Yamaha Crypton 115

Yamaha Crypton 115

 

Participe: envie opinião sobre sua moto

 

[Nome] Beto Farias
[Cidade] Recife
[Estado] PE

[Versão] ED
[Motor] 115
[Ano-modelo] 2011
[Quilometragem atual] 20.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito(a)

[Estilo] 3
[Acabamento] 4
[Posição de pilotar] 3
[Instrumentos] 4
[Conforto] 3
[Motor] 4
[Desempenho] 4
[Consumo] 4
[Câmbio] 4
[Freios] 4
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Estou com a moto faz aproximadamente um ano, não sou o primeiro dono dela. A moto é 2011 , versão com freio a disco na dianteira, o que dá bastante segurança nas frenagens. Faço a medição do ciclo de consumo dela regularmente, e como minha rotina de uso não muda muito, o consumo também não apresenta altas variações, tendo ficado entre 36 km/litro e 38,5 km/litro , o que eu acho bastante razoável. Moto leve e estreitinha, faz bem o corredor. Já tive vontade de trocar o retrovisor dela, que acho muito baixo, porém as opções no mercado (como trocar por um retrovisor de factor) deixariam o retrovisor passando da manete e dificultando o corredor ágil que ela tem. Mesmo sendo 115 cc, considero que tem uma ótima arrancada, faz bem o seu papel nas saídas dos semáforos. Meu percurso é feito numa velocidade média de 60 km, então não sou muito o estilo de motociclista que fica procurando top speed ou cobrando muito de velocidade da moto. Faz um ótimo papel de primeira moto, e de fato é minha primeira moto, to gostando principalmente o fato da economia e que ela não me da trabalho.

[Principais aspectos negativos] Como já falei, primeira coisa que eu queria fazer era trocar os retrovisores por opções mais altas, mas isso implica em retrovisores maiores que passam da medida da manete e a moto ficaria com “orelhas” grandes, piorando o ótimo corredor que ela tem. Em vias com ondulação do asfalto e descida, as vezes parece que você ta sentado num boi brabo, mas isso também é culpa das nossas vias e não apenas da suspensão da moto. Talvez um pouco mais de espaço em baixo do banco, mas acabei me acostumando com o que tenho.

[Defeitos apresentados] Quando comprei da antiga dona, a primeira coisa que tive que fazer (ou quis fazer, porque não era obrigatório) foi trocar a engrenagem do velocímetro , que o pessoal chama de caracol, porque o velocímetro estava parado e, por consequência, o odômetro também. Como eu estava super curioso pra calcular o consumo dela, troquei logo isso pra facilitar. A peça na loja da marca era um absurdo de cara. Posso dizer que comprei pela internet por 6 vezes menos o valor. A chave de pisca dela não “desarma” com facilidade, tenho sempre que checar se deixei ela piscando depois de usar o pisca.

[Concessionárias] Peças e serviços muito caros, nunca tem em estoque, parece que não querem que você faça o serviço lá , é tipo absurdo o preço mesmo. Sem condições. Eu juro que queria saber porque isso aqui no Brasil é tão disseminado, esse fato de você dar valor ao cliente no momento da venda e depois se mostrar completamente diferente no pos-venda. Uma estratégia bem burra.

[Comentários adicionais] Ótima primeira moto. Ótima economia. Menos visada que a biz. Você vai ter uma moto que cumpre bem a função dela e não te dá preocupação.

[Best Cars] Esse tipo de revisão ajuda muito às pessoas que estão pensando em comprar uma determinada marca ou modelo. A opinião do dono é melhor do que qualquer propaganda.

[Data de publicação] 19/10/18

 

 

[Nome] Mário
[Cidade] São Paulo
[Estado] SP

[Motor] 115
[Ano-modelo] 2014
[Quilometragem atual] 20.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com a moto] Parcialmente satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 3
[Acabamento] 3
[Posição de pilotar] 2
[Instrumentos] 3
[Conforto] 3
[Motor] 4
[Desempenho] 4
[Consumo] 4
[Câmbio] 3
[Freios] 3
[Suspensão] 2
[Estabilidade] 3
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Ótima como primeira moto e para locomoção em centro urbano, a transição de uma bicicleta para ela me pareceu bastante orgânica. Moto magrinha e leve, dá pra se espremer entre os carros com muita facilidade e agilidade. Quando se pega o jeito nas filas dos corredores de São Paulo as CG’s dos ‘profissionais’ sempre ficam pra trás, não pelo motor, mas pelo tamanico da moto; muito mais leve do que as 125/150/160 e muito mais estreitas do que as scooters e que a concorrente Biz. A Crypton não é uma moto bonita, na minha opinião, mas os últimos anos da Biz também estão horrorosas (o que é aquela seta?!?! que treco feio!!!). Mas feia por feia, a Crypton me ganha em poucos detalhes; o ‘pezinho’ do garupa é muito melhor e não tem aquela aparência de gambiarra de serralheiro da Biz. E o plástico e pintura da carenagem parecem melhor. E o preço tbm.
De fato, a Crypton é uma moto ‘roots’; carburada, sem abs, sem aquele ‘gatilho’ de sinalização do farol alto, sem conta giro, sem baú debaixo do banco (só uma caixinha) porém dá pra fazer miséria com ela. Motor 115cc mas forte, com resposta imediata e econômico (37 – 40 km/l). Carrego garupa, carrego tralha, carrego garupa com tralha. Já peguei estrada sem garupa algumas vezes (sempre viagens de cerca de 100km), não é o mais aconselhável mas é uma aventura boa, a rotação mantem-se alta por outro lado a moto não deu sinais de falha e até me pareceu ‘animada’, arrisco dizer que uma quinta marcha nela não teria sido em vão ali. 3 anos com ela, 20 mil km rodados e ainda não precisei trocar pneu dianteiro, o pneu traseiro troquei uma vez, a relação troquei uma vez (dava pra espremer um pouco a vida da relação antiga ainda), ainda não queimou nenhuma lâmpada, a bateria está pifando agora só, a bucha do freio traseiro ainda está ótima e a lona desse mesmo freio durou mais de 2 anos, pastilha do freio dianteiro (disco) durou quase 2 anos. Enfim, a Crypton é uma moto pra Vikings, lenhadores, ogros e outras pessoas sem frescuras que só querem um serviço bem feito da moto; que é sair de um lugar e chegar em outro com praticidade. E foi essa moto que me ajudou a diminuir uma cidade grande como São Paulo.

[Principais aspectos negativos] A suspensão traseira podia ser melhor. As rodas podiam comportar um pneu um pouco mais largo. Pouco espaço embaixo do banco (por outro lado é isso que deixa ela mais estreita e mais ágil se comparada as outras scooters e a Biz). Os ganchinhos de pendurar capacete são de plástico. Um quebrou na minha moto e coloquei um parafuso no lugar que acabou funcionando muito bem aliás. O pedal do câmbio podiam ser como eram os da Biz antigamente; cilíndrico emborrachado na parte onde pisa pra subir de marcha. Visando dar a opção de reduzir com a parte superior do pé, como eu faço, mas sem machucar nem estragar o sapato, pois reduzir com o calcanhar ou pisando na parte de trás do pedal é horrível. Minha solução pra isso foi esmerilhar o pedal pra deixar ele menos desconfortável.

[Defeitos apresentados] A luz de freio não acionava com o freio traseiro pois a molinha responsável por isso não estava tensionada o suficiente.

[Concessionárias] Só tive contato com uma concessionária Yamaha que foi muito boa na hora da venda mas nas revisões era ruim. Havia pouco esclarecimento sobre o que ia ser feito na moto, informações divergentes e má organização. A solução foi procurar um mecânico mesmo, o que foi bom a cada visita aprendo mais sobre a motinha e ultimamente faço eu mesmo algumas coisas pois é muito fácil na Crypton. Não tem muito segredo.

[Best Cars] Muito legal essas revisões. Ajuda a decidir qual comprar.

[Data de publicação] 2/6/17

 

 

[Nome] Leonardo Pereira Silva
[Cidade] Salvador
[Estado] BA

[Versão] K
[Ano-modelo] 2011
[Quilometragem atual] 15.000 km
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito

[Estilo] 4
[Acabamento] 4
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 4
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Destaco positivamente a suspensão super macia, o consumo de mais de 40Km/l, o motor confiável e forte para uma 115cc, torque motor eficiente, freios muito eficientes apesar de ser a tambor na dianteira, visual chamativo e curioso (bonita), mas isso é gosto de cada um!!! E no mais ela supre muito bem as minhas necessidades !!!

[Principais aspectos negativos] Negativamente, Destaco o porta luvas embaixo do banco, é MUITO PEQUENO, e só cabe uma carteira, ou bolsinha, algo do tipo. As peças são CARÍSSIMAS e só se pode comprar na concessionária, e quando não tem, somos obrigados a pagar 50% do valor e esperar por 15 dias uteis até a peça chegar, refletindo assim a falta de peças pro modelo. O painel é muito simples, é funcional, maas poderia ser melhor.

[Defeitos apresentados] Já teve problema numa peça chamada “cebolinha”, na qual não funcionava a luz de freio traseira após ser acionada pelo manete (dianteiro) do freio. Mas resolvi sem problemas.
O relé do pisca queimou. Resolvi s/ problemas também.
1 ANO com ela e SÓ TEVE ISSO e mais nada.

[Concessionárias] Negativamente destaco, ao PÉSSIMO atendimento pós-venda nas Concessionarias. (nunca mais compro uma yamaha na vida).
Compro SOMENTE na CC o que não acho em lugar ou loja nenhuma, como filtro de óleo, de ar, e o que mais precisar.
Destaco tbm a política dos ALTOS PREÇOS ABUSIVOS que a marca pratica, chega a ser caso de polícia. Peças simples que custam preços Irreais. Seria um caso de investigação policial. Enfim, funcionários que não estão neeeem ai pro cliente, sem preparo profissional, desmotivados, atendem de forma PÉSSIMA o consumidor.

[Comentários adicionais] a moto é ótima, o mal são as peças que são absurdamente caras. Mas a crypton é forte, suave e econômica, e aliada ao conforto q oferece, é excelente pra viagem, estrada, rodovias… Enfim !!!! O modelo está de parabéns!

[Best Cars Web Site] O BEST CARS é uma ótima oportunidade de pesquisas para futuros compradores, e onde é possivel fazer comparações reais de fato!!!
Parabens Best Cars

[Data de publicação] 11/2/12

 

SEM COMENTÁRIOS