Novo Nissan Versa soma belo estilo e conjunto competente

Mantendo predicados como o espaço, sedã traz itens exclusivos e bom desenho, mas faltou ousadia em motorização

Texto: Kleber Nogueira – Fotos: divulgação

Que mudança! Não é todos os dias que um carro, ao trocar de geração, passa por uma evolução estética como a verificada agora no Nissan Versa. A nova fase do sedã compacto chega ao Brasil importada da unidade industrial de Aguascalientes, no México, de início para conviver com o antigo modelo fabricado em Resende, RJ, cujo nome agora é apenas V-Drive.

Será oferecido em três versões de acabamento e duas opções de transmissão — manual de cinco marchas e automática de variação contínua, CVT —, sempre com o conhecido motor 1,6-litro. Não há previsão de fabricação local, segundo executivos da marca.

Versão Sense é a de entrada, por R$ 73 mil com caixa manual, e já traz bons recursos de segurança que o anterior não oferecia

As versões são Sense manual e CVT, Advance CVT e Exclusive CVT, com preços entre R$ 73 mil e R$ 93 mil (veja no quadro abaixo os equipamentos e valores). Serão oito opções de cores no lançamento: prata, preto, cinza, branco (sólido e perolizado), duas opções de vermelho e um tom de azul, estas metálicas. Ainda há a opção de acabamento bicolor na versão Exclusive, com painel e detalhes dos bancos em cinza claro, com o restante em preto, ou painel e detalhes dos bancos em preto com cinza claro no restante.


O Versa abandonou a temática arredondada e as controvérsias de estilo da geração anterior. Traz agora linhas bem mais arrojadas, que conversam com lançamentos como os novos Sentra e Maxima e também com o Kicks, de onde o interior teve grande inspiração. A dianteira exibe um grande “V”, enquanto na coluna traseira há um aplique plástico que parece ter virado moda ultimamente. A versão de topo conta com rodas de 17 polegadas, ante 15 e 16 pol das outras, que contribuem para dar ao sedã um visual mais esportivo. O Versa está 5 cm mais largo e o coeficiente aerodinâmico (Cx) varia de 0,30 a 0,315 conforme a versão.

Versa Advance acrescenta itens de conveniência como central de áudio e câmera traseira; as rodas passam de 15 para 16 pol

Por dentro o avanço é notável. Se a geração anterior era proba em espaço interno, seu apelo racional trazia problemas em convencer pelo acabamento e construção, dificultando a briga em faixas superiores de preço. A nova geração parece ter deixado isso para trás. As portas têm dupla guarnição e painéis bem conformados com inserção em tecido de toque suave. Houve cuidado com o isolamento de ruídos, que inclui para-brisa mais espesso e aumento de 5 para 30 mm de material antirruído na parede corta-fogo.

Se a geração anterior tinha problemas em convencer pelo acabamento e construção, dificultando a briga em faixas superiores de preço, o novo Versa deixou isso para trás

A posição de dirigir é muito boa e tem todos os ajustes básicos, incluindo o de distância do volante, não existente no anterior. Bancos bem desenhados com apoio lateral adequado permitem um guiar confortável. Como pontos melhoráveis, o apoio de braço é alto demais, não há faixa degradê no para-brisa, os para-sois não contam com iluminação, tampouco o porta-luvas, e apenas o motorista dispõe de função um-toque no controle elétrico de vidros.

Opção de topo, o Exclusive inclui rodas de 17 pol, revestimento sintético nos bancos e pacote de assistências ao motorista

A central de áudio tem tela de sete polegadas, integração a celular por Android Auto e Apple Car Play, conexão simultânea de dois equipamentos via Bluetooth e a chamada navegação porta a porta. Com um aplicativo gratuito, o motorista pode programar sua rota no celular e ele será transmitida à central após ligar o carro.


O painel é bastante parecido com o do Kicks, com boa ergonomia e aspecto, com destaque à faixa central clara e de bom gosto. O computador de bordo não tem o idioma português (apenas inglês, francês ou espanhol), o que a Nissan promete rever. Ao lado do velocímetro analógico, nas versões Advance e Exclusive, há um mostrador digital para as demais funções, cambiáveis pelo seletor do volante. Os passageiros de trás contam com o generoso espaço para as pernas da geração anterior, com ressalva ao perfil do teto, que toca a cabeça se o indivíduo tiver mais que 1,75 metro de estatura. Duas portas USB no console central servem para dar carga ao celular.

Próxima parte

Versões, preços e equipamentos

Versa Sense 1,6 manual (R$ 73 mil) – Alerta de uso do cinto para os cinco ocupantes, ar-condicionado, assistente de saída em rampa, bolsas infláveis laterais dianteiras e de cortina, chave presencial para acesso e partida, comandos de áudio e telefone no volante, controle eletrônico de estabilidade e tração, fixação Isofix para cadeira infantil, retrovisores externos com regulagem elétrica, rodas de aço de 15 polegadas com calotas, sensores de estacionamento traseiros, sistema de áudio com USB.

Versa Sense 1,6 CVT (R$ 78 mil) – Como o Sense manual, mais apoio de braço dianteiro, controlador de velocidade, transmissão automática de variação contínua (CVT).

Versa Advance 1,6 CVT (R$ 83.490) – Como o Sense CVT, mais alerta de objetos no banco traseiro, banco traseiro bipartido (60/40), câmera traseira de manobras, central de áudio com tela de 7 pol e integração a celular por Android Auto e Apple Car Play, faróis automáticos, faróis de neblina, indicador de temperatura externa, mostrador digital de 7 pol no quadro de instrumentos, repetidores laterais das luzes de direção, rodas de alumínio de 16 pol.

Versa Exclusive 1,6 CVT (R$ 93 mil) – Como o Advance CVT, mais alerta de colisão frontal com frenagem autônoma de emergência, alerta de tráfego cruzado traseiro, apoio de braço central traseiro, ar-condicionado automático, bancos e volante com revestimento sintético, câmeras externas de 360 graus, detector de objetos em movimento ao redor, faróis de leds, monitoramento de pontos cegos, navegador integrado à central de áudio, retrovisores com aquecimento, rodas de alumínio de 17 pol.

• Garantia – Três anos sem limite de quilometragem.

Próxima parte