Creta desafia: até onde novo Ecosport pode chegar?

Mais acertado quanto ao limite de rotação, o Hyundai compensou a menor potência para vencer o Ford em aceleração e retomada, sobretudo após 100 km/h

 

Desempenho e consumo

FHB-PerformanceO Ecosport pesa menos e dispõe de mais potência e torque: isso lhe garante o melhor desempenho? Nem sempre, como mostraram as medições exclusivas do Best Cars, efetuadas com gasolina, e os gráficos preparados pelo consultor técnico Felipe Hoffmann, da FHB Performance.

Sua aceleração ficou muito próxima à do Creta até 80 km/h. Por padrão usamos arrancada com estol para obter os melhores tempos, mas no caso do Ford não houve vantagem: a fábrica optou por limitar o torque nessa condição, o que permite usar uma transmissão menos reforçada, mais leve e eficiente (o regime de estol do Hyundai, aliás, é dos mais baixos: 1.800 rpm, menos 400 que no concorrente). Contudo, não é essa a principal razão para a esperada vantagem do Eco não ter sido confirmada.

 

Como acontece com vários carros da Ford, os pontos de trocas automáticas de marcha são prematuros e, em alguns casos, não permitem ao motor alcançar sua potência máxima. O Titanium leva a primeira até 5.650 rpm, a segunda até 6.650 rpm (pouco acima do pico de 6.500) e a terceira até 6.400 rpm. Enquanto isso, os regimes de mudança do Creta (6.450, 6.300 e 6.500 rpm, na ordem) ficam todos acima do ponto de maior potência (6.200), como deve ser quando o objetivo é desempenho.

Além disso, a troca para quarta do Ford ocorre pouco antes de 120 km/h, o que amplia seu tempo de aceleração até essa velocidade. Enquanto de 0 a 100 ele perde por apenas 0,4 segundo, a vantagem do Hyundai passa para 1,2 s de 0 a 120. De qualquer forma, como mostra o gráfico acima, ambos produzem aceleração consistente e garantem o “pulo” inicial produzido pelo conversor de torque das caixas automáticas, algo que não existia no Eco anterior.

 

Na retomada de 80 a 120 km/h a vantagem inicial é do Ecosport (note a aceleração e a velocidade mais altas na maior parte do gráfico acima), que tem a terceira marcha mais curta. No entanto, isso o impede de atingir 120 em terceira: quando ele passa à quarta, o Creta segue a manobra com mais potência (percebida pela aceleração mais alta ao redor de 6 segundos) e então a conclui em 1 s a menos. Nas retomadas a partir de 60 km/h, vale a mesma observação da aceleração: o Ford demora mais a chegar a 120 por causa da troca adicional de marcha.

Onde o Ecosport venceu foi em consumo, com marcas pouco melhores (entre 0,4 e 0,5 km/l) em cada trajeto. No trajeto rodoviário, que inclui diversos aclives, ambos reduziram marchas com certa frequência — até a quarta no Creta, o que nos parecia desnecessário. Isso parece ter prejudicado seus consumos nessa condição, que foi mais alto que no trajeto leve em cidade. Com tanque maior, o Hyundai oferece maior autonomia em duas das condições.

 

EcosportCreta
Aceleração
0 a 100 km/h10,3 s9,9 s
0 a 120 km/h14,7 s13,5 s
0 a 400 m17,3 s16,9 s
Retomada
60 a 100 km/h*6,2 s5,5 s
60 a 120 km/h*10,5 s9,1 s
80 a 120 km/h*8,4 s7,4 s
Consumo
Trajeto leve em cidade11,8 km/l11,4 km/l
Trajeto exigente em cidade6,1 km/l5,7 km/l
Trajeto em rodovia10,7 km/l10,2 km/l
Autonomia
Trajeto leve em cidade552 km564 km
Trajeto exigente em cidade285 km 282 km
Trajeto em rodovia501 km505 km 
Testes com gasolina; *com reduções automáticas; melhores resultados em negrito; conheça nossos métodos de medição

 

 

Dados dos fabricantes

EcosportCreta
Velocidade máximaND188 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/hND9,7 s
Consumo em cidade8,8/6,1 km/l10,0/6,9 km/l
Consumo em rodovia12,0/8,3 km/l11,4/8,2 km/l
Dados do fabricante para gasolina/álcool; ND = não disponível; consumo conforme padrões do Inmetro

 

Várias soluções técnicas são comuns entre eles, da corrente para acionar os comandos de válvulas ao eixo de torção na suspensão traseira

 

 

Ficha técnica

EcosportCreta
Motor
Posiçãotransversaltransversal
Cilindros4 em linha4 em linha
Material do bloco/cabeçotealumínioalumínio
Comando de válvulasduplo no cabeçoteduplo no cabeçote
Válvulas por cilindro4, variação de tempo4, variação de tempo
Diâmetro e curso87,5 x 83,1 mm81 x 97 mm
Cilindrada1.999 cm³1.999 cm³
Taxa de compressão12,0:112,0:1
Alimentaçãoinjeção diretainjeção multiponto sequencial
Potência máxima (gas./álc.)170/176 cv a 6.500 rpm156/166 cv a 6.200 rpm
Torque máximo (gas./álc.)20,6/22,5 m.kgf a 4.500 rpm19,1/20,5 m.kgf a 4.700 rpm
Potência específica (gas./álc.)85,0/88,0 cv/l78,0/83,0 cv/l
Transmissão
Tipo de caixa e marchasautomática, 6automática, 6
Relação e velocidade por 1.000 rpm
1ª.4,58 / 8 km/h4,40 / 8 km/h
2ª.2,96 / 12 km/h2,73 / 13 km/h
3ª.1,91 / 18 km/h1,83 / 20 km/h
4ª.1,45 / 24 km/h1,39 / 26 km/h
5ª.1,00 / 34 km/h1,00 / 36 km/h
6ª.0,75 / 46 km/h0,77 / 47 km/h
Relação de diferencial3,513,61
Regime a 120 km/h2.650 rpm (6ª.)2.550 rpm (6ª.)
Regime à vel. máx. informadaND5.200 rpm (5ª.)
Traçãodianteiradianteira
Freios
Dianteirosa disco ventiladoa disco ventilado
Traseirosa tambora tambor
Antitravamento (ABS)simsim
Direção
Sistemapinhão e cremalheirapinhão e cremalheira
Assistênciaelétricaelétrica
Diâmetro de giroNDND
Suspensão
Dianteiraindependente, McPherson, mola helicoidal
Traseiraeixo de torção, mola helicoidal
Estabilizador(es)dianteiro e traseirodianteiro e traseiro
Rodas
Dimensões7 x 17 pol6,5 x 17 pol
Pneus205/50 R 17 W215/60 R 17 H
Dimensões
Comprimento4,269 m4,27 m
Largura1,765 m1,78 m
Altura1,693 m1,635 m
Entre-eixos2,519 m2,59 m
Bitola dianteiraNDND
Bitola traseiraNDND
Coeficiente aerodinâmico (Cx)0,35ND
Capacidades e peso
Tanque de combustível52 l55 l
Compartimento de bagagem362 l431 l
Peso em ordem de marcha1.359 kg1.399 kg
Relação peso-potência (gas./álc.)8,0/7,7 kg/cv9,0/8,4 kg/cv
Garantia
Prazo3 anos sem limite de quilometragem5 anos sem limite de quilometragem
Carros avaliados
Ano-modelo20182018
PneusMichelin Primacy 3 STGoodyear Efficient Grip SUV
Quilometragem inicial1.500 km6.000 km
Dados dos fabricantes; ND = não disponível
Próxima parte