Best Cars Web Site
Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

O interior perdeu equipamentos, para redução de preço, e abandonou afinal os instrumentos brancos no Premium

Clique para ampliar a imagem

O picape Montana também traz o 1,4 na versão mais simples, a Conquest, mas permanece com o 1,8 na Sport

 
Ficha técnica
MOTOR - transversal, 4 cilindros em linha; comando no cabeçote, 2 válvulas por cilindro. Diâmetro e curso: 77,6 x 73,4 mm. Cilindrada: 1.389 cm3. Taxa de compressão: 12,4:1. Injeção multiponto seqüencial. Potência máxima: 99 cv (gas.) e 105 cv (álc.) a 6.000 rpm. Torque máximo: 13,2 m.kgf (gas.) e 13,4 m.kgf (álc.) a 2.800 rpm.
CÂMBIO - manual, 5 marchas; tração dianteira.
FREIOS - dianteiros a disco ventilado; traseiros a tambor.
DIREÇÃO - de pinhão e cremalheira; assistência hidráulica.
SUSPENSÃO - dianteira, independente McPherson; traseira, eixo de torção.
RODAS - 5,5 x 14 pol; pneus, 175/65 R 14 (opcionais, 185/60 R 14; Montana, 175/70 R 14).
DIMENSÕES (hatch) - comprimento, 3,833 m; largura, 1,646 m; altura, 1,432 m; entreeixos, 2,491 m; capacidade do tanque, 44 l; porta-malas, 260 l; peso, 1.026 kg (1.056 kg com ar-condicionado).
DIMENSÕES (sedã) - comprimento, 4,181 m; largura, 1,646 m; altura, 1,43 m; entreeixos, 2,491 m; capacidade do tanque, 44 l; porta-malas, 432 l; peso, 1.043 kg (1.073 kg com ar-condicionado).
 
Desempenho e consumo
  gas. álc.
Velocidade máxima 176 km/h 180 km/h
Aceler. 0 a 100 km/h 12,3 s 12,2 s
Consumo em cidade 12,6 km/l 8,7 km/l
Consumo em estrada 17,5 km/l 12,0 km/l
Dados do fabricante

Os níveis de acabamento continuam os anteriores, com mudanças nas combinações aos motores. Assim, o Corsa Joy restringe-se ao hatch e ao motor 1,0, também disponível como Maxx. Este e o Premium oferecem o 1,4, assim como o Montana Conquest. Na mudança de ano-modelo, o Corsa ganhou novo pára-choque dianteiro, grade com barra cromada, novas rodas de alumínio e identificação visual dos modelos, lanternas traseiras com seção fumê em vez de vermelha (hatch) ou inteiramente vermelhas (sedã), outros tecidos dos bancos e grafismo do quadro de instrumentos. Neste, a boa notícia é o fim do fundo branco e sua iluminação amarelada, sempre criticada pelo Best Cars.

Os preços sugeridos para os hatches são de R$ 31 mil o Maxx e R$ 34 mil o Premium; sedãs, R$ 33 mil o Maxx e R$ 36 mil o Premium; e Montana Conquest, R$ 29,6 mil. Direção assistida acresce R$ 1,7 mil, e ar-condicionado, R$ 3,5 mil. O Joy hatch 1,0 (que continua disponível) parte de R$ 29,8 mil e o Joy sedã 1,0 (que sai de linha) custava R$ 30,8 mil. Houve redução consistente em relação aos antigos 1,8, que custavam R$ 37,7 mil o Maxx hatch e R$ 31,4 mil o Montana Conquest, por exemplo. A queda de preços é curiosa, pois o custo de produção dos motores é semelhante e não há diferença de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). A GM mexeu mesmo nas margens de lucro, embora parte da diferença se deva à conhecida depenação: conteúdos que o Corsa 1,8 trazia incluídos passam a ser pagos à parte no 1,4.

Na versão Maxx, tornou-se opcional a direção assistida. Já controles elétricos de vidros, travas, retrovisores e do porta-malas do sedã, além de alarme, não podem mais equipar esse Corsa, sendo preciso ir para o Premium. Neste, agora são opcionais rodas de alumínio, faróis e luz traseira de neblina. E desapareceram as opções de freios antitravamento (ABS) e rádio/CD/MP3, além do cinto de três pontos para o quinto ocupante, antes de série.

Como anda   A avaliação de cerca de 200 quilômetros na região de Atibaia, SP, mostrou que o Corsa volta a ser um forte contendor em seu segmento, ao unir bom desempenho a preço mais atraente. Como antes, o veículo é sólido e espaçoso, além de dotado de características de rodagem das melhores. Sua construção com subchassi dianteiro é destaque.

O motor é de uma elasticidade que impressiona. Aceita funcionamento a 1.500 rpm até em quinta e retoma velocidade bem mesmo a essa baixa rotação, exceto com ar-condicionado ligado. A 2.500-3.000 rpm entra na faixa que já entrega potência considerável e sobe rápido de rotação até chegar à de corte, 6.300 rpm, com grande suavidade. Mas peso sempre cobra alto e o Corsa sedã, apesar de desempenho bom em sua classe, com 176/180 km/h de velocidade máxima (gasolina/álcool), perde para o Prisma, com 178/184 km/h. Também fica para trás em aceleração, com 0 a 100 km/h em 12,2/12,3 s (contra 10,6/11,0 s), e gasta mais: 12,6/17,5 km/l com gasolina e 8,7/12,0 com álcool, cidade/estrada, enquanto o Prima obtém 13,1/18,5 km/l com gasolina e 9,3/13,1 km/l com álcool, na ordem. Todos os dados são de fábrica.

A inferioridade em números de desempenho e consumo, de qualquer forma, não deverá impedir o sucesso do Corsa 1,4. Inclusive, deverá decretar o breve fim da versão Joy 1,0, de preço apenas R$ 2 mil menor. E o Prisma Joy de R$ 30,5 mil — apenas R$ 2,5 mil a menos que o Corsa Maxx sedã — que se cuide...

Página principal - Escreva-nos

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados - Política de privacidade