Conceitos: o tortuoso caminho até chegar ao mercado

Bugatti EB 18-4 Veyron 1999
Bugatti EB 16-4 Veyron 2005

 

Bugatti EB 18/4 Veyron e EB 16/4 Veyron

Foram vários os conceitos apresentados pela Bugatti desde 1998, quando o Grupo Volkswagen assumiu a marca francesa, mas só um deles chegou à produção. O Veyron, cujo nome homenageava Pierre Veyron, vencedor em Le Mans em 1939, apareceu em 1999 com a sigla EB 18/4 relativa a Ettore Bugatti, 18 cilindros e quatro turbos. O todo-poderoso Ferdinand Piëch anunciava em 2001 que ele seria fabricado, com a promessa de atingir 1.001 cv e mais de 400 km/h, e a cumpria em 2005. Além de algumas alterações visuais (caso da grade mais baixa), dois cilindros a menos que no primeiro conceito explicavam a alteração para 16/4.

 

Cadillac Eldorado Brougham conceito 1955
Cadillac Eldorado Brougham 1957

 

Cadillac Eldorado Brougham

A versão mais avançada da linha Eldorado apareceu em 1955 como “carro de sonho”, como eram chamados à época os conceitos. Ostentava um estilo exagerado e imponente, com pontas (“dagmars”) no para-choque dianteiro, para-brisa envolvente, portas traseiras com abertura para trás sem coluna central e aletas nos para-lamas traseiros. Ainda que redesenhado, o modelo de série de 1957 mantinha todos aqueles elementos. A ausência de coluna foi um pioneirismo entre modelos de quatro portas naquele mercado.

 

 

Cadillac Evoq 1999
Cadillac XLR 2004

 

Cadillac Evoq e XLR

O esforço da divisão de luxo da General Motors para se rejuvenescer teve um ponto importante no cupê de conceito Evoq de 1999, cujas formas angulosas, com faróis e lanternas traseiras verticais (inspirados em antigos modelos da marca), foram seguidas por todos os seus lançamentos dos anos 2000. Quatro anos depois desse estudo chegava ao mercado o roadster  de luxo XLR, bastante próximo em termos de estilo e baseado na plataforma do Chevrolet Corvette.

 

Cadillac ELR
Cadillac ELR

 

Cadillac Converj e ELR

O Converj do Salão de Detroit de 2009 previa uma variação mais luxuosa para o Chevrolet Volt, o carro elétrico da GM que usa um motor a gasolina para recarga das baterias. O ELR entrava em produção só em 2013 com estilo praticamente igual.

 

Conceitos: o tortuoso caminho até chegar ao mercado
1953 Chevrolet Corvette

 

Chevrolet Corvette

O mais famoso carro esporte dos Estados Unidos surgiu como conceito em janeiro de 1953 no Motorama, evento organizado pela GM com carros “de sonho” e de produção. A aceitação à proposta de um conversível com mecânica dos Chevrolets comuns justificou colocá-lo em linha, o que se deu em apenas cinco meses, aproveitando a facilidade da carroceria de plástico e fibra de vidro. Pouco foi mudado no visual do Corvette além da remoção das tomadas de ar à frente do para-brisa.

 

Chevrolet Corvette Nomad 1954
Chevrolet Bel Air Nomad Station Wagon 1955


Chevrolet Nomad

A Nomad conceitual foi um dos estudos feitos a partir do primeiro Corvette para os Motoramas de 1954. A ideia de uma perua esportiva fez adeptos, mas a Chevrolet preferiu aplicá-la a um modelo mais convencional e de construção mais barata. A Nomad de série foi fabricada de 1955 a 1957 com base no Bel Air e, embora semelhante à outra nas formas do teto, ficava longe de obter o mesmo charme.

 

Chevrolet Beat 2007
Chevrolet Spark 2010

 

Chevrolet Beat e Spark

Ousadia não faltava ao conceito Beat de 2007, um pequeno hatch de três portas. Lançado em 2010, o Spark deixava clara a tentativa de se parecer àquele estudo, até mesmo na cor escolhida para divulgação, mas a frente com faróis grandes demais e as cinco portas deixavam-no menos interessante.

 

Chevrolet GPix 2008
Chevrolet Agile 2010

 

Chevrolet GPix e Agile

Um caso típico de quanto as coisas podem piorar entre o conceito e a produção. O GPix do Salão de São Paulo de 2008 parecia um crossover  esportivo com grandes rodas e pneus, três portas e linhas robustas. Então a GM acrescentou duas portas, diminuiu as rodas, eliminou os leds, aumentou os faróis a um ponto desproporcional e… chegou ao Agile no ano seguinte.

 

Chevrolet Camaro
Chevrolet Camaro

 

Chevrolet Camaro

Assim como o Dodge Challenger, o Camaro de nova geração tomou as atenções no Salão de Detroit de 2006 ao trazer de volta elementos visuais dos modelos da fase áurea dos “carros musculosos”, os fins dos anos 60 e começo dos 70 — o Camaro de 1969 foi o principal inspirador. Não se sabe se a GM já pretendia colocá-lo em produção, o que acontecia em 2009 com modificações bastante sutis ao desenho. No caso do Challenger, o estilo do conceito foi preservado a tal ponto que decidimos nem colocá-lo aqui.

 

Chrysler Pronto Cruizer 1998
Chrysler PT Cruiser 2001

 

Chrysler Pronto Cruizer e PT Cruiser

Embora tudo tenha começado em 1997 com o Plymouth Pronto (na foto menor), um hatch conceitual com frente inspirada na do roadster  Prowler da mesma divisão da Chrysler, a mistura de retrô e atual ficou bem mais interessante no ano seguinte com o Pronto Cruizer, já sob a marca Chrysler (a Plymouth estava a caminho da desativação). Embora com três portas e perfil mais esportivo, esse conceito trazia elementos visuais que chegariam ao PT Cruiser de série, como os para-lamas bojudos e a seção mais baixa das janelas.

 

Chrysler Crossfire 2001
Chrysler Crossfire 2003

 

Chrysler Crossfire

O grupo Chrysler é um dos que mais criou conceitos ousados e acabou colocando-os em produção. O Crossfire do Salão de Detroit de 2001 inspirava-se no Bugatti Atlantic com as formas convergentes da traseira, a “espinha dorsal” e a cabine recuada com janelas pequenas. Em dois anos o modelo chegava às ruas com a plataforma do Mercedes-Benz SLK (eram tempos da associação DaimlerChrysler) e muito das formas do conceito, ainda que tenha recebido uma traseira mais larga, vidro posterior inteiriço, portas com maçanetas aparentes e, claro, retrovisores que conseguissem mostrar alguma coisa.

 

Chrysler Nassau 2000
Chrysler 300C 2004

 

Chrysler Nassau e 300C

Foi uma mudança e tanto para a Chrysler, que vinha fazendo grandes sedãs com tração dianteira, cabine avançada e linhas arredondadas como o 300M. O Nassau propôs em 2000 o padrão de estilo que o 300C adotaria em 2004, com formas mais retas e imponentes e cabine recuada para destacar a tração traseira. As lanternas envolventes atrás foram um detalhe que se perdeu até a produção.

 

Citroen Xanae 1994
Citroen Xsara Picasso 1999

 

Citroën Xanae e Xsara Picasso

O aspecto mudou bastante, mas do estudo do Salão de Frankfurt de 1995 até a minivan de série, revelada em 1999, foram preservadas a linha da carroceria e algumas formas como as de faróis e janelas laterais. Até a faixa preta nos para-choques da Picasso faz lembrar a Xanae. Contudo, não chegaram à produção as portas traseiras invertidas sem coluna central, os faróis com fibra ótica e a suspensão hidroativa com controle de inclinação nas curvas cedida pelo Xantia.

Próxima parte