Kawasaki ER6 N

Kawasaki ER-6N

 

Participe: envie opinião sobre sua moto

 

[Nome] Wanderson Rebelo
[Cidade] Santos
[Estado] SP

[Versão] ER6-n ABS
[Motor] 650
[Ano-modelo] 2010
[Quilometragem atual] 15.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 3 a 5 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 4
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 4
[Instrumentos]
[Conforto] 3
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 1
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Comprei a minha com 1.300km e praticamente sou o primeiro dono dela. Então posso dizer melhor sobre seu comportamento. Com os pneus originais DUNLOP ela era muito instável em curva.s Ao entrar ela queria sair de frente e tinha que ter muito cuidado, tanto que pensei em colocar um amortecedor de direção. Com a troca dos pneus por um conjunto esportivo da MICHELIN e balanceamento correto a moto é outra. Ela simplesmente gruda no chão, tanto em alta como em baixa.
O desempenho da moto é assustador. A moto é bruta e quer andar. Você sente que não é uma moto fácil de domar e ela pede pra acelerar. Até porque esquenta muito as pernas e você precisa manter ela ventilada. A moto é confortável dentro das suas limitações, pois é uma esportiva. O banco do garupa é bom e não cansa, o do piloto é bom mas se o garupa insistir em jogar o peso em cima, a coisa muda de figura. Na cidade é espetacular, muito ágil e fácil de andar no corredor, o giro sobe rápido o que facilita bastante sair de situações complicadas no trânsito. Na estrada ele também é muito boa, responde rápido e pede pra andar em giro alto. O ideal é andar acima de 100km/h para refrigerar o motor. Digo isso porque sou de motoclube e nem sempre consigo andar acima dos 100.
Para viagens longas tem que parar pra descansar mas é o óbvio. Ela não é uma estradeira. Apesar de ser uma bicilindrica, sua dirigibilidade e desempenho são excelentes. Uma moto maravilhosa pra cidade e estradas em viagens curtas ou com algumas paradas.

[Principais aspectos negativos] O consumo dela na cidade é absurdo. A minha não faz mais que 14km/l. o Certo é entre 11km/l e 13km/l. Já usei gasolina pódio, comum e aditivada de várias distribuidoras e nada muda. Hoje coloco só comum, pois além do consumo não alterar nada, o desempenho também não. Na estrada o consumo é bem satisfatório andando dentro dos limites, na faixa de 100km/h e 120km/h ela faz entre 20km/l e 22km/l e pode fazer até 24km/l dependendo das condições. Para uma moto esportiva, acho que na estrada não é tão ruim.

[Defeitos apresentados] Nunca. Os componentes originais são de excelente qualidade. Troquei a bateria dela depois de 7 anos de uso. Isso mesmo, 7 anos e usando rastreador. A moto tem hoje 18.000km e só troquei o cabo de embreagem porque ficou ressecado e fiquei com medo de quebrar, mas depois de uma lubrificação ficou novo. Só troquei porque já tinha encomendado a peça. Troquei o filtro de ar e os pneus por desgaste também e mais nada. As demais peças dela são originais. Troco o óleo e a cada duas, troco o filtro de óleo. Sempre usei MOTUL mineral, hoje uso semi-sintético.

[Concessionárias] aqui em Santos havia uma concessionária que fechou, mas nunca levei lá. Sempre levei no meu mecânico que é multimarcas e autorizado SUZUKI. Mas logo que fechou a loja da KAWASAKI ele se tornou um autorizado da marca. As peças não são baratas, mas foi o que disse sobre ser de excelente qualidade e para uma moto desse porte, acho que está dentro do mercado. Uma revisão que fiz trocando filtro de ar e cabo de embreagem gastei uns R$420,00 em outubro de 2017. Só a mão de obra foi R$200,00 e o resto de material. Um filtro de óleo original custa R$70,00. Mas como troco uma sim e outra não, compro de uma marca boa não original e pago R$25,00.

[Comentários adicionais] A moto é espetacular, excelente pra cidade e estrada em curtas viagens. A minha é da cor laranja e torce o pescoço das pessoas por onde passo. Quando paro no semáforo sempre chama atenção dos outros motociclistas que sempre tem uns que perguntam sobre ela dizendo querer comprar. Pelo preço dela acho que é de muito bom custo benefício. Moto pro dia-a-dia e lazer no final de semana. Apesar de ser uma bicilindrica, seu barulho é muito agradável e colocando um escapamento esportivo, fica ainda mais bandida

[Best Cars] Aqui é o lugar onde os proprietários podem opinar com seu uso e os futuros compradores ter uma boa ideia de como é o produto. Acho essencial a página e sempre que posso opino e dou uma consultada pra conhecer.

[Data de publicação] 20/4/18

 

 

[Nome] Raphael
[Cidade] São Paulo
[Estado] SP

[Versão] Er6n
[Motor] 650
[Ano-modelo] 2013
[Quilometragem atual] 20.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 5
[Freios] 4
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] 99% perfeita, ágil para cidade, esperta na estrada.

[Principais aspectos negativos] A única coisa que digamos é negativa é o espaço entre o banco e o plastico lateral que depois da chuva acumula água e molha a calça, quando chove forte o banco molha debaixo para cima( inexplicável) de resto perfeita.

[Defeitos apresentados] Nadinha

[Concessionárias] Sempre que precisei fui prontamente atendido, mas as peças levam de 10 a 30 dias úteis para chegar.

[Comentários adicionais] Na cidade da para guiar igual moto de baixa cilindrada* (corredor sem medo na velocidade dos outros), apesar do peso e tamanho muito manobrável e ágil. Retomadas por seus dois cilindros sem igual, na estada é ótima até uns 140 km/h depois disso oscila muito mas faz isso por não ser carenada logo a proposta não é de grandes velocidades em estrada( mesmo porque as leis não permitem). Se o piloto tiver a mão pesada o tanque mal dura 140 km, mas tem o modo eco que ajuda a dosar as coisas e fica tudo bem. Meu uso é diário cerca de 60 km e é perfeita no transito e para passear muito confortável.

[Best Cars] Muito legal poder compartilhar

[Data de publicação] 5/5/17

 

 

[Nome] Deivisson Nobre Costa Silva
[Cidade] Montes Claros
[Estado] MG

[Motor] 650
[Ano-modelo] 2010
[Quilometragem atual] 60.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 3 a 5 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 4
[Acabamento] 3
[Posição de dirigir] 4
[Instrumentos] 2
[Conforto] 4
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 4
[Câmbio] 4
[Freios] 4
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Gosto do estilo, principalmente pela localização das setas dianteiras nas abas laterais da moto e pela mola da suspensão traseira estar exposta na lateral direita. O que mais chama atenção nessa moto é torque disponível a partir de 3 mil rpm já se tem força e não precisa ficar reduzindo muitas marchas para o motor acordar, mas a faixa onde o motor mostra toda sua força é a partir dos 7 mil rpm. Tem consumo razoável, entre 16,5 km/l na cidade e 20 km/l na estrada mantendo uma velocidade de cruzeiro em torno de 120km/h, claro com uma ou outra esticada nas ultrapassagens, pois ninguém é de ferro. Considero bastante confortável pra uma naked, no qual o uso é mais urbano e viagens curtas, mas já fiz viagens mais longas, já rodei 1340 km em um único dia e uma viagem de 20 dias em que rodei mais de 9.500 km, no qual fui ao Chile e voltei sem nenhum grande problema com a moto, só o piloto que se cansou mesmo.

[Principais aspectos negativos] Destaco o painel que tem o velocímetro analógico e o conta giros digital, o inverso do usual em outras motocicletas, que foi mudado no modelo mais recente à partir de 2013. As suspensões sofrem bastante com as ruas brasileiras, cheia de remendos e buracos, um sistema com link na traseira, acredito que seria mais suave. Ela possui uma vibração um pouco incomoda no painel, foi resolvido colocando fita dupla face em algumas partes, mas logo voltou a vibrar novamente.

[Defeitos apresentados] Nos 5 anos de uso entre os 3 mil km e 62 mil que ela tem agora os únicos defeitos apresentados foram o retentor da suspensão dianteira que começou a vazar com 38 mil km; problema na tampa do radiador, que muitas apresentam, começa a jogar fluido de arrefecimento pelo respiro, foi feito apenas a limpeza da tampa e da sua guarnição voltando a vedar normalmente; com 60 mil km ela queimou as bobinas do estator sendo feito o enrolamento das bobinas em oficina especializada por menos de um quarto do valor de uma peça nova; no mais somente troca de itens que se desgastam como cabos do acelerador, velas, pneus, filtros e fluidos.

[Comentários adicionais] É uma moto que tem um ótimo custo x benefício, principalmente pegando um modelo usado, não possui nenhum defeito crônico grave, o seu motor surpreende pelo ótimo torque e pra mim é uma moto que não tem um custo de manutenção elevado, possui algumas peças em comum com outros veículos que saem por um preço mais baixo.

[Best Cars] o Best Cars é o melhor site sobre automóveis do Brasil, acompanho desde 2005 quando tinha 14 anos. Estou feliz com o retorno dessa seção que só tem a enriquecer ainda mais o conteúdo do site.

[Data de publicação] 12/8/16