Desafio: como o VW Nivus se sai diante do Nissan Kicks

São próximos em porte, proposta de uso e potência, mas um deles oferece mais por menor preço

Texto e fotos: Fabrício Samahá

Existem carros difíceis de encaixar nas categorias existentes. O novo Volkswagen Nivus está entre eles: por definição é um hatch “aventureiro”, o que o colocaria no segmento de Ford Ka Freestyle, Honda WR-V, Hyundai HB20X e Renault Stepway — mas você acha mesmo que ele concorre com esses carros?

Embora não se trate de um utilitário esporte, é com alguns deles que o Nivus acabará competindo. Para esse primeiro Desafio, selecionamos um que se parece bastante com ele em termos de porte, proposta de uso, potência e preço, os quatro “Ps” que norteiam nossos comparativos: o Nissan Kicks.

O valor do Nivus Highline em edição de lançamento (R$ 99 mil) tem como Kicks mais próximo o SV de R$ 99,3 mil. No entanto, para maior equilíbrio de conteúdo, julgamos mais adequado confrontá-los em versões de topo, que no caso do Nissan é a SL com pacote Tech (R$ 111,9 mil).

Estilo
Não resta dúvida: a Volkswagen fez um bom trabalho de desenho no Nivus, que tem aparência elegante e esportiva, acentuada pelos faróis e lanternas de leds e as rodas pretas de 17 polegadas da versão. Ele consegue se distinguir bem do Polo — embora aproveite dele até as portas —, tem ar mais jovial que o do T-Cross e não recorre a exageros em busca do estilo “aventureiro” como o novo HB20X. Perto dele o Kicks parece excessivo em seus recortes, curvas e arestas, sem parecer mais atual ou criativo.

Acabamento e conveniência
Ao manter a maior parte do interior do Polo, o Nivus herdou itens elogiados — como o quadro de instrumentos digital — e outros nem tanto, caso dos plásticos de aparência simples demais para seu preço e das formas antiquadas de seções como os comandos de ventilação. O Kicks agrada mais nesses aspectos. Os dois usam revestimento sintético que simula couro nos bancos (com dois tons no Volkswagen), bonito, mas desconfortável em clima quente.

A nova central de áudio VW Play do Nivus, além do belo efeito visual ao se integrar ao painel (e desaparecer na superfície em preto brilhante quando desligada), é prática de operar, tem grande tela de 10 polegadas e integração a celular por Apple Car Play sem uso de fio com telefone compatível (Android Auto requer cabo). Como na Multi-App do Kicks, o aparelho pode acessar por wi-fi a conexão de dados do usuário para baixar e rodar aplicativos, de modo que funções como o navegador Waze não precisam ser executadas no celular no dia a dia. Contudo, não gostamos de depender de toques na tela para todas as funções — até o comando da tampa traseira, que o Polo traz no console, foi parar lá.

O Nivus oferece várias conveniências exclusivas, como alerta para uso do cinto pelos cinco ocupantes (no Nissan, só os da frente), ar-condicionado com extensão para o porta-luvas e difusor para a traseira, controlador de distância à frente, frenagem pós-colisão (freia o carro após um acidente, o que pode evitar nova colisão), iluminação nos espelhos dos para-sóis, limitador de velocidade, limpador de para-brisa automático, luzes de leitura atrás (o rival deixa esses passageiros no escuro), monitores de atenção do motorista (analisa suas ações ao volante para detectar sonolência) e pressão dos pneus, rebatimento automático dos espelhos externos, retrovisor interno fotocrômico, sensores de estacionamento também na frente,  tomada USB para os passageiros de trás e mais espaços para objetos. Curiosamente perdeu o duplo fecho de capô do Polo.

Do Polo o Nivus herdou itens elogiados — como os instrumentos digitais — e outros nem tanto, caso dos plásticos de aparência simples e às vezes antiquada

A favor do Kicks estão apenas as quatro câmeras ao redor, que formam uma visão de 360 graus por cima (no Nivus, só câmera traseira), três alças de teto (nenhuma no rival) e vidros traseiros que descem por inteiro. Os dois têm ainda alerta de qual porta está mal fechada, ar-condicionado automático, comando a distância para abrir e fechar vidros, controlador de velocidade (que o Nissan, enfim, recebeu no modelo 2020) e monitor de distância à frente com frenagem autônoma de emergência, mas lhes falta a faixa degradê no para-brisa.

A título de curiosidade, o controlador de distância do Nivus segue o padrão europeu da marca, que aguarda comando do motorista para passar um veículo pela direita — a legislação alemã proíbe a manobra, enquanto a nossa só impede ultrapassar, ou seja, com mudança de faixa. E o sistema mostra, como imagem do veículo à frente, uma traseira de… Golf 7.

Posto do motorista
Basta se sentar ao volante para distinguir qual deles é o SUV: o teto baixo e o para-brisa inclinado do Nivus sugerem a posição típica de um hatch, enquanto o Kicks oferece grande sensação de espaço e torna natural sentar-se mais alto. Isso não significa que falte espaço para cabeça no Volkswagen, ou ele seria rejeitado pelos corpulentos compradores alemães.

Ambos têm bancos bem desenhados e posições corretas entre eles, os pedais e o volante com ajuste em altura e distância. Vantagem do Nivus é ter todo o quadro de instrumentos digital (uma tela de 10,25 polegadas) e configurável, com três modos de visualização e escolha entre muitas funções em vários locais, mostradas ao mesmo tempo. No Kicks a parte esquerda digital é limitada, pois cada item escolhido (computador de bordo, por exemplo) exclui o conta-giros, enquanto a parte central se limita ao “D” da posição da transmissão. Um novo arranjo seria oportuno.

O Nivus tem ainda termômetro de óleo e computador de bordo com três trajetos de medição (só um no Kicks). Os dois usam faróis de leds (apenas no Volkswagen incluem o facho alto), faróis de neblina (também de leds no Nivus, sem luz traseira em ambos) e repetidores de luzes de direção nos para-lamas. Vantagens do Volkswagen são ajuste elétrico do facho dos faróis e luzes diurnas por leds. Os dois oferecem boa visibilidade, com prejuízo dentro da média atual para as laterais dianteiras pelas colunas.

Espaço interno
Semelhantes em comprimento e largura, eles se distinguem pela altura 10 cm maior do Kicks, que altera bastante a definição de espaço interno. Ele não só oferece maior acomodação para cabeças atrás, como aproveita melhor seu tamanho e vence em espaço para pernas. O Nivus não chega a ser apertado, pois recorre a um assento traseiro inclinado para ganhar algum espaço vertical para os passageiros. O Nissan ainda acomoda melhor três pessoas atrás e oferece assento mais cômodo para o ocupante central.

Porta-malas
Para um hatch derivado do Polo, o Nivus surpreende pela capacidade de bagagem de 415 litros, que fica pouco atrás da do Kicks (432). Este tem a vantagem do acesso com base mais baixa — a do Volkswagen fica cerca de 20 cm acima do assoalho. Ambos oferecem banco traseiro bipartido 60:40 e usam a mesma solução como estepe: pneu de 15 polegadas (os de serviço são de 17) para uso emergencial.

Curiosidade do Nivus, que revela a diferença entre o projeto e o produto final: as laterais da cobertura de carga têm aletas retráteis — como havia no Golf —, destinadas a sustentar a tampa do estepe inclinada enquanto se troca um pneu. Só que a tampa de estepe, não sendo rígida como a do Golf, acaba não se firmando e torna as aletas inúteis.

Próxima parte

Preços

  Kicks Nivus
Sem opcionais R$ 109.490 R$ 98.290
Como avaliado R$ 111.890 R$ 99.000
Completo R$ 111.890 R$ 99.990
Preços sugeridos em 24/8/20 para São Paulo, SP; apenas o preço completo inclui pinturas especiais; menores preços em destaque

Equipamentos de série e opcionais

• Kicks SL – Ar-condicionado automático, bancos com revestimento em couro e sintético, bolsas infláveis laterais dianteiras e de cortina, câmeras ao redor com visão de 360 graus, central de áudio Multi-App com tela de 7 pol e integração a celular, chave presencial para acesso e partida, controle eletrônico de estabilidade e tração, direção com assistência elétrica, faróis de leds, quadro de instrumentos com seção digital configurável de 7 pol, rodas de alumínio de 17 pol, sensores de estacionamento na traseira.

• Opcional – Pacote Tech (frenagem autônoma de emergência).

• Nivus Highline – Ar-condicionado automático com saída para o banco traseiro, bancos com revestimento sintético, bolsas infláveis laterais dianteiras e de cortina, câmera traseira de manobras, central de áudio VW Play com tela de 10 pol e integração a celular, chave presencial para acesso e partida, controlador de distância à frente, controle eletrônico de estabilidade e tração, direção com assistência elétrica, faróis principais e de neblina de leds, faróis e limpador de para-brisa automáticos, frenagem autônoma de emergência, frenagem pós-colisão, monitores de atenção do motorista e pressão dos pneus, quadro de instrumentos digital configurável de 10,25 pol, retrovisores com rebatimento elétrico, rodas de alumínio de 17 pol, sensores de estacionamento na frente e na traseira, volante com comandos de marchas.

• Opcional – Pacote Launching Edition (teto em preto, rodas escurecidas e outros detalhes de acabamento).

• Garantia – Três anos sem limite de quilometragem.

Próxima parte