Volkswagen Virtus

 

Participe: opine sobre seu carro

 

[Nome] Luiz Fernando
[Cidade] Rio de Janeiro
[Estado] RJ

[Versão] Msi
[Motor] 1.6 16v
[Ano-modelo] 2018
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Insatisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência]
[Espaço interno]
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 4
[Desempenho] 4
[Consumo] 5
[Câmbio] 4
[Freios] 5
[Suspensão] 1
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] Consumo, design e porta malas apenas

[Principais aspectos negativos] Muito ruído interno, não existem peças de reposição no mercado e acabamento interno com plástico de péssima qualidade.

[Defeitos apresentados] Pra início um barulho terrível no encosto do banco traseiro, estalo no freio do lado do motorista ao fazer manobras de marcha ré, rangido alto na suspensão dianteira ao passar em quebra molas e ao fazer manobras, ruído vindo do porta malas e pra fechar cabeçote do carro precisou ser trocado pois veio com defeito de fabricação.

[Concessionárias] Demora excessiva para diagnóstico e reparos de defeitos, em todas as ocasiões precisa deixar o carro, referente ao meu último defeito do cabeçote o carro ficou 27 dias na concessionária. E parece que fazem de tudo para você não trocar peça em garantia.

[Comentários adicionais] Meu veículo foi comprado com isenções de impostos para ser utilizado como táxi e por isso sou obrigado a ficar com o veículo por 2 anos, porém já estou contando as horas para me livrar do mesmo pois é aquele famoso bonito mas ordinário.

[Best Cars] Ótimo canal para verdadeiras avaliações dos donos de veículos. Continuem disponibilizando essa oportunidade para nós consumidores.

[Data de publicação] 1/11/18

 

 

[Nome] Marco Aurélio do Nascimento
[Cidade] Ponta Grossa
[Estado] PR

[Versão] Comfort Line
[Motor] 1.0 Turbo – 200 TSI
[Ano-modelo] 2018
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência]
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 4
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] O Virtus é um carro bonito e imponente. Chama a atenção por onde passa. O que me surpreendeu positivamente foi a maciez da suspensão, lembrando muito a de um Monza 96 que tive. Muito macia e confortável sem deixar o carro “rolar” nas curvas. O carro tem uma boa largura, fazendo com que três passageiros se acomodem no banco traseiro com conforto, aliados à saída do ar condicionado para os ocupantes traseiros, coisa que nem Corolla tem. O estofamento em tecido é muito bonito, mas o tecido que colocaram no descansa braço central e das portas não é tão bonito quanto a parte central dos bancos, dando um aspecto mais simples nesse sentido. Adquiri a versão com rodas de 16 polegadas, que são lindas, mais bonitas até que a versão de 17 polegadas. Outra coisa que me agrada bastante também é a iluminação interna do modelo, seja do cluster do painel, dos botões das portas, luzes do porta-luvas, as 2 luzes internas (passageiros da frente e traseiros) e do porta-malas, que por sua vez é bastante espaçoso. Possui sensores de estacionamento dianteiros e traseiros que, aliados à excelente nitidez da câmera de ré, auxiliam de forma eficiente o motorista nas manobras, já que é um carro grande. A preocupação com a segurança se nota logo quando se abre o capô do motor, pois é o único modelo que eu conheço que tem duas travas da tampa. A solidez da construção é notória pela rigidez torcional da carroceria e na batida abafada das portas (que tem forração em borracha dupla) ao se fechá-las. O carro é muito silencioso na estrada, se ouvindo por vezes apenas o barulho dos pneus com o asfalto quando este é muito áspero. Os faróis iluminam bem, o volante em couro, embora fino, tem uma boa pega e tem um tom esportivo por ser achatado na parte inferior. A direção elétrica é muito leve e gostosa de manobrar.

[Principais aspectos negativos] Não considero ponto negativo, mas você tem que pegar certos “macetes” do motor turbo. No caso do Virtus e consequentemente, do Polo também, o motor tem que ser acelerado devagar, dosando-se a força no pedal do acelerador. Com o motor frio (antes de atingir a 90 graus), ele tem um “delay” no acelerador de cerca de 1 segundo e quanto mais vc pisa com força, mais esse delay demora e depois vêm aquela pancada prá frente, te fazendo pregar no banco. Qdo se acelera gradualmente, na maciota, ele ganha velocidade com desenvoltura e vc só vê os outros carros ficando prá trás, pelo retrovisor. Por falar em retrovisor, nos causou estranheza o tamanho do retrovisor central, pois embora vc consiga ver todo o vidro traseiro, ele é minúsculo, chegando a incomodar. No Argo/Cronos em que tive a oportunidade de experimentar, os retrovisores são primorosos nesse quesito proporcionando uma das melhores visibilidades que já pude conferir em carros nacionais. Ainda não experimentei o carro somente com gasolina, mas às vezes penso que ele estica demais a 2ª marcha antes de passar para a 3ª , problema facilmente resolvido avançando-se as marchas pela borboleta no volante, que são outra comodidade à parte. O estepe é de tamanho 15 polegadas e é amparado por uma moldura de isopor bem pequena, que fica dançando dentro do compartimento do estepe, provocando rangidos. É só fixá-lo corretamente que os rangidos cessam.

[Defeitos apresentados] Até agora nada. Rodei muito pouco com ele ainda. Futuramente pretendo opinar, quando tiver uma quilometragem maior.

[Concessionárias] A Concessionária Servopa aqui de Ponta Grossa sempre me atendeu com muita presteza. Os consultores são atenciosos e procuram sanar os problemas, orientando da melhor forma possível. Até agora, nada a reclamar.

[Comentários adicionais] Até o presente momento estou gostando muito do Virtus. Nós que possuímos um Siena 1.8/2003 para o dia-a-dia e tínhamos antes do Virtus um Gol 1.0, demos um saldo muito grande em qualidade e conforto. Embora ele seja nosso 2º carro, usado mais para viagens, posso afirmar que o Virtus é um carro mais para ser desfrutado na estrada, pois seu motor é muito ágil e no trânsito urbano você tem que ficar atento para não extrapolar a velocidade permitida, pois é um carro muito vigoroso e rápido. Meu sonho de consumo era um Toyota XEi mas o 1.8 era praticamente 20 mil reais mais caro que o Virtus (imagine o XEi) e bem mais lento nas acelerações e retomadas, sem falar nos itens de série, que são muito mais numerosos no Virtus. Quem gostou do carro aconselho a fazer um test drive. Vão gostar mais ainda.

[Best Cars] O Best Cars é leitura obrigatória quando se interessa por algum modelo de carro. Fornece uma opinião isenta e extremamente útil por quem realmente usa o carro diariamente. Suas colunas e testes se configuram em uma maneira muito útil de se mensurar os prós e contras de certos modelos. Vocês e todos os leitores que auxiliam este site estão de Parabéns!

[Data de publicação] 5/10/18

 

 

[Nome] Tatiana
[Cidade] São José dos Campos
[Estado] SP

[Versão] Comfortline TSI
[Motor] 200TSI (1.0)
[Ano-modelo] 2018
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Parcialmente satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 4
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 4
[Desempenho] 4
[Consumo] 4
[Câmbio] 4
[Freios] 3
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 4
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] O carro tem espaço interno muito bom. Para quem tem crianças e precisa instalar cadeirinha, é certo que os pequenos terão espaço suficiente mesmo com os bancos da frente todos atrás. O porta malas é muito grande e no meu caso, peguei um Pack que tem opção de ajuste de altura, o que é muito bom pois não precisa ficar abaixando demais para pegar as coisas lá dentro quando está ajustado para o nível mais alto. Tem tecnologia (que o meu Nissan de 5 anos não tinha). Tem se mostrado econômico mas acho que no câmbio automático a troca de marchas em subidas poderia ser melhor ajustada. Na cidade, o consumo com álcool (8,4km/L) é pouco melhor que o meu veículo anterior de motorização 1.8 automática. Mas na estrada ganha disparado. Tem feito cerca de 12,7km/L.

[Principais aspectos negativos] O carro me foi entregue pela concessionária com quase 37km rodados, sendo que eu comprei um carro 0km. Na entrega os pneus vieram descalibrados, o que o sensor logo avisou ao sair de lá. O combustível acabou com menos de 10 metros de distância da saída, não dando tempo nem de chegar no posto da esquina, entretanto a concessionária pagou o tanque de álcool. O carro faz barulhos na tampa do porta malas mesmo sem buracos, as com pequenas oscilações como quebra molas.

[Defeitos apresentados] O carro apresentou barulho de água atrás do painel. Levei na concessionária e fui informada que esse barulho some com 10.000 km rodados aproximadamente. Na minha visão, um absurdo isso, já que já ficou provado que é o líquido de arrefecimento que some e há necessidade de ficar completando de tempos em tempos. Mas que eu não preciso me preocupar porque o carro tem sensores que o medem… Sério VW? Um carro zero com essa barulheira devido à defeito congênito? O freio ainda faz barulho – range (com quase 4.000 km) e conforme a concessionária pode ser a fuligem da estrada. Há necessidade de deixar o carro lá para verificarem, o que ainda não consegui fazer pois só tenho 1 veículo.

[Concessionárias] Decepcionada até o momento.

[Best Cars] Gostei de encontrar comentários robustos aqui.

[Data de publicação] 6/9/18

 

 

[Nome] Eduardo
[Cidade] Chapecó
[Estado] SC

[Versão] Comfortline
[Motor] TSI
[Ano-modelo] 2018
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 4
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] Opcionais que só se encontram em carros de maior valor (completíssimo nesse quesito), design moderno, motor e câmbio muito bem acertados, itens de segurança que valem o preço um pouco maior em relação aos concorrentes. Carro econômico e prático na cidade, com bom desempenho na estrada e bastante espaço no bagageiro.

[Principais aspectos negativos] Os bancos dianteiros poderiam ser um pouco mais largos e o traseiros com espaço maior para apoiar as pernas (isso que sou magro, com 1.72m de altura,). A impressão que tenho é que a VW reduziu o comprimento de apoio das pernas para dar a sensação de mais espaço na parte traseira do Virtus.

[Defeitos apresentados] Rangido de borracha no suporte da suspensão dianteira direita ao passar em lombadas. O carro foi para a concessionária que só lubrificou a peças, mas isso não solucionou o problema (já agendei o retorno do carro).

[Concessionárias] Aqui em Chapecó os funcionários da única concessionária da VW são muito atenciosos e prestativos.

[Comentários adicionais] O carro está me agradando bastante, espero ficar com ele por um bom tempo.

[Best Cars] Essencial consultar o Best Cars antes de comprar qualquer veículo.

[Data de publicação] 24/8/18

 

 

[Nome] Argemiro Dias
[Cidade] Brasília
[Estado] DF

[Versão] Highline
[Motor] 200TSI
[Ano-modelo] 2018
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Insatisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito(a)

[Estilo] 4
[Acabamento]
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos]
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno]
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 4
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio]
[Freios] 5
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Tamanho. Motorização. Estabilidade. Tecnologia.

[Principais aspectos negativos] Suspensão dura. Motor com ronco áspero.

[Defeitos apresentados] Comprei um Virtus Highline completo em maio/18.R$87.040. Está com 600km rodados. Em 15/6 liguei o carro e ouvi uma batida forte no interior do compartimento do motor. Levei à concessionária. Constataram que têm que trocar o compressor do ar-condicionado. Prazo de pelo menos 7 dias úteis para chegar a peça. Concessionária não disponibilizou carro reserva. Volks-Service fornece um carro básico por 3 dias improrrogáveis. Decepção total. Há muito tempo eu tinha tido Corolla, e nunca tive nenhum problema. Arrependido.

[Concessionárias] A concessionária, mesmo sabendo de meu histórico com outra marca, nada fez, por enquanto, para minorar meu problema de ficar sem carro.

[Comentários adicionais] Não é o carro dos sonhos. Comprei porque, devido a outros planos, vendi um carro mais caro para comprar um mais barato. O Virtus pareceu uma boa opção, por ser moderno, tecnológico e ser um sedã. Estava até começando a gostar, mas aí aparece um sério problema com menos de 1.000km rodados. Fiquei muito decepcionado e arrependido.

[Best Cars] Seção muito útil. Ajuda pessoas que estejam à procura de opiniões reais sobre carros.

[Data de publicação] 29/6/18

 

 

[Nome] Estela Vaz
[Cidade] Cesário Lange
[Estado] SP

[Versão] MSi 1.6
[Motor] 1.6
[Ano-modelo] 2018
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência]
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 4
[Desempenho] 4
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios]
[Suspensão] 5
[Estabilidade]
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Sem dúvida nenhuma o design do carro é o provavelmente a maior motivação da compra. Enquanto as outras montadoras tentam constantemente inventar um identidade nova, a VW mantendo-se no conceito família conseguiu dar credibilidade de marca usando um pouco de conservadorismo. A versão que encomendamos, sabíamos que seria mais simples e foi um ato consciente. No entanto é difícil aceitar a falta de pequenos itens que não estão disponíveis nem como opcionais. Os acionadores de espelhos retrovisores NÃO são elétricos. Regular o do lado do passageiro, se for preciso exige ginástica. A luz no porta malas também não existe. Mandei verificar e não existe nem a predisposição para isso. Deveria vir junto com o carro, alguém da VW pra trocar um pneu no escuro ou separar bagagens de supermercado numa garagem escura. É difícil entender se já que oferecem itens opcionais como comandos no volante, mídia com espelhamento de celular, sensor de ré, controle de estabilidade (que me disseram nem Corolla de entrada tem) e outros mimos, porque não colocarem os retrovisores elétricos e a luz do porta malas que são bem mais simples e o preço poderia estar embutido no pacote. Do resto o motor é o suficiente pra carregar o carro, o tal controle de estabilidade ainda não consigo perceber quando está atuando e se rodar nas velocidades estabelecidas para as vias, nessa condição o carro é bem econômico para seu porte e peso. Nessas condições já conseguimos VÁRIAS vezes a marca de 12 km/litro com etanol. O câmbio manual de 5 marchas da VW NÃO TEM IGUAL. Acho que pra um carro mecânico esse aspecto deve ser muito bem avaliado na hora da compra. O acabamento em plástico rígido se não é tão à gosto ao tato, por outro lado é prático na limpeza. Resumindo: Bom custo-benefício.

[Principais aspectos negativos] Na frente do carro, em baixo do para-choque, digamos, o PAPO do bico dianteiro, se Você não tomar cuidado VAI RASPAR, o consolo é que os donos de Corolla tem o mesmo problema. Na versão econômica como a comprada (MSi) coisas simples como as alças dos PQP no teto Você NÃO VAI ter. Pessoas idosas vão precisar ajuda. Como o carro ainda está muito novo fica difícil achar coisas desabonadoras nesta fase. Quero colocar aqui minha INSATISFAÇÃO com a Montadora que me entregou o carro FALTANDO um ítem de acabamento e desde a compra e não tive solução do problema e nem perspectiva de quando vou ter. Tenho salvado todos meus contatos com a empresa porque estou vendo que talvez precise disso pra resolver a questão de outra forma.

[Defeitos apresentados] O carro é muito novo. A emoção ainda é maior que a razão. Não dá pra falar nada.

[Concessionárias] A concessionária tem me atendido bem. O problema É A FÁBRICA.

[Comentários adicionais] A versão MSi parece que atende ao que ela se propõe.

[Best Cars] Já fiz meu comentário no Best Car outras vezes. Excelente oportunidade de conhecer coisas que os vendedores das Lojas não vão te contar.

[Data de publicação] 18/5/18

 

 

[Nome] Alderico
[Cidade] Brasília
[Estado] DF

[Versão] MSI Connect Pack
[Motor] 1.6 16v
[Ano-modelo] 2018
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Gostei muito do desenho do carro, dos vincos laterais e da traseira. O espaço interno é muito bom, parece com um Corolla 2010 que possuí no passado, mas o Virtus oferece mais espaço para as pernas dos passageiros do banco traseiro. Em relação ao acabamento, considero bom… não tem painel e acabamento de porta emborrachado, mas tudo está bem encaixado. Até o momento rodei aproximadamente 1400km, que incluem duas viagens: um passeio de final de semana a Goiânia (400 km) e cinco dias no interior de Goiás (750 km). Viajando na velocidade de 100-110 km/h consegui médias de 17,1 km/l com gasolina e 12,1 km/l com etanol. O motor 1.6 16v roda macio e silencioso. Adicionei o opcional Connect Pack que inclui muitos equipamentos de segurança (ESC, ASR, EDS), assistente para saída em rampas (HHC), volante multifuncional, rodas de 15″, etc.

[Principais aspectos negativos] Nenhum até o momento.

[Defeitos apresentados] Nenhum defeito.

[Concessionárias] Ainda não utilizei. A venda e entrega foram dentro do esperado.

[Comentários adicionais] Na minha opinião, as saídas de ar condicionado para o banco traseiro não deveriam ser restritas as versões 1.0 Tsi. O mesmo se aplica a regulagem de altura e profundidade do volante. Apesar disso, considero o MSI 1.6 16v a melhor opção do Virtus, considerando a relação custo x benefício.

[Best Cars] É minha referência automotiva. Antes de comprar qualquer veículo, faço uma busca no Best Cars, inclusive nesta seção (Teste do leitor).

[Data de publicação] 18/5/18

[Nome] Ronei Ribeiro
[Cidade] Brasília
[Estado] DF

[Versão] Highline 200 TSI
[Motor] 1.0 12V turbo
[Ano-modelo] 2018
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Parcialmente satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 4
[Consumo] 3
[Câmbio] 3
[Freios] 4
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 4
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Esclareço, de início, que antes do Virtus tinha um focus sedan titanium 14/14 e antes deste um Honda Civic (de ambos tem meus relatos aqui). O Ford, portanto, será minha referência para avaliar o recém chegado VW. E já adianto: não são competidores como muitos afirmam (à exceção das dimensões, claro). Custando 25 mil a menos que os atuais sedans médios, vi no Virtus a possibilidade de ter um carro similar ao meu anterior gastando muito menos. Um bom motor, câmbio aisin, ótimos níveis de segurança e espaço me levaram a pensar: é esse. Paguei 86.700 pelo highline com rodas 17 e painel digital. O conjunto realmente impressiona. Mas, no fundo, dá para perceber que falta algo. Um certo requinte, algo que o focus tinha e esse não tem. Não sei explicar. Mas vamos ao carro. O motor, realmente, impressiona. O giro sobe rápido e, no perímetro urbano, não há falta de potência. Na estrada ainda vou conferir, mas acho que não será como o focus.
No que toca ao câmbio, devo confessar, estou decepcionado. Mesmo problemático, o powershift era perfeito quanto funcionava bem (isso quando novo e após a troca da embreagem). Com o virtus, há algum problema na programação da VW. As marchas sobem cedo demais, assim como também reduzem. Acho que por conta das reclamações das retenções de marcha do golf, a VW errou a mão. Li, certa vez, que um bom câmbio automático é aquele que você esquece que está lá. O do virtus não: dá um tranquinho aqui e ali, fica indeciso em aclives e em declives, ou seja, merece um melhor acerto na calibração. No mais, é um carro espaçoso, bonito, com boa tecnologia (o painel digital é um show a parte) e com todos os mimos que meu antigo sedan oferecia. Resumindo, como os sedans médios ficaram muito caros, viu a VW a oportunidade de conquistar quem não está disposto a passar dos 100 mil para ter um sedan “quase médio.”

[Principais aspectos negativos] Como disse linhas atrás, uma atualização do câmbio seria muito bem vinda. O consumo não aferi, mas não está muito amigável como faz presumir o motor 1.0. De resto, mais ao futuro deixo novas impressões.

[Defeitos apresentados] Defeito acho que não é, mas essa programação do cambio automático incomoda muito. Espero que revisem isso, pois pretendo ficar com o carro pelos próximos 4 anos.

[Concessionárias] Como toda generalista, está dentro da média. Minha experiência recente com Ford e VW foram satisfatórias.

[Comentários adicionais] Guardadas as ressalvas do cambio automático e a falta de requinte dos modelos superiores, é um carro que atende bem os órfãos dos sedans médios.

[Best Cars] Referência na leitura sobre automóveis.

[Data de publicação] 4/5/18