Chevrolet Agile

FacebookTwitterGoogle+Bookmark/FavoritesEmailPrintShare

 

Participe: opine sobre seu carro

 

[Nome] Charles
[Cidade] Brasília
[Estado] DF

[Versão] LTZ 1.4
[Ano-modelo] 2014
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Insatisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito

[Estilo] 3
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 3
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 3
[Capacidade de bagagem] 3
[Motor] 2
[Desempenho] 2
[Consumo] 2
[Câmbio] 2
[Freios] 4
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 2
[Segurança passiva] 2
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] O modelo 2014 deu uma melhorada no design, mas na verdade não passou de uma “maquiagem”. Aparentemente, o preço parecia ser vantajoso diante de outros modelos populares da GM.

[Principais aspectos negativos] O desempenho é duvidoso, não é econômico e não há peças de reposição nas concessionárias, pois o carro é fabricado na Argentina. Comprei um modelo 2013/2014 no fim de janeiro de 2014, com rodas de liga leve aro 16. Esta roda é frágil demais, e deveria ser reavaliada pelo INMETRO com urgência. Penso que caberia outro recall.

[Defeitos apresentados] Ao adquirir o Agile LTZ com rodas aro 16, pensei ser uma vantagem, mas me enganei. Poucos dias depois houve um recall justamente para as rodas, o carro adquirido “escapou” do recall por 400 unidades. Entretanto, no fim de fevereiro/2014, ao desviar de uma moto no trânsito, encostei no meio fio, a cerca de 50km/h e a roda dianteira foi destruída, a de trás ficou bastante danificada. Estranhei o tamanho do estrago a uma velocidade baixa, na cidade. O carro continua parado na concessionária, porque nem a concessionária e nem o atendimento ao cliente da GM encontram uma solução, já que informam não dispor deste modelo de roda para reposição e não há previsão para o atendimento quase 30 dias depois!

[Concessionárias] Me mantenho fiel à GM por 12 anos, depois de adquirir neste período 9 automóveis, todos zero quilômetro (de Celta 1.0 a Astra 2.0, chegando agora ao desastre chamado Agile LTZ). Posso falar das concessionárias com alguma experiência. Este Agile foi adquirido na concessionária Planeta, em Brasília. O processo de venda, como sempre, foi atencioso, até que me pediram para avaliar a concessionária. Como avaliei mal dois quesitos (entrega do carro e espaço físico), recebi diversos telefonemas da vendedora, praticamente implorando para que eu revisse minha avaliação. Para não me incomodar, disse então que mudasse como ela queria. Agora, um mês depois da compra, quando pedimos atenção da mesma vendedora, recebemos respostas evasivas, sem qualquer esforço da área de vendas para resolver o problema de um carro recém-adquirido lá. A concessionário Planeta, portanto, é péssima, pouco profissional e nada comprometida com os clientes! NÃO RECOMENDO MESMO! Quanto à GM, responde solidariamente à Planeta na negligência, na falta de atenção e pouca transparência. Fidelização de cliente? A GM não sabe o que é isso!

[Comentários adicionais] Recomendo aos clientes que pensem muito bem antes de adquirir um Agile LTZ zero quilômetro. CUIDADO: se for um modelo 2014 com fabricação no fim de 2013 e aros 16, você tem grande chance de ter problemas, e ficar vendo navios, isso se sobreviver à quebra das rodas e ao desprezo da GM e das concessionárias. Fui ao Procon, vou ao Ministério Público e terei que acionar a justiça. Lamentável!

[Best Cars Web Site] Agradeço ao Best Cars por publicar minha opinião, pois só assim terei alguma esperança em ver meus problemas minimamente resolvidos, já que os transtornos que estou vivendo são impagáveis.

[Data de publicação] 4/4/14

 

 

[Nome] Abilio Fernandes
[Cidade] Niterói
[Estado] RJ

[Versão] LTZ 1.4
[Ano-modelo] 2011
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 40.000 km
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com o carro] Parcialmente satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Não utilizo

[Estilo] 4
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 3
[Instrumentos] 5
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 4
[Capacidade de bagagem] 4
[Motor] 3
[Desempenho] 4
[Consumo] 2
[Câmbio] 3
[Freios] 4
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 4
[Segurança passiva] 4
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] airbag, abs, cruze control, acendimento farol automático, lanterna de neblina, enfim, o conjunto de equipamentos de série…

[Principais aspectos negativos] consumo de combustível; pontos cegos; retrovisores refletem o painel do carro; engates imprecisos do câmbio (primeira e ré)…

[Defeitos apresentados] silvo no freio (sumiu sozinho); iluminação do painel apagou e voltou sozinha; rangido no pedal da embreagem (sem solução até o momento); rangido na caixa de direção (resolvida com lubrificação); aspereza do câmbio (resolvida com lubrificação); rangido dos limpadores dianteiro e traseiro (resolvido com a troca dos originais); luz de advertência do sistema de injeção acende e apaga no painel sem solução até o momento, a partir dos 40.000.

[Comentários adicionais] Noves fora que se trata de um carro compacto “popular” brasileiro (em geral caros e inseguros), acho que a maior virtude é o custo-benefício. Bom espaço interno para 4 adultos; bom espaço para bagagens; muitos itens de conveniência-conforto (destaque para o controle de velocidade – útil nas viagens e para evitar multas); motor e câmbio afinados no uso urbano (imprecisão eventual nas manobras de ré-estacionamento); freios (com ABS) eficientes e que transmitem segurança (já tive emergência na estrada alagada, enfiei o pé no freio e se saiu muito bem…); excelente qualidade da aparelhagem de som (embora de aparência simples); computador de bordo útil e eficaz; bem, tem problemas, o pior, para mim, é o consumo elevado; além disso, a suspensão transmite as irregularidades do asfalto (isso é Brasil!!!) para o habitáculo; é desconfortável para longas viagens; direção hidráulica meio pesada (interessante, o carro, no estilo, agrada mais às mulheres, mas para dirigir é meio duro o conjunto direção-pedais-suspensão); troquei os pneus originais (pirelli) por chineses (JINYU) e…melhorou, ficou mais macio…resumindo, um carro popular com bom espaço interno e de bagagem, que cabe em pequenas vagas na rua, deixa aquele que quer um carro para o dia a dia SATISFEITO (um pouco INSATISFEITO com os seguidos probleminhas relatados), e MUITO insatisfeito por não ter notícia de um crash test que mostre o quão (in)seguro ele é…

[Best Cars Web Site] Aprecio a Best Cars e reconhece qualidade jornalística nas reportagens, embora ache que falte ser mais incisivo quanto à insegurança de nossos carros e baixa qualidade na fabricação…

[Data de publicação] 12/7/13

[Nome] weder sales
[Cidade] Iporá
[Estado] GO

[Versão] ltz
[Ano-modelo] 2012
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 10.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Insatisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito

[Estilo] 2
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 3
[Instrumentos] 3
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 3
[Capacidade de bagagem] 2
[Motor] 1
[Desempenho] 1
[Consumo] 1
[Câmbio] 1
[Freios] 3
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 3
[Segurança passiva] 2
[Custo-benefício] 1

[Principais aspectos positivos] Somente o pc de bordo…

[Principais aspectos negativos] Carro beberrão, frouxo e muito caro por ser um carro popular.

[Defeitos apresentados] Vários… A principio quando fui dar ré no carro para sair da concessionaria, olhei no retrovisor e vi que o forro do teto estava amassado, depois o retrovisor direito simplesmente voou. As rodas de liga leve amassam com muita facilidade. O ABS acende a luz toda vez que freiava forte.

[Concessionárias] A SEMPRE em Goiania, me tratou muito bem quando foi para fazer a venda, quando pedi eles para que trocassem o forro do teto, fizeram o maior pouco caso e disseram que eles não tinha culpa e se eu quiz trocar o retrovisor tive que acionar o seguro do carro, pois a garantia me enrolou mais de 15 dias, alegando que não tinha o espelho. Conclusão… NUNCA MAIS COMPRO CHEVROLET.

[Comentários adicionais] Gostaria de pedir aos caros consumidores que não entrem nessa latada, pois para sair lhe custara muito caro, pois fiquei somente 7 meses e perdi 6 mil nessa brincadeira… Pensem bem e façam um teste antes.

[Best Cars Web Site] Melhor site de informação, pois é aqui que nós vemos as indignações, contrariações e satisfações das pessoas com referencia aos carros presentes aqui no nosso Brasil…

[Data de publicação] 12/7/13

[Nome] Pedro Caranzeski
[Cidade] Ponta Grossa
[Estado] PR

[Versão] LTZ
[Ano-modelo] 2010
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 40.000 km
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com o carro] Insatisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito

[Estilo] 1
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 3
[Instrumentos] 3
[Itens de conveniência] 3
[Espaço interno] 4
[Capacidade de bagagem] 4
[Motor] 2
[Desempenho] 2
[Consumo] 2
[Câmbio] 1
[Freios] 3
[Suspensão] 2
[Estabilidade] 2
[Segurança passiva] 3
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] Espaço interno, principalmente no banco traseiro, acabamento dos bancos na versão LTZ é muito bonito e macio ao toque, boa capacidade do porta-malas, faróis com acendimento automático e o piloto automático que é muito útil em viagens longas como as que estou acostumado a fazer.

[Principais aspectos negativos] O design deste carro é horrível com essa grade de caminhão e esses faróis horríveis, quase do tamanho de uma roda aro 13. Não é à-toa que o apelidaram carinhosamente de “Horribile”. A aspereza do câmbio faz lembrar um Fiat 147 que meu pai teve em 1977, decepcionante em se tratando de um Chevrolet, tem um curso muito longo, que inviabiliza uma condução mais esportiva, principalmente ao se reduzir para ultrapassar caminhões na estrada. O isolamento acústico é ruim, principalmente em velocidades acima de 90 km/h, o barulho do motor invade a cabine com gosto. A alavanca de abertura das portas dianteiras é ridícula, não sei onde a GM arrumou aquilo, sem acabamento. O ar condicionado insiste em não desembaçar por completo o vidro dianteiro nas laterais superiores. A suspensão é muito dura e não transmite segurança em curvas ou velocidades acima de 110 km/h, e não filtra as imperfeições do piso. Um amigo meu que tbm tem Agile trocou os pneus GoodYear Excellence por Bridgestone e disse que o carro ficou mais macio. Acho o espaço para os pés do motorista um tanto quanto apertados em comparação com outros modelos do segmento e tenho a impressão que são deslocados para a direita. Outra coisa que acho ridículo é um carro do preço e padrão do Agile LTZ não ter abertura nem que seja mecânica do porta-malas, só na chave, coisa de Uno Mille da década de 80. Outra coisa que a GM economizou foi no isolamento do cano de descarga que faz o porta-malas esquentar muito, embora isso não traga muitos problemas caso não tenha que carregar algum tipo de alimento no porta-malas.

[Defeitos apresentados] Também me incomoda a suspensão traseira que range muito, sem solução pela concessionária. Chegaram a trocar as molas traseiras mas não resolveu o problema. O pneu dianteiro direito insiste em ter um desgaste extremamente acentuado na parte externa, em comparação com os outros 3,necessitando ser trocado aos 34 mil km, mesmo sendo feito alinhamento, balanceamento e rodízio a cada 7.500 km. O carro no geral tem um funcionamento áspero, principalmente quando abastecido somente com álcool. Aos 12 e 20 mil km apresentou marcha lenta irregular, sendo sanado pela concessionária com a reprogramação da Central Eletrônica (TBI) na 1a vez e limpeza no corpo da borboleta na 2a vez.

[Concessionárias] Tem um bom atendimento, mas os serviços em geral são bem mais caros que na rede Fiat, por exemplo, ao qual eu estava acostumado. E adoram uma “empurroterapia” como limpeza de bicos injetores a cada troca de óleo. Como está fora de garantia, levo em oficina independente de confiança.

[Comentários adicionais] Tinha um consórcio do Corsa Sedan mas como ia sair de linha, a GM mudou o bem p/ o Agile. Aceitei pois o Corsa Sedan iria desvalorizar muito na hora da revenda. Embora nunca gostei do design do carro peguei por ser novidade, e precisava urgentemente do automóvel pois necessito dele para o trabalho, pois sou representante de vendas e o carro é meu ganha-pão. É um carro que tem um estilo muito polêmico, que fica num meio termo entre carro e SUV compacto, não satisfazendo nem um nem outro. Não compraria outro nem recomendaria a compra. Já experimentei o Onix e o Novo Prisma e posso afirmar que é outro departamento. Gostei muito também do Grand Siena, que também tem um porta-malas excelente e é muito macio e confortável, que é o que eu prezo e preciso. Agile, nunca mais.

[Best Cars Web Site] Best Cars é leitura obrigatória de quase todos os dias. Sempre que me interessei por algum carro consultei o site e a opinião dos usuários é excelente, pois serve de parâmetro para nossas futuras decisões e aquisições. Simplesmente espetacular este site. vocês estão de parabéns.

[Data de publicação] 3/5/13

[Nome] Rafael Andrade
[Cidade] Itu
[Estado] SP

[Versão] 1.4 LTZ
[Ano-modelo] 2011
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] –
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com o carro] Parcialmente satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito

[Estilo] 4
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 5
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 4
[Motor] 3
[Desempenho] 3
[Consumo] 2
[Câmbio] 2
[Freios] 3
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 3
[Segurança passiva] 2
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Espaço interno, espaço do porta malas comparável ao de muitos hatches médios, acabamento interno, apesar das críticas acho bom, itens de conveniência (vem completo airbag abs, ar roda, rádio com bluetooth, piloto automático

[Principais aspectos negativos] Consumo muito elevado para um carro de motor 1.4 o meu está fazendo menos de 6km/l na cidade com álcool. E na gasolina a diferença não é tão grande. Câmbio de engates ruins e ásperos que tira o prazer de dirigir, estabilidade fraca. Motor de potência apenas razóavel (sofre em subidas mais íngremes).

[Defeitos apresentados] Tive que trocar os discos de freio com 30.000 km, pois as pastilhas comeram o disco. Limpador do parabrisas sempre quebra. Fora isso, nenhum problema mais sério.

[Concessionárias] Só tenho uma coisa a dizer: LIXO! Cobram caro pelas revisões e pelos serviços, assim como a maioria das css.

[Comentários adicionais] Se não fosse o consumo elevadíssimo e o câmbio de engates duros e imprecisos, eu estaria satisfeito. O carro é completo, e pelo preço, oferece muito itens de conforto. Todavia, vale lembrar que a plataforma é do Corsa de 1994 – uma pequena batida que sofri ano passado estragou a parte frontal inteira do veículo, o que mostra a fragilidade da carroceria. Motor apenas quebra o galho em desempenho (também não dá pra esperar muito de um 1.4)

[Best Cars Web Site] Acompanho há muito tempo e acho que é uma das melhores opções para quem está pesquisando sobre compra de um veículo.

[Data de publicação] 5/4/13

[Nome] Wendell
[Cidade] Piranhas
[Estado] GO

[Versão] LTZ
[Ano-modelo] 2011
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 15.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com o carro] Parcialmente satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 4
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 5
[Capacidade de bagagem] 3
[Motor] 2
[Desempenho] 3
[Consumo] 3
[Câmbio] 2
[Freios] 4
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 3
[Segurança passiva] –
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Piloto automático e luzes automáticas.

[Principais aspectos negativos] – Não tem vidro elétrico nas postas traseiras.
– O volante se descasca facil.

[Defeitos apresentados] Em menos de um ano e ele já queimou duas vezes a bobina do ar condicionado e uma vez a bozina (o mecânico da concessinária me diz que é normal queimar a buzina).

[Comentários adicionais] Que droga de bobina é essa o meu mecânico me disse que não posso passar em uma poça d’água que irá queimar novamente, o que é isso que carro é esse que não posso usar o ar condicionado durante uma chuva, se não ele queima.

[Best Cars Web Site] Gostei, por ouvir opiniões de clientes.

[Data de publicação] 5/4/13

[Nome] Sandra Fiumana Martin Falcon
[Cidade] São Paulo
[Estado] SP

[Versão] LTZ
[Ano-modelo] 2010
[Combustível] Flexível
[Quilometragem atual] 30.000 km
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com o carro] Insatisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito

[Estilo] 4
[Acabamento] 2
[Posição de dirigir] 2
[Instrumentos] 3
[Itens de conveniência] 4
[Espaço interno] 4
[Capacidade de bagagem] –
[Motor] 2
[Desempenho] 2
[Consumo] 3
[Câmbio] 1
[Freios] 2
[Suspensão] 2
[Estabilidade] 3
[Segurança passiva] 1
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] Apesar da dianteira um tanto exagerada, é um carro bonito, com um aspecto robusto, e um bom espaço interno, tanto para os passageiros do banco de trás quanto no porta malas. Alguns itens de conforto, como piloto automático, faróis que acendem sozinhos.

[Principais aspectos negativos] O carro é frágil. Com 30.000 km queimou a bobina de ignição. O câmbio é péssimo: engates ruins, alavanca com curso longo, parece câmbio de carros da década de 70/80. É impossível mudar de marcha de forma mais esportiva, como se faz em um câmbio da VW, por exemplo. O motor é extremamente fraco para o tamanho e peso do carro. Além disso, seu funcionamento é áspero, apresentando constantes falhas e perda de potência. Já troquei velas, cabos de vela, mandei limpar bicos injetores, equalizar, mas nada faz o motor ficar suave. O isolamento acústico não existe. A 120 km/h parece que o motor está dentro do carro. O acabamento é muito pobre. Hoje a própria GM tem carros na mesma faixa de preço com acabamento melhor (vide o Ônix). O espaço para os pés do motorista é apertado e os pedais ficam deslocados para a direita. A direção, apesar de hidráulica, é pesada. A suspensão é dura, talvez para compensar a altura do carro. Todos os solavancos passam para dentro do carro. Parece uma caminhonete.

[Defeitos apresentados] Aos 30.000 km tive que trocar a bobina de ignição, que queimou (fazia tempo que não ouvia falar que isso estragava em um carro). Troca das velas aos 30.000 km (está no manual, mas acho cedo demais para os carros de hoje). Falhas no motor, que levaram a troca dos cabos de vela, limpeza de bico etc.

[Concessionárias] Fazem somente o básico e se esforçam para atender bem. Hoje, como está fora da garantia (só 1 ano), não utilizo mais.

[Comentários adicionais] Não indico a compra para ninguém. Andem em um Punto e vejam a diferença. O acabamento é melhor; o isolamento acústico é melhor; apesar de ser mais fraco, o 1.4 da Fiat funciona melhor que o do “torcudo” 1.4 da GM. E é assim com Gol, com Fiesta etc.

[Best Cars Web Site] Disparado a melhor revista eletrônica sobre automóveis do Brasil.

[Data de publicação] 30/11/12

 


Mais sobre:

Páginas: 1 2