Honda PCX 150

Honda PCX 150

 

Participe: envie opinião sobre sua moto

 

[Nome] Peterson Loureiro
[Cidade] Belo Horizonte
[Estado] MG

[Versão] ESD
[Motor] 150
[Ano-modelo] 2017
[Quilometragem atual] 1.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Insatisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 3
[Instrumentos] 2
[Conforto] 3
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] Selecione
[Freios] 5
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] A pequena moto é muito boa, prática e bem agil para o trânsito da cidade

[Principais aspectos negativos] Posição de pilotagem, suspensão, rodas pequenas, posição dos instrumentos e reposição de peças

[Defeitos apresentados] Nada

[Concessionárias] algumas tem grande disparidade de atendimento.

[Comentários adicionais] Falta uma suspensão á brasileira

[Best Cars] Ainda novo, mas muito bom

[Data de publicação] 6/10/17

 

 

[Nome] Leonardo Mendes
[Cidade] Santos
[Estado] SP

Motor] 150
[Ano-modelo] 2015
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 5
[Conforto] 5
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 5
[Suspensão] 5
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Lembro que assim que saí da concessionária com o PCX, parei num posto para abastecer e pedi ao frentista: “Bate na minha cara! Olha o que eu fiz com o meu dinheiro!”, de tão arrependido que estava da compra. Pra quem foi proprietário de uma XR 200 e duas NX4 Falcon, foi uma transição inicialmente traumática, trauma esse que durou menos de 48 horas.
O PCX se apoia no vértice praticidade-agilidade-economia. Moro numa cidade plana, litorânea e com distâncias medianamente longas, e nesse cenário o Jarvis (o nome de batismo do meu) nada de braçada. Impressionante como ele desenvolve bem, mesmo considerando meu peso de 125 kg, ele não nega fogo nas saídas de marcha e mantém uma velocidade adequada tanto ao trânsito urbano quanto a sua proposta. O porta-objetos sob o banco e o “mini-porta-luvas” no escudo frontal ajudam a tornar as coisas mais fáceis e acessíveis ao dia-a-dia.
Hoje, estou consciente que fiz uma ótima escolha e não troco meu PCX por nada.

[Principais aspectos negativos] Os porta-objetos carecem de um acabamento melhor, especialmente o que fica sob o banco – uma luz de cortesia seria de grande utilidade, assim como um revestimento acarpetado ou outro tipo de forração.

[Defeitos apresentados] Houve a quebra do reservatório do líquido de arrefecimento (mais especificamente, a ponta de saída que faz conexão com a mangueira). Como a garantia havia expirada dois meses antes (muito obrigado, Murphy, sua lei é ótima…), arquei com o custo da peça: R$ 153,00.

[Concessionárias] Nas três vezes que precisei da Sanmell (compra, troca de óleo e troca do reservatório), sempre fui muito bem atendido – no caso do reservatório em especial, a peça chegou bem antes do previsto.

[Comentários adicionais] Uma ótima escolha, da qual não me arrependo. O problema inicial, na verdade, não estava na moto, mas em mim mesmo, que não “apagava” a programação de anos andando de trail. Acho fundamental mencionar isso porque muitos partem para o mundo dos scooters tendo como base suas experiências anteriores e, via de regra, o resultado é uma frustração do tamanho de um brontossauro e a ideia de que “isso não vale a água da salsicha.” Quase caí nesse lugar comum com o PCX mas, felizmente, tudo hoje são rosas.

[Best Cars] Já publiquei dois outros relatos aqui (XR 200 e NX4 Falcon) anteriormente e achei ótima a ideia do site de ressuscitar essa seção, de extrema importância para quem quer saber mais sobre o veículo desejado ou apenas comparar impressões de uso.

[Data de publicação] 11/8/17

 


[Nome] Fabio Pasche
[Cidade] Miguel Pereira
[Estado] RJ

[Motor] 149,3
[Ano-modelo] 2016
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Insatisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 2
[Posição de pilotar] 3
[Instrumentos] 3
[Conforto] 1
[Motor] 2
[Desempenho] 2
[Consumo] 3
[Câmbio] 3
[Freios]
[Suspensão] 1
[Estabilidade] 3
[Custo-benefício] 1

[Principais aspectos positivos] É uma moto bonita, prática. Serve pra quase tudo.

[Principais aspectos negativos] Banco é de pedra, a suspensão, tanto traseira como frontal é horrível, sente tudo que vc passa por cima

[Defeitos apresentados] A montagem da carenagem e dos plásticos são de qualidade duvidosa. Se vc puder dividir a moto ao meio, vai reprar que en encaixes dos 2 lados não são simetricamente iguais.

[Concessionárias] A Honda é lider em vendas, logo tem uma rede muito maior do que a maioria.

[Comentários adicionais] Hoje não vale apena comprar a PCX. Está defasada em todos os aspectos excluindo o design que é hoje na minha opinião a única coisa que chama atenção frente as outras scooters do mercado. A minha veio, mal montada, com freio da frente agarrando. Tive que trocar a bolha pois a que vem nela de fábrica, é enfeite. Tive que mandar refazer o banco, pois o original estava destruindo as minhas costas. Uma crítica grave é que o painel por ser analógico, não marca a velocidade real. Ele diz que vc esta em uma velocidade mas na verdade vc está a mais de 10km a menos da realidade

[Best Cars] Uma otima oportunidade para nós donos de motos falar o que realmente pensamos sobre o bem que temos …

[Data de publicação] 2/6/17

 

 

[Nome] Hermógenes
[Cidade] Rio de Janeiro
[Estado] RJ

[Motor] 150
[Ano-modelo] 2016
[Quilometragem atual] 10.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] Até 1 ano

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Muito satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 5
[Posição de pilotar] 5
[Instrumentos] 5
[Conforto] 4
[Motor] 5
[Desempenho] 5
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 4
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 5
[Custo-benefício] 5

[Principais aspectos positivos] Scooter excelente! Ótima para a cidade e pequenas e médias viagens. Consumo excelente, gostosa de pilotar, chama a atenção por onde passa. Seguro muito barato. Para mim, o melhor meio de transporte para cidade.

[Principais aspectos negativos] Suspensão e banco poderiam ser um pouco mais macios.

[Defeitos apresentados] Nenhum defeito.

[Concessionárias] Excelente atendimento na Safeway da Barra da Tijuca.

[Comentários adicionais] Excelente custo- benefício

[Best Cars] Excelente site para pesquisa de carros e motos

[Data de publicação] 27/1/17

[Nome] Evandro Araujo Menezes
[Cidade] Vitória
[Estado] ES

[Motor] 150
[Ano-modelo] 2014
[Quilometragem atual] 5.000 km
[Combustível] Gasolina
[Tempo há que possui] De 1 a 3 anos

[Grau de satisfação com a moto] Muito satisfeito(a)
[Grau de satisfação com a rede de concessionárias] Parcialmente satisfeito(a)

[Estilo] 5
[Acabamento] 4
[Posição de dirigir] 5
[Instrumentos] 4
[Conforto] 4
[Motor] 5
[Desempenho] 4
[Consumo] 5
[Câmbio] 5
[Freios] 4
[Suspensão] 3
[Estabilidade] 4
[Custo-benefício] 4

[Principais aspectos positivos] Agilidade, posição de condução (boa ergonomia), conforto e funcionamento do câmbio CVT, bagageiro amplo, sistema desliga/liga em paradas, partida pelo alternador (muito silenciosa, pois não tem motor de arranque) desenho e mecânica modernos, acabamento, economia de combustível e, até agora, de manutenção (peças apenas, sem mão de obra). Passa bastante segurança para condutores iniciantes e tem um bom porte, não sendo tão acanhado como os menores (Lead e Burgman, por ex.). Destaco a boa construção que, para mim, aliou praticidade e durabilidade a um bom desenho (ex.: rodas de liga pretas que disfarçam a sujeira, manetes de alumínio polido e a pintura branca perolizada). Quando a pista está molhada os pés e pernas ficam bem protegidos e limpos. Desempenho do motor, considerando a cilindrada e que tem apenas duas válvulas. Arranca muito bem.

[Principais aspectos negativos] Suspensão dura e de curso curto para as péssimas condições gerais de nossa pavimentação. Em pavimento “civilizado”, tudo bem. Algumas vibrações que geram ruídos em certas faixas de rotação. Poderia ter uma mola para manter o banco suspenso enquanto se acomoda objetos no bagageiro. Falta opção de ABS nos freios. O guidão cromado e exposto necessita de cuidado e atenção constantes para não enferrujar (quando aparecem os primeiros pontos de oxidação eu encero para retirá-los e costumo aplicar WD40 em algumas partes). Desempenho acanhado acima de 90 km/h (aproximadamente).

[Defeitos apresentados] Nenhum defeito até agora, com cerca de 6.500 km. Apenas umas duas ou três vezes que morreu após acelerar e ligar em modo “Start/Stop”. Parecia que tinha “afogado”, mas logo partiu novamente e funcionou normal. Talvez tenha sido alguma variação de qualidade de gasolina.

[Concessionárias] Na garantia, tudo bem. Minha decepção foi quando fui orçar a revisão de dois anos, onde o atendente demonstrou desconhecimento sobre os serviços necessários (e os desnecessários) no PCX. Valores absurdos em peças, lubrificantes e serviços (ex.: cobram uma lata inteira de spray para lubrificar os cabos de freio). Não sabiam que tinha recomendação para troca do óleo da transmissão final a cada dois anos. Então, para os serviços simples que tive que fazer até agora, preferi comprar os itens na concessionária (a um preço razoável e originais) e fazer em casa (troca de óleo do motor, transmissão final (mesmo óleo) e líquido de arrefecimento).

[Comentários adicionais] É meu veículo principal quando não tenho que levar mais bagagem, meus filhos ou fazer compras maiores. Perfeito para trajetos curtos (99% da minha utilização). Encara trechos em rodovia sem drama, mas com desempenho limitado e não muito estável próximo à velocidade máxima. Muito prático e econômico. Recomendo muito. Ótima compra.

[Best Cars] Ainda o melhor.

[Data de publicação] 12/8/16