Curiosidade: os carros que tiveram vida após a morte

Em outros países, muitas vezes com marca diferente, eles renasceram — e viveram até mais que na primeira fase

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação

 

Existe vida depois da morte? Para os automóveis, muitas vezes sim. São vários os carros que ganharam anos de produção em outro país, antes ou depois de sair de linha no local de origem. Com outro nome e até marca diferente, esse segundo tempo pode durar bem mais que o primeiro. Conheça alguns casos interessantes. Se preferir, assista ao vídeo com mais imagens.

 

 

Fiat 1100

Os antigos Fiats parecem predestinados à vida longa. O sedã 1100 de 1953 durou na Itália até 1969 (no destaque), mas isso não é nada: a indiana Premier começou a montá-lo em 1964, adotou o nome Padmini em 1970 e seguiu até 1998. Foi muito usado pelos taxistas.

 

Morris Oxford

Na Inglaterra, a Morris produziu o sedã Oxford de terceira série (no destaque) entre 1956 e 1959. Na Índia, a Hindustan lançou em 1958 o Ambassador e o manteve até 2014, amparada em sua robustez. Nada menos que 56 anos na mesma geração.

 

Fiat 124

Um Fiat que teve muitas vidas foi o 124 (no destaque). O original durou de 1966 a 1974 na Europa. Em 1970 os russos lançavam o VAZ-2101 ou Lada, que chegou a ser vendido no Brasil nos anos 90. Com poucas evoluções, ele foi feito até 2012 (foto maior) em mais de 17 milhões de unidades. Na Índia, uma versão existiu de 1985 a 2001 como Premier 118 NE, usando motor Nissan. Na Turquia, a marca Tofas fez o Murat 124, de 1971 a 1977, e sua evolução Serce de 1984 a 1994.

 

Volkswagen Kombi

Não poderia faltar a Kombi de segunda geração. A Alemanha a produziu de 1967 a 1979 (no destaque). No Brasil chegou em 1975 pela metade, sem a porta corrediça e as janelas amplas, que só viriam em 1997. Quando saiu de linha, em 2013 (foto maior), tinha 56 anos entre as duas gerações.

 

Nissan Junior

A sobrevida também ocorreu com carros japoneses. De 1970 a 1982 a Nissan fez a picape Junior 140 (no destaque). Muito depois, em 1998, a iraniana Zamyad lançava a Z24 com o mesmo desenho. Ela continua em linha.

 

Hillman Avenger

No Brasil o Dodge 1800 ou Polara durou de 1973 a 1981. O carro que o originou, o Hillman Avenger inglês (no destaque), foi de 1970 a 1981. Já na Argentina ele começou em 1971 como Dodge 1500 e passou a Volkswagen 1500 em 1982, depois da compra da marca pelos alemães também por lá. Com retoques, seguiu até 1990 (foto maior).

 

Fiat 126

O diminuto Fiat 126 foi feito na Itália (no destaque)  de 1972 a 1980. Em 1973 ele ganhava produção na Polônia, como Polski Fiat 126 P, e durou até o ano 2000. Dos 4,6 milhões fabricados, mais de 70% foram poloneses.

Próxima parte