Honda Fit (terceira geração)

Honda Fit EXL 01

 

Participe: opine sobre seu carro

 

[Nome] Leonardo Couto
[Cidade] Belo Horizonte
[Estado] MG

[Versão] EXL
[Motor] 1,5 16V
[Ano-modelo] 2018
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 4
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 4
[Desempenho] 4
[Consumo] 3
[Câmbio] 5
[Freios] 4
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 2

[Principais aspectos positivos] Trocamos o Honda Fit EX AT5 2009 pelo Honda FIT EXL CVT 2018. Na minha opinião o único modelo que possui equipamentos de segurança na linha Fit que vale. 6 airbags, atualmente, na minha opinião, é essencial. No lançamento da linha 2018 a inclusão do ESP e do ar-condicionado digital me fizeram bater o martelo para a troca do excelente Fit 2008-2009 que tínhamos. Este vendido sem apresentar nenhum defeito médio ou grave. Esse relato será somente dos itens comparados aos do Fit anterior. O farol Full LED é fantástico. A diferença para os farís normais é muito grande. A tela no painel possui boa nitidez e é integrada com o Carplay da Apple. A suavidade do câmbio CVT é ótima. nunca havido nem dirigido um carro com esse tipo de câmbio. O assistente de partida em rampas é muito bom.

[Principais aspectos negativos] Vários em relação ao Fit segunda geração. O que mais me incomoda é o fato de não ter regulagem do limpador de parabrisa no modo intermitente. no Fit anigo havia 6 posições de velocidade no modo intermitência. Até o onix LT 1.0 tem esse dispositivo. Além de não ter sensor de luz e chuva (coisas que na Europa e JP tem). O Carlay não abre nenhum mapa do telefone, nem o Mapas da Apple, nem o Google Maps, nem o Waze. Somente o Mapa da Honda, que não é bom. A sincronização com o ipod acabou. No anterior o sistema de som era compatível. Retiraram os feios à disco traseiro. O desenho do parachoques traseiro é feio, o Fit3 pre facelift é mais bonito (opinião pessoal). O consumo continua em 7,5 km/l na gasolina. Mesmo consumo do anterior. Considero alto.

[Defeitos apresentados] não

[Comentários adicionais] O Fit é um carro único no mercado. Ele possui um péssimo custo x benefício. Mas quem compra, no caso eu, paga caro mas possui um carro livre de dor de cabeças. Adoraria ter tido coragem de comprar um Polo 2 TSi no lugar do Fit EXL. Mas as duas experiências que tivemos aqui em casa com VWs (Golf de 1999 a 2010 e Polo de 2010 a 2013) me fizeram desistir da marca alemã.

[Best Cars] Ótimo site, sempre com informações completas

[Data de publicação] 4/5/18

 

 

[Nome] Maria Madalena de Matos Previdi
[Cidade] Ituverava
[Estado] SP

[Versão] LX
[Motor] 1,5 16V
[Ano-modelo] 2014
[Quilometragem atual] 15.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 3
[Itens de conveniência] 3
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 4
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Na atual geração do FIT retiraram aquela ridícula placa do lado direito para o tanquinho do álcool e colocaram o pré aquecedor, muito mais moderno. Mas, somente uso gasolina, álcool para mim não é combustível, é ADITIVO. Espaço interno excelente e sistema de distribuição dos bancos também

[Principais aspectos negativos] Deveria ter adquirido a versão LX, a diferença de preço era pequena e vinha muito mais bem equipado. Recomendo a EX a futuros compradores. Agora, nunca vi uma versão DX com rodas de aço, devem ser desses carros para atender alguns frotistas. Pena na atual geração terem retirado o freio traseiro a disco. Sugiro que a Honda inicie logo a venda do motor com injeção direta de combustível para melhor desempenho e economia.

[Defeitos apresentados] Tenho hoje 77 anos e rodo pouco com o carro, somente revisões anuais por tempo e os recalls da HONDA

[Concessionárias] Recomendo fortemente a Trivel de Uberaba, a única que tive experiência

[Comentários adicionais] Cabem três adultos confortavelmente no banco de trás

[Best Cars] muito boa fonte de pesquisa

[Data de publicação] 7/4/17

 

 

[Nome] Mario Bruno Morais Aliste
[Cidade] Diadema
[Estado] SP

[Versão] LX CVT
[Motor] 1.5 16V
[Ano-modelo] 2016
[Quilometragem atual] 10.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 2
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 2
[Itens de conveniência] 1
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 3
[Motor] 4
[Desempenho] 4
[Consumo] 4
[Câmbio] 5
[Freios] 4
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 4
[Segurança passiva] 3
[Custo-benefício] 2

[Principais aspectos positivos] É um carro extremamente agradável para se dirigir, vou citar abaixo os principais aspectos.
Motor/Câmbio: Uma combinação perfeita, o motor 1.5 16v aperfeiçoado está muito bom, sobe de giro fácil, tem um bom torque em baixa e ganha velocidade facilmente, é um motor suficiente para o carro. A junção com o câmbio CVT torna a condução do carro muito prazerosa, na cidade você consegue andar razoavelmente bem mantendo os 1.500rpm a 2.000rpm, ou seja em silencio quase absoluto do motor, na cidade esse motor e câmbio são simplesmente perfeitos. Para a estrada também é possível manter a rotação baixa do motor, porém quando se aumenta o curso do acelerador o barulho do motor se faz presente na cabine, mas nada que incomode. O câmbio tem as opções S e L, sport e uma “reduzida” bem uteis em estradas e subidas íngremes para nao forçar o câmbio. O conjunto motor/câmbio é o melhor desse carro.
Design: Pode ser uma questão pessoal, mas eu admiro muito o design desse carro, tanto interno quanto externo. O desenho do painel acho moderno, apesar dos controles manuais do ar e o rádio simplório.
Consumo: Outro aspecto excelente nesse carro, na cidade com transito livre já consegui média de 11,5km/l com álcool, quando o transito aperta cai para 9,5km/l a 10,0km/l mas ainda acho muito bom. Na estrada já consegui 15,5km/l também com álcool, pena que o tanque seja pequeno.
Espaço interno: O carro não é grande mas tem um espaço interno ótimo principalmente no banco traseiro inclusive com ajuste de profundidade dos assentos, também possibilita diversos arranjos dos bancos, é excepcional.
Posição de dirigir: Tem os ajustes principais e suficientes do volante (altura e profundidade) e do banco (altura e inclinação), na qual para mim que meço 1,75cm consegui um ajuste perfeito, o carro não cansa em longas viagens e permite uma otima visibilidade externa, os bancos são confortáveis e com bom apoio lateral.
Estabilidade: O carro é grudado no chão, tem uma estabilidade espetacular, faz curvas em alta velocidade com extrema facilidade.
Freios: Apesar do tambor traseiro são suficientes para o carro.

[Principais aspectos negativos] Sim, tem alguns aspectos negativos, vou citar abaixo.
Suspensão: Esse é meu primeiro Honda Fit, vim de um Focus 2004 e acho a suspensão do Fit dura, bem dura, dizem que os antigos eram ainda mais duros, acho que eu nunca teria esses antigos. Eu optei pelo LX porque fiz um test drive no EX e simplesmente odiei a dureza da suspensão, provavelmente associada aos pneus de baixo perfil da versão, já a LX possui perfil mais alto. Eu procuro fazer trajetos com o asfalto em melhor condição e qualquer imperfeição é sentida na cabine, em asfalto ruim constante deve ser um incomodo muito grande. Eu optei para rodar com 28 libras de pressão nos pneus, ficou mais macio. Na minha opinião essa suspensão foi feita para rodar em países com asfalto de qualidade, no Brasil deveria ser revista.
Acabamento interno: Digno de carro de entrada, acabamento muito simplório, plásticos de qualidade mediana.
Itens de série: Também digno de carro de entrada, tem apenas o básico, para um carro de mais de R$ 60.000,00 é um absurdo, o rádio é simplório e pode ser uma coisa besta mas os botões são duros. O ar condicionado deveria ser digital ao menos, a opção de recirculação de ar é feita através de uma alavanca manual (!), coisa dos anos 90.
Custo/beneficio: Calcanhar de aquiles do Fit, apesar de ter um conjunto mecânico excelente e ótima confiabilidade os itens de série e acabamento são incompatíveis com a faixa de preço.

[Defeitos apresentados] Até agora nenhum, mas vamos ver se a fama de confiabilidade se afirma com o passar do tempo.

[Concessionárias] Usei somente 1 vez até agora para checar e completar o nível do liquido de arrefecimento e foram muito prestativos.

[Comentários adicionais] É um carro com excelente conjunto mecânico que proporciona um conforto de direção e excelente dirigibilidade mas peca no custo/beneficio. Acabei optando por ele pela economia de combustível, conjunto mecânico e design. Por enquanto não me arrependo da compra.

[Best Cars] Excelente fonte de conhecimento automotivo, sou leitor a anos!

[Data de publicação] 24/2/17

 

[Nome] Marcelo
[Cidade] Goiânia
[Estado] GO

[Versão] LX/AT
[Motor] 1.5 16V
[Ano-modelo] 2015
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem]
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio]
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Motor, qualidade geral do carro, estilo, posição de dirigir, visibilidade para o motorista, confiabilidade.

[Principais aspectos negativos] Por enquanto, o único aspecto negativo é o rádio/sistema de som original. Acho bem defasado. Falta uma coisa que até o Sandero da Renault tem, que é um comando satélite no volante, para controle do carro.

[Defeitos apresentados] Nenhum defeito.

[Concessionárias] Utilizei somente a concessionária Haikar de Goiânia e foi tudo ok. Minha única crítica é com relação ao valor da mão-de-obra nas concessionárias Honda. Um alinhamento/balanceamento, por exemplo, custam R$ 200,00, o dobro do que as concessionárias Nissan cobram.

[Comentários adicionais] Carro muito confiável e muito bom para uso urbano. O porta-malas é pequeno.

[Best Cars] Excelente fonte de informações para quem vai comprar um carro. É melhor do que os testes feitos pelas revistas, pois mostram a opinião de quem realmente usa o carro.

[Data de publicação] 27/1/17

[Nome] Aluisio Ramos
[Cidade] São Paulo
[Estado] SP

[Versão] EX
[Motor] 1.5
[Ano-modelo] 2015
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Parcialmente satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito

[Estilo] 4
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 3
[Itens de conveniência] 2
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 4
[Motor] 4
[Desempenho] 3
[Consumo] 5
[Câmbio] 3
[Freios] 3
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 4
[Segurança passiva] 3
[Custo-benefício] 1

[Principais aspectos positivos] Espaço interno excelente, boa posição de dirigir, motor adequado a cidade e bastante econômico. No mais, ficou o carro muito bonito nessa geração (apesar da horrorosa falsa saída de ar traseira).

[Principais aspectos negativos] O carro seria um excelente carro se fosse mais barato ou se tivesse mais refinamento, mantendo o preço. Esperasse mais de um carro nessa faixa de preço. Coisas que existem nas versões vendidas em outros países (estou falando de ar digital, cpu de bordo com indicação de temp. externa, apoio de braço central na frente, um painel de instrumentos dos anos 2010 e não dos anos 1980), falta luz no porta luvas, muitos parafusos aparentes (custava tanto colocar uma tampinha?), etc etc etc.

[Defeitos apresentados] Não.

[Concessionárias] Atendimento dentro do esperado.

[Comentários adicionais] Trata-se de um segundo carro meu e precisava que fosse compacto por fora e espaçoso por dentro. Apesar das críticas, que podem ser facilmente sanadas ou com a diminuição do preço ou com a melhoria do carro, trata-se de um carro muito agradável de dirigir no transito urbano e que o melhor iria me atender. Fiz cara feia, mas resolvi pagar a mais pelo carro. O espaço interno e a versatilidade realmente são aspectos muito positivos desse projeto.

[Best Cars] O Best Cars é excelente. Acompanho o site desde que começou e é minha referência.

[Data de publicação] 27/2/15

[Nome] Clemente
[Cidade] São Paulo
[Estado] SP

[Versão] LX
[Motor] 1.5
[Ano-modelo] 2015
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito

[Estilo] 3
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 3
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 4
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 4
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Segurança passiva] 3
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Espaço interno, excelente câmbio CVT, silêncio e economia de combustível. Acelera muito bem sem gritar.

[Principais aspectos negativos] Faltam itens que compunham os modelos anteriores. Porta objetos sob os bancos traseiros, porta-luvas duplos, freio a disto nas rodas traseiras, econômetro no painel dos modelos básicos. etc… Raspa facilmente a frente em valetas.

[Defeitos apresentados] Não.

[Concessionárias] Entregaram o carro zero km com fusível do sistema de back-up não instalado (removem para não consumir bateria no pátio).

[Comentários adicionais] Discreto, prático e confiável.

[Best Cars] Excelente!

[Nome] Paulo Henrique Silva
[Cidade] Brasília
[Estado] DF

[Versão] EXL
[Motor] 1.5
[Ano-modelo] 2015
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Flexível
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 4
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 4
[Segurança passiva] 5
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Dirigibilidade, espetacular câmbio CVT proporciona muito conforto, suavidade e economia de combustível. Suspensão macia e estável. Não é mais o carro duro que era na primeira geração, espaço interno extraordinário e possibilidade de utilização versátil dos bancos. Um carro que não cansa no dia a dia. Para as minhas necessidades é um carro quase perfeito.

[Principais aspectos negativos] O único leve ponto negativo que achei foi o ruído nas acelerações mais fortes, que é maior que na primeira geração do Fit. Não achei outros pontos negativos.

[Defeitos apresentados] Não.

[Concessionárias] Sempre atenciosos e cumpridores do que prometem. Ainda não usei para revisões deste carro, mas já tenho Honda Fit há alguns anos e sempre fui bem atendido. Fiz as revisões dos outros carros até os 160 mil km. Vale a pena.

[Comentários adicionais] Não existe no mercado um veículo que reúna tanta versatilidade, prazer em dirigir e economia de combustível, com a qualidade da marca Honda. Permaneci alguns anos com o Honda Fit da primeira geração, pois não encontrava nada oferecesse todas essas características. A segunda geração do Fit perdeu o câmbio CVT, ficando menos econômica e perdendo em performance. Agora, com a volta do CVT, só alegria. Carro sensacional em sua versão EXL.

[Best Cars] Best cars é um site completo. Essa seção é excelente, muito prazerosa de ler e útil, mas sugiro um ranking bem estruturado com as opiniões dos donos.

[Data de publicação] 13/2/15