Yamaha TMax 530

Yamaha TMax 530

 

Participe: envie opinião sobre sua moto

 

[Nome] Luiz Afonso
[Cidade] RJ
[Estado] RJ

[Motor] 530 CC
[Ano-modelo] 2015
[Quilometragem atual] 40.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] Ótima estabilidade e ciclística. Consumo razoável para a cilindrada, 22 km/l na cidade e 24 kml na estrada, acelerando moderadamente. Em velocidades acima de 150km/h o consumo aumenta para17 km/l. Scooter muito confortável para o piloto e garupa. Já fiz percursos longos com facilidade (1380km em 1 dia). Nunca deu defeito, apenas nos 42 mil km apareceu um ruído tipo assovio na correia da transmissão traseira, onde a concessionária não conseguiu descobrir a causa. Foi resolvido por mim mesmo com pequena borrifada de WD. Troquei a correia do CVT com 40 mil km, mas estava com aspecto de nova. No mesmo serviço foram trocados os roletes do cvt que estavam ou pouco gastos (18 reais cada – são 8 roletes).Fácil manutenção. Nas revisões apenas trocas de óleo e filtros de ar e filtro de óleo. Pneu traseiro dura mais que o dianteiro (traseiro 25 mil km e dianteiro 19mil km).Manutenção básica facilmente executável para quem tem noção do que está fazendo, como exemplo troca de pastilhas de freio, óleo e filtros. A Scooter possui muita tecnologia e não dá defeitos. Desempenho espetacular em ultrapassagens na estrada e no dia a dia do transito nos corredores da cidade passa com facilidade. Freios ABS robustos. Coloquei um bagageiro de 50l que atende em grandes e pequenas viagens associado ao espaço embaixo do banco. Suspensão macia e firme para estradas do Brasil afora. Fiz trechos off-road e a suspensão reagiu bem, mas não é veículo para esse tipo de aventura por ser um pouco baixa. A YAMAHA não vende mais este modelo no Brasil, mas as peças são facilmente encontradas na concessionária.

[Principais aspectos negativos] O preço é alto e não vende mais no Brasil.

[Defeitos apresentados] Nenhum defeito e está atualmente com 45mil km.

[Concessionárias] Como em todo o Brasil, com poucas exceções lidas na internet as concessionárias de todas as marcas possuem pouco preparo e conhecimento dos veículos e são fracos no atendimento pós-vendas, deixando o consumidor sem muita opção.

[Comentários adicionais] Para quem quer uma scooter para viagem e para o dia a dia é uma boa opção, mas o preço é alto.

[Data de publicação] 3/11/17