Mercedes SLS, impressionante já no desenho

Mercedes SLS, impressionante já no desenho

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Receita de bolo: tomadas de ar adicionais. A ideia de alinhar com os faróis foi boa, pois um complementa o outro e faz com que o desenho frontal esteja muito bom.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Um item que chama muito a atenção é esse para-brisa bem largo e baixo.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Isso é ótimo: como os para-lamas são bem baixos, as bolhas que cobrem as rodas ficam bem salientes. Esportividade pura. Visto de frente assim, elas deixam o visual ainda mais ameaçador.

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  A frente e a traseira são curtas; já a distância da caixa de rodas dianteira até a porta é bem grande. Um habitáculo tão recuado é difícil de se ver com frequência nos carros de produção, mas reforça a esportividade.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Em geral, supercarros têm esse ponto bem baixo. Talvez por ter essa linha de cintura levemente mais alta que o normal, o SLS passe aquela sensação de ter um toque de “musculoso” norte-americano.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  As “asas de gaivota” atraem mais olhares e mais comentários do que o próprio desenho do carro. Não é à toa: vistas de qualquer ângulo impressionam.

 

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  O 300 SL original tinha duas nervuras bem salientes no capô. Nesse modelo decidiram por fazer apenas um simples ressalto, comum demais para sua proposta, mesmo que combine com o estilo do carro em geral. Note que no teto é inverso, um rebaixo no centro.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  A grade é o destaque frontal, mas essa superfície, que forma o defletor mais alto e serve de base para a grade, ficou muito bem esculpida.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  É fácil notar que o uso de vincos nesse carro foi bem planejado e executado. A quantidade certa nos lugares certos, como esse, que valoriza a linha de cintura.

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Não se pode dizer que essa traseira não agrade, mas o excesso de simplicidade deixa evidente que falta alguma coisa. É por isso que geralmente são trabalhadas superfícies ao redor das lanternas ou outras coisas do tipo.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Discreto detalhe que forma uma pequena sombra na saia lateral. É um exemplo de como deixar uma área interessante e bem resolvida sem que as pessoas percebam exatamente o motivo.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Extrator de ar característico Mercedes-Benz, bem inspirado em seus carros dos anos 50. É necessário visualmente por se tratar de um esportivo e até por ser uma área bem grande. Todo esse conjunto, com seu vinco superior avançando para a porta e a parte debaixo unida com a superfície “pegadora de luz”, forma um visual limpo e impecavelmente esculpido.

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  As rodas sempre fazem uma boa diferença no visual, tanto para melhor quanto para pior, e por isso devem estar no grau certo de evidência. Usar rodas grandes com raios tão finos e ainda pintados de cor escura está na moda, mas as fez sumir.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  A linha de cintura do SLS Roadster é bem alta e as janelas, tanto do modelo fechado quanto do conversível, são bem estreitas, quase claustrofóbicas, mas é como devem ser em um carro como esse. Difícil dizer qual o mais interessante: não é sempre que um conversível fica tão bom quanto sua versão fechada, e nesse caso ele é, mesmo com a capota levantada.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Até onde vai o capricho: os vãos de divisão das partes da carroceria e para-choques estão perfeitamente alinhados. Mais uma daquelas coisas que nos fazem gostar sem saber por quê.

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Para um carro desse nível, até que falta enriquecer o visual interno dos faróis.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Tela de trama bem simples, mas há uma razão: tem a ver com o SL dos anos 50. O difícil é entender as razões para que o pessoal da Mercedes tenha achado importante se inspirar em certos detalhes da versão original, enquanto outros eles não quiseram que fizessem parte do SLS.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Pode não parecer, mas essa superfície bem marcada que emoldura a grade faz grande diferença para proporcionar um ótimo acabamento visual. No geral, uma frente simples e bonita.

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho

 

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Visto assim de traseira, o estilo geral é bem nostálgico. As lanternas parecem perfeitas mas, se as compararmos com o tamanho das ponteiras de escapamento, passam a parecer um pouco pequenas para essa traseira.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Boa solução abrigar aí esse conjunto de iluminação, provavelmente necessário por alguma norma europeia.

Mercedes SLS, impressionante já no desenho  Teria esse vinco sido adicionado com o intuito de enriquecer um pouco o visual da traseira? Mesmo se para alguns não tiver resolvido a questão, ajudou bastante.

Análise de Estilo anterior

 

O autor

Edilson Luiz Vicente é designer com 22 anos de experiência na indústria automobilística, atuados em empresas de grande porte como Volkswagen, Ford e General Motors no Brasil, Isuzu no Japão e General Motors nos Estados Unidos. É um dos poucos de seu segmento com experiência também em projetos e engenharia. Também é professor no Istituto Europeo di Design em São Paulo. Mais informações.