Suzuki Intruder 125

Suzuki Intruder 125

 

Participe: envie opinião sobre sua moto

 

[Nome] Wesley Stolarski
[Cidade] Araucaria
[Estado] PR

[Motor] 125
[Ano-modelo] 2007
[Quilometragem atual] 90.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com a moto] Parcialmente satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 4
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 3
[Desempenho] 3
[Consumo] 5
[Câmbio] 3
[Freios] 2
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 3
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] O que se destaca na moto são os acessórios, mais completa na categoria de 125. Freio a disco na frontal, marcador de marcha, conta giro, partida elétrica. Super confortável, parece que está em um sofá. Apesar do guidão largo, é uma moto muito ágil nos corredores.

[Principais aspectos negativos] O principal aspecto negativo é o dono que não cuida da moto, comprei a minha usada e só levei prejuízo. Primeiro e um dos poucos aspectos negativos, é a manutenção. Peças originais absurdamente caras pela categoria da moto. Pra pessoas com mais de 1,70 de altura fica um pouco incomoda, por ser pequena e baixa, se for muito alto fica parecendo um urso em um tico tico. Tenho 1,80 e andar com outra pessoa na moto era impossível, tinha que sentar no meio do bando e o garupa ficava caindo do banco. Freio dianteiro borrachudo, depois de alguns minutos constantes o freio fica muito borrachudo, foram trocadas pastilhas, oleo, cabo e nada resolveu. Freio traseiro quando molhado não funciona por nada, passei varios cagaços por precisar dos freios e não funcionar.

[Defeitos apresentados] Fui um feliz infeliz proprietário. Em um ano acho que a moto estragou todas as peças que eram possíveis, e olhe que eu sempre fiz as manutenções em dia e nunca fui de dar pau nela. Foram inumeras visitas ao mecanico, fiz até amizade com ele (sad but true) kkkkkkkkk -Corrente de comando -Retentores dos amortecedores dianteiros -Motor de arranque -Estator -Caixa de direção -Buchas da balança traseira -Rolamentos da roda traseira e dianteira

[Concessionárias] Concessionária de Curitiba é excelente, atendimento impecável, pena que as peças são super caras.

[Comentários adicionais] A moto é excelente, se bem cuidada. Infelizmente a minha eu tive que vender por tanto stress que passei com ela, mas se aparecesse a oportunidade, teria outra. A moto é fraca, não espere conseguir atingir altas velocidades (claro né oh, é uma 125cc), velocidade de cruzeiro em base de 70/80 km/h e máxima que consegui atingir em 115 km/h (no painel) porém tremia mais que vara verde. Super economica, consegui fazer 40 km/h, não passando de 70 km/h e respeitando os limites de marchas.

[Data de publicação] 8/3/19

 

 

[Nome] Giorgio Augusto Pasquali
[Cidade] caxias do sul
[Estado] RS

[Versão] ed
[Motor] 125
[Ano-modelo] 2011
[Quilometragem atual] 30.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Mais de 5 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento]
[Posição de pilotar] 4
[Instrumentos] 5
[Conforto]
[Motor] 4
[Desempenho] 4
[Consumo]
[Câmbio] 4
[Freios] 4
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Moto barata pra comprar comprei 0km, macia, suspensão ótima da conta do recado nessas ruas horríveis cheias de buraco, estilosa, não tem cara de ser uma 125, silenciosa, posição confortavel de pilotagem, você não fica jogado pra fente como na cg ou yes por ex. Manutenção barata, indicador de marcha, indicador de nível de óleo externo, não precisa sujar as mãos com vareta, você só olha através do vidro, rodas de liga não entortam e não precisa centrar como as rodas raiadas da cg por exemplo, econômica (por ser carburada) a minha faz 36 por litro e eu acelero feito doido, sempre dando o máximo e com minha esposa na garupa, moto durável, já fiz 30 mil km e só troquei a relação uma vez, um pneu traseiro, um jogo de pastilha e lona e uma lâmpada traseira, ou seja nenhum defeito, só peças de desgaste normal. a primeira relação durou 15 mil km, mas agora que eu descobri um lubrificante aerosol chamado graxa adesiva a relação já rodou mais 15 mil e tá nova ainda, nem precisei esticar a corrente ainda, recomendo esse lubrificante. no geral moto muito boa só colocar gasolina e andar, nunca peguei leve com ela e mesmo assim ela só me deu alegrias. não é muito visada pra roubos,

[Principais aspectos negativos] velocidade final baixa, no máximo 110 km/h, Faz falta uma 6° marcha, nas retas ta a 110 por hora, mas tu precisa aliviar a mão pra não ultrapassar os 9 mil giros, banco muito duro em trechos curtos tu nem nota, mas em viagens começa a doer a bunda, a posição de pilotar é boa, mas pra mim que sou alto, seria legal instalar os comandos avançados, porque eu fico com as pernas dobradas, o que em viagens longas cansa um pouco, tudo bem que a proposta da moto é uso urbano, mas eu pego a estrada com frequência.

[Defeitos apresentados] uma vez queimou a lampada do freio traseiro.

[Concessionárias] Na concessionária suzuki aqui de caxias eles dão mais atenção pra donos de motos de alta cilindrada, e isso se aplica a todas as concessionarias que eu ja usei, mas como gosto de peças originais sempre vou na concessionária.

[Comentários adicionais] Quem quiser comprar pode ir sem medo, desde que esteja ciente que é uma 125 e que vai andar um pouco mais que uma bicicleta, mas de um modo geral essa moto só me deu alegrias, eu comprei ela 100% financiada e pagava a prestação com a economia da gasolina que eu usava no carro pra ir na faculdade, trabalho, mercado etc… e olha que dia de chuva eu uso o carro. Pra quem quer ter uma opção de transporte barata e ágil é uma ótima opção. eu pagava 240 por mes de prestação , mas economizava 300 de gasolina, ou seja a moto se pagou e sobrou dinheiro! estou com ela desde 2011 e não tenho idéia de vender.

[Best Cars] Adoro o teste do leitor, nunca compro nenhum veículo sem passar aqui antes, acho ótimo esse espaço, ele já me livrou de pegar umas bombas por aí, sou muito grato!

[Data de publicação] 9/3/18

 

 

[Nome] Junior
[Cidade] São Paulo
[Estado] SP

[Motor] 125
[Ano-modelo] 2014
[Quilometragem atual] 30.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 4
[Conforto] 4
[Motor] 3
[Desempenho] 3
[Consumo] 3
[Câmbio] 4
[Freios] 3
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 3

[Principais aspectos positivos] Moto simples e de bom gosto. Fácil manutenção, em sua grande maioria até o momento foram apenas as básicas: troca de óleo+filtro, filtro de ar, óleo de bengala… Gosto do estilo Retro e por ter pouca carenagem, ótimo acabamento e cromados. Moto de fácil customização. É completa, confortável, boa pilotagem, viagens curtas são possíveis mesmo com garupa respeitando a limitação (125).

[Principais aspectos negativos] Realmente ela vibra um pouco em altas rotações, motor fraquinho comparado as outras 125 embora de outras categorias. Farol fraco e lampadas originais que queimam fácil, mas é só mudar o soquete por H4. O freio dianteiro já deveria sair como o da Yes que é melhor, mas de fácil substituição. Intruder: Disco de 220mm, com acionamento hidráulico de 1 pistão. Yes: Disco simples ventilado, de 240 mm, pinça deslizante, de 2 pistões.

[Defeitos apresentados] Até o momento apenas manutenções básicas.

[Concessionárias] Aqui em São Paulo – Capital tem fácil, O atendimento onde fui é ótimo, mas peças são caras como em qualquer autorizada de outras marcas, dependendo da peça não tem pronta entrega.

[Comentários adicionais] Comprei a moto por indicação de um mecânico que possui uma, na época com 10 mil Km, hoje com 30 mil, até o momento não tenho reclamações , gosto muito da motoca, poderiam ter mais motos no Brasil em baixa cilindrada na categoria, a Suzuki e outras marcas poderiam relançar 250 cilindrada.

[Best Cars] Um canal muito importante que mostra comentários pertinentes que ajudam muito.

[Data de publicação] 23/2/18

 

 

[Nome] Carlos Eduardo
[Cidade] Santo Andre
[Estado] SP

[Motor] 125
[Ano-modelo] 2002
[Quilometragem atual] 70.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Parcialmente satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 4
[Instrumentos] 5
[Conforto] 3
[Motor] 3
[Desempenho] 2
[Consumo] 4
[Câmbio] 5
[Freios] 4
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 2
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Bonita estilo retrô, mecânica boa, não costuma quebrar, instrumentos muito bom, posição de pilotar agrada.

[Principais aspectos negativos] É bem fraquinha, tem que moer pra andar um pouco. Pra quem vai usar como condução e não levar garupa ela atende e é melhor do que esperar ônibus.

[Defeitos apresentados] Não, mas sei que não tem muitas peças paralelas e original é bem salgado o preço.

[Concessionárias] Atendem bem. Mas são poucas opções no ABC.

[Comentários adicionais] Se vc tiver iniciando e for andar só na cidade ta aí uma boa opção.

[Best Cars] É excelente.

[Data de publicação] 20/10/17

 

 

[Nome] Luís Ricardo Pereira
[Cidade] Campinas
[Estado] SP

[Motor] 125
[Ano-modelo] 2009
[Quilometragem atual] 30.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 3 a 5 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 4
[Desempenho] 3
[Consumo] 5
[Câmbio] 4
[Freios] 4
[Suspensão] 4
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] A Intruder é robusta, praticamente não dá manutenção. É muito econômica passando dos 40 Km/l. Gostosa de pilotar com banco amplo e confortável. O desempenho é modesto mas coerente com o estilo da moto e suficiente para uso urbano. Outro ponto a destacar é o estilo que remete a motos de maior cilindrada e agrada a boa parte dos motociclistas.

[Principais aspectos negativos] Problemas de corrosão nos cromados, farol de baixa eficiência e os freios deveriam ser mais eficientes. Outro problema é que mesmo com a chave desligada, a moto drena pequena corrente da bateria. Quando se usa a moto só um dia na semana a bateria descarrega mais do que recarrega com o farol ligado. A alternativa é desligar a bateria quando fica vários dias sem usar.

[Defeitos apresentados] Além da descarga da bateria, só desgaste: pneus, freios, caixa de direção, cabo de embreagem, óleo do motor e filtro, retentor e óleo da suspensão dianteira.

[Comentários adicionais] É uma excelente relação custo X benefício além de baixo índice de roubo. São quase quatro anos usando a moto, aprox. 22.000 Km rodados (comprei usada, com 11 mil Km) sem nunca ter ficado na mão.

[Best Cars] Ótima ferramenta para quem busca informações sobre um veículo. Foram os relatos lidos aqui que me auxiliaram na escolha da Intruder. Felizmente voltamos a ter atualização desta seção, obrigado.

[Data de publicação] 16/12/16