Best Cars Web Site
Guia de Compra

Médios que cabem no bolso

O Escort e o Verona fabricados entre 1993 e 1996 aliam
espaço, desempenho convincente e preço atraente

Texto: Alberto Polo Jr. - Fotos: Renato Araújo

Uma grande opção para quem precisa de um carro médio e não dispõe de muito dinheiro é a segunda geração brasileira do Ford Escort, fabricada entre 1993 e 1996 e que antecede o "Escort Zetec", já abordado neste Guia de Compra. Com oferta e procura interessantes no mercado de usados, seu preço parte de R$ 7.900.

A segunda geração foi apresentada em 1992, durante o Salão do Automóvel de São Paulo. O novo Escort chegava mais espaçoso que o modelo produzido desde 1983 (e reestilizado em 1986), tinha suspensões evoluídas e mantinha a identidade, com sua traseira saliente. Eram quatro as versões de acabamento.

A mais simples L trazia somente vidros verdes como itens de série. Eram duas opções de motores, ambos carburados: 1,6-litro de origem Ford, que rendia 74 cv, e Volkswagen 1,8, e que desenvolvia 86 cv. A intermediária GL 1,8 adicionava limpador e desembaçador traseiros. A versão de luxo Ghia, vendida apenas com o 1,8, trazia direção assistida, vidros e travas com acionamento elétrico, rodas de alumínio e pára-choques cinza.

O topo de linha — vendido também como conversível — era um caso à parte. O Escort XR3 entrou na segunda geração por cima: ganhou motor VW 2,0-litros com injeção e 116 cv e vinha completo, com ar-condicionado, direção assistida, vidros, travas e retrovisores elétricos. O aspecto esportivo era garantido pelos pára-choques diferenciados com faróis auxiliares, aerofólio traseiro e rodas de alumínio de 14 pol. Opcionais, somente teto solar e equalizador no sistema de áudio.

Em 1994 o Verona, versão sedã descontinuada em 1992, era relançado somente com carroceria quatro-portas. Chegava nas versões LX 1,8, básica como o Escort L; GLX 1,8 ou 2,0, com direção assistida, vidros e travas elétricos; e Ghia, com motor e equipamentos semelhantes aos do XR3. Este, na versão conversível, era lançado em série especial, comemorando o aniversário de 75 anos da Ford no Brasil. Trazia carroceria preta e pára-choques na cor champanhe.

No mesmo ano, o Escort L recebia motor VW 1,6 (80 cv) e o Ghia o 2,0, além de pára-choques na cor da carroceria. No segundo semestre, a linha 1995 chegava com injeção para os motores 1,8 (88 cv). As versões básicas Escort L e Verona LX eram substituídas pela GL, enquanto o hatch GL passava a GLX e ganhava os mesmos equipamentos do sedã. Ainda em 1995, o Verona ganhava a versão esportiva S. No início de 1996 o Escort ganhava novo capô, com a grade ovalada utilizada pela Ford na época, e perdia o motor 1,6. Continua

O Escort L de 1995: estilo agradável, bons motores da Volkswagen, interior espaçoso, acabamento adequado

Avaliações - Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 7/5/05

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados