Hyundai HB20: bom o bastante para vencer o VW Polo?

Com novo desenho, motor turbo e mais conveniências, o pequeno dos sul-coreanos enfrenta um dos melhores concorrentes

Texto e fotos: Fabrício Samahá

 

O Hyundai HB20 trouxe ao mercado em 2012, ao lado do Chevrolet Onix, uma renovação do segmento de hatchbacks compactos. Além do desenho moderno e atraente, oferecia opção de transmissão automática — então rara na categoria — e, pouco depois, de central de áudio com ampla tela de toque. Tudo isso, somado à boa reputação da marca, fez dele um grande sucesso.

O tempo, porém, passa para todos. Para 2020 a Hyundai apresenta uma nova geração do HB20, inteiramente refeita em desenho e com importantes evoluções técnicas e em conteúdo. Ela vem enfrentar concorrentes revitalizados como o Volkswagen Polo, que em 2017 elevou o patamar do segmento e venceu o comparativo com três oponentes. O Best Cars lança um Desafio entre a versão Diamond Plus do HB20 e a Comfortline do Polo, ambas com motor turbo de 1,0 litro e caixa automática de seis marchas.

 

O HB20 tem formas mais ousadas, que causam controvérsia na nova geração; sem empolgar, o desenho simples do Polo tende a agradar por mais tempo

 

Se o Hyundai está na versão de topo, por que não o Volkswagen? A resposta é preço: com o HB20 oferecido a R$ 78 mil, o Polo Comfortline com opcionais por R$ 76,1 mil é o que fica mais próximo. O Highline, apesar de partir de R$ 77 mil, passa de R$ 84 mil com opções. Além disso, o Polo de topo já participou do comparativo de dois anos atrás e preferimos uma versão inédita.

 

 

Estilo
As filosofias de desenho são bem diferentes. O Polo segue a escola alemã de formas simples, que não empolgam, mas tendem a agradar por longos anos. Alguns lamentam a semelhança de linhas com o Gol, sobretudo na traseira. O HB20 sempre foi mais ousado, diferente do rebanho nas ruas, mas muitos acham que a marca errou a mão na nova geração — embora agrada mais ao vivo que em fotos.

Acabamento e conveniência
Os interiores usam plásticos rígidos com formas, tons e texturas mais elaborados e agradáveis no Hyundai. Sua versão de topo foge à mesmice ao adotar um tom marrom escuro em todo o acabamento e no revestimento sintético dos bancos — que o Volkswagen pode ter em preto, mas o testado veio com um tecido de aspecto regular.

 

Formas e cores deixam o acabamento do Hyundai mais agradável; seus instrumentos digitais são fáceis de ler, mas o Volkswagen tem mais medições no computador

 

Ambos trazem as conveniências mais desejadas, como apoio de braço central dianteiro, alerta específico de qual porta está mal fechada, câmera traseira de manobras, chave presencial para acesso e partida, controlador de velocidade, faróis automáticos, luz de cortesia também para o banco traseiro (duas de leitura no caso do Polo), monitor indireto de pressão dos pneus, para-sóis com espelhos iluminados, sensores de estacionamento traseiros e volante de couro com comandos de áudio e telefone.

 

Vantagens do HB20 são alertas para distância ao veículo adiante com frenagem autônoma e para saída da faixa, mas o Polo vence em itens de conveniência

 

As centrais de áudio têm integração a celular por Android Auto e Apple Car Play e boas telas de 8 pol no HB20 e 6,5 pol no Polo. Vantagens do Hyundai são alertas para distância ao veículo adiante (com frenagem autônoma) e para saída da faixa da via (sem intervir na direção), controle elétrico de vidros com função um-toque também nos traseiros e comando a distância para abrir e fechar, duas tomadas USB na frente (uma de alta corrente), limitador de velocidade e rebatimento elétrico dos retrovisores.

O Volkswagen tem a seu favor ar-condicionado automático (que o rival perdeu) com difusor para o banco traseiro, bocal do tanque destravado junto das portas (dispensa acionar alavanca no assoalho), limpador de para-brisa automático, mostrador de temperatura externa (falta inaceitável no HB20), porta-óculos no teto, porta-luvas refrigerado, sensores de estacionamento também na frente, suporte de celular no painel e tomada USB para o banco de trás, além de mais espaço para objetos. Nos dois falta a faixa degradê no para-brisa.

 

HB20 tem tela de 8 pol, alertas de distância frontal e de saída de faixa e rebatimento de espelhos; chave presencial e controlador de velocidade são novos no modelo

 

Polo usa tela de 6,5 pol; só ele traz ar-condicionado automático, saídas para o banco traseiro, retrovisor fotocrômico, sensores também na frente e porta-óculos

 

Posto do motorista
Ambos dispõem de banco bem dimensionado — o que é raro na classe —, mas o encosto do HB20 com pouco apoio lombar pode cansar em viagens. Seu ajuste de altura agora é por alavanca, mais prático que o antigo botão giratório. Eles têm bons volantes com ajuste em altura e distância e pedais em posição correta.

 

 

Nada há de errado no novo quadro de instrumentos digital do HB20, em que apenas o conta-giros é analógico: tem fácil leitura e disposição clara. Mas seu computador de bordo oferece um só trajeto de medição (três no Polo) e depende do botão do hodômetro para seleção de funções (no VW há botões no volante). O Polo ainda informa temperatura do óleo do motor.

Os faróis se equivalem, com dois fachos em simultâneo no alto, embora só o HB20 tenha refletor elipsoidal, e unidades de neblina (sem a luz traseira). Nenhum traz luzes diurnas por leds. Ambos têm boa visibilidade, com perda aceitável pelas colunas dianteiras, e repetidores laterais das luzes de direção.

 

Boa acomodação para o motorista nos dois; o HB20 ganhou espaço interno, mas o Polo ainda oferece mais; já os porta-malas têm a mesma capacidade

 

Espaço interno
Com maior distância entre eixos na nova geração, o Hyundai ganhou espaço para pernas de quem viaja atrás, agora próximo ao do Volkswagen. Este vence em altura útil naquele banco e seu recorte superior da porta favorece o acesso, mas o encosto forma um ângulo menos confortável com o assento e o console obstrui o vão central. Ambos são bem limitados para três adultos e não acomodam bem o passageiro central.

Porta-malas
Os dois carros transportam o mesmo volume de bagagem (300 litros), têm banco traseiro com encosto bipartido e estepe em medida diferente dos demais pneus, não a melhor solução. Faz falta no Polo um botão ou maçaneta para a tampa, que requer uso do controle remoto ou do botão no painel.

Próxima parte

 

Preços

HB20 Polo
Sem opcionais R$ 77.990 R$ 71.560
Como avaliado R$ 77.990 R$ 76.085
Completo R$ 78.940 R$ 79.390
Preços sugeridos em 21/11/19 para São Paulo, SP; apenas o preço completo inclui pinturas especiais; menores preços em destaque

 

Equipamentos de série e opcionais

HB20 Diamond Plus – Alarme volumétrico, alerta de saída da faixa da via, ar-condicionado, assistente de saída em rampa, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro bipartido 60:40, bancos com revestimento sintético marrom, bolsas infláveis laterais dianteiras, câmera traseira de manobras, central de áudio Blue Media com tela de 8 pol e integração a celular por Android Auto e Apple Car Play, chave presencial para acesso e partida, cintos de três pontos para cinco ocupantes, computador de bordo, controlador e limitador de velocidade, controle eletrônico de estabilidade e tração, espelhos com iluminação nos para-sóis, faróis automáticos, faróis de neblina, fixação Isofix para cadeira infantil, monitor de pressão dos pneus, monitor frontal com frenagem autônoma, retrovisores com rebatimento elétrico, rodas de alumínio de 15 pol, sensores de estacionamento na traseira, volante com ajuste em altura e distância.

Opcionais – Não tem.

Polo Comfortline – Alarme volumétrico, ar-condicionado, assistente de saída em rampa, banco do motorista com ajuste de altura, banco traseiro bipartido 60:40, bolsas infláveis laterais dianteiras, central de áudio Composition Touch com tela de 6,5 pol e integração a celular por Android Auto e Apple Car Play, cintos de três pontos para cinco ocupantes, computador de bordo, controle eletrônico de estabilidade e tração, espelhos com iluminação nos para-sóis, faróis de neblina, fixação Isofix para cadeira infantil, rodas de alumínio de 15 pol, sensores de estacionamento na traseira, volante com ajuste em altura e distância.

Opcionais – Pacote Beats Sound (rodas de alumínio de 16 pol, sistema de áudio Beats, tapetes), pacote Tech I (chave presencial para acesso e partida, controlador de velocidade, faróis e limpador de para-brisa automáticos, retrovisor interno fotocrômico, sensores de estacionamento dianteiros, volante com comandos de marchas), pacote Tech II (como o Tech I mais ar-condicionado automático, câmera traseira de manobras, detector de fadiga, monitor de pressão dos pneus, sistema de frenagem automática pós-colisão, porta-luvas refrigerado), bancos com revestimento sintético, rodas de alumínio de 16 pol.

Garantia – Cinco anos (HB20) ou três anos (Polo) sem limite de quilometragem.

Próxima parte