um mais arredondado e agradável. Os plásticos têm boa aparência e alguns são macios ao toque, como no painel. Os bancos de couro têm bom aspecto, mas temos dúvida se o tom preto foi bem escolhido: o cinza usado antes no XEI dava ar mais arejado e tendia a esquentar menos sob incidência solar.

Há muitos bons detalhes, como alerta para uso dos cinco cintos (informa até mesmo se um passageiro de trás soltar seu cinto antes da parada do carro), câmera traseira de manobras com guias dinâmicas (seguem o movimento do volante), chave presencial para acesso e partida, duas tomadas USB (uma de alta corrente), faixa degradê no para-brisa, faróis automáticos, para-sóis com espelhos iluminados, rebatimento elétrico dos retrovisores e retrovisor interno fotocrômico. Faltam abertura e fechamento de vidros com comando a distância, ar-condicionado com duas zonas e saídas para o banco traseiro e sensores de estacionamento.

 

Aspecto renovado no interior, que traz tela de 8 pol na central de áudio; ela tem integração a celular e histórico de consumo; câmera traseira usa guias dinâmicas

 

A central de áudio tem tela de toque de 8 polegadas e integração a celular por Android Auto e Apple Car Play. Apesar da boa qualidade de áudio e da prática operação com vários botões físicos, seu volume é bem maior que o da parte digital e a carenagem posterior lembra um televisor de tubo (a Toyota justifica seu uso por versões exportadas sem aparelho de áudio). Melhorou o aspecto de itens como os comandos no assoalho, para tampas do tanque e do porta-malas, e os do controlador de velocidade. Também se foi o antiquado relógio digital do painel. 1 ponto

 

Bons detalhes incluem alerta para uso dos cinco cintos e central de áudio com integração a celular e tela de 8 polegadas, que mantém vários botões físicos

 

Posto do motorista
O Corolla tem bancos dianteiros muito bons, com apoios corretos para coxas, lombar e laterais (não há ajuste elétrico ou regulagem lombar no XEI), e volante bem desenhado com ajustes em altura e distância, que deixa o braço esquerdo mais esticado que o direito, sem incomodar. De aparência simples, o quadro de instrumentos traz o essencial e inclui repetidor digital de velocidade. Não tem o segundo trajeto do computador de bordo, mas sim um histórico de consumo.

O XEI ainda não usa leds nos faróis, mas ganhou bons refletores elipsoidais que atendem aos dois fachos, mantendo os baixos ao acender os altos. Há ainda luzes diurnas de leds, faróis de neblina e — novidade no modelo — luz traseira para o mesmo fim, assim como repetidores laterais das luzes de direção. A visibilidade conta com amplos retrovisores e colunas dianteiras que não prejudicam muito o campo visual. 0,5 ponto

 

Espaço dos passageiros é muito bom, mas não o de bagagem; instrumentos simples, ar automático de uma só zona, chave presencial, espelhos iluminados e ajuste elétrico dos faróis; carenagem atrás da tela central soa ultrapassada

 

Espaço interno
As acomodações internas do Corolla pouco mudaram na nova geração. Ele continua muito amplo para as pernas no banco traseiro, com espaço vertical razoável. Apesar da boa largura para o segmento, falta conforto para três adultos pelo formato do banco e o encosto incômodo para o ocupante central. 1 ponto

 

 

Porta-malas
A capacidade de bagagem de 470 litros, a mesma da geração anterior, é algo modesta na categoria em que vários modelos superam 500 litros. O banco traseiro tem encosto bipartido 60:40. Pela medida diferente dos demais pneus, o estepe serve apenas ao uso temporário. 0,5 ponto

Próxima parte

 

Equipamentos e preços

• Corolla XEI – Ar-condicionado automático, banco do motorista com regulagem de altura, bancos revestidos em couro, bolsas infláveis laterais dianteiras, de joelhos do motorista e de cortina; câmera traseira de manobras, central de áudio com tela de 8 polegadas e integração a celular por Android Auto e Apple Car Play, chave presencial para acesso e partida, computador de bordo, controlador de velocidade, controle eletrônico de estabilidade e tração, faróis automáticos com regulagem da altura, faróis e luz traseira de neblina, rodas de alumínio de 17 pol, retrovisor interno fotocrômico, volante ajustável em altura e distância.

• Preço sem opcionais: R$ 110.990

• Preço como avaliado: R$ 110.990

• Preço completo: R$ 113.240

• Garantia – Cinco anos sem limite de quilometragem.

Preços sugeridos em 19/12/19

Próxima parte