Consultório de Preparação


por Iran Cartaxo


Mais fôlego para o Escort CHT 1,6


Possuo um Escort Ghia 1.6 álcool, ano 88 com 100.000 km originais. Gostaria de saber o que fazer para melhorar um pouco seu desempenho. Esclareço que o carburador é Weber original.

Daniel Cortarelli
danielco@netsite.com.br


O aumento de potência através de uma simples regulagem, com troca de giclês e alteração na curva de ponto de ignição, é sempre pouco expressivo, apesar do mito formado em torno dessas "preparações" (leia artigo sobre lendas). Além disso, corre-se o risco deixar o carro com consumo muito elevado sem o devido retorno em desempenho.

A um baixo custo, a melhor opção de veneno para o Ford CHT é tentar aproximá-lo do que equipava o Escort XR3, pois este motor é de concepção antiga e terminou seus dias muito próximo do limite de desenvolvimento. Cabe lembrar que o projeto original era de 1.289 cm³ (primeiros Corcel) e a Ford o evoluiu até os 1.555 cm³ dos Escort e Corcel II. É importante ainda uma preocupação em manter o torque, pois o câmbio do Escort Ghia tem relações longas e espaçadas entre si. Não se deve, assim, abusar de comandos muito bravos e carburadores muito grandes.

Para deixar o motor de seu Escort pouco melhor que o do XR3, sem prejuízo do torque, deve-se proceder da seguinte forma:

- trocar o comando de válvulas pelo do XR3;

- rebaixar o cabeçote em 1 mm, o que deve elevar a taxa de compressão em 0,7 ponto;

- recalibrar o carburador usando giclê 165 como giclê principal do primeiro estágio, e 195 como giclê principal do segundo estágio;

- usar velas de ignição de grau 6, com 0,8 mm de abertura nos eletrodos;

- regular o avanço inicial em 16o a 1.000 rpm.

Caso possa gastar um pouco mais, a colocação de um coletor de escapamento dimensionado também é benéfica.

Mesmo com esta preparação, não espere que seu carro vá se tornar um bólido. Ela só deve equipará-lo ao desempenho dos carros atuais de 1,6 litro. A única opção para superar carros de cilindrada mais alta, sem prejudicar a dirigibilidade pela falta de torque, é a adoção de um turbo, mas já está ficando difícil encontrar um kit para o motor CHT. Como o turbo para esse propulsor Ford foi muito difundido, tendo até um kit fabricado pela própria Garret, pode-se com algum esforço encontrar um kit usado ou mesmo uma loja de preparação que ainda o fabrique.



Volta ao Consultório de Preparação

Volta à página principal