Ferraris V8: uma longeva série no centro das atenções

Ferrari 458 Italia 2009

 

Ferrari 458 Italia 2009
Ferrari 458 Italia 2009
 
As formas ousadas do 458 Italia, de 2009, sugeriam seu desempenho:
de 0 a 100 em menos de 3,4 s com o motor de 4,5 litros e 570 cv

 

Intimidador e recordista: 458 Italia

A mais recente geração da série era revelada no Salão de Frankfurt de 2009. O 458 Italia, que retomava o padrão de designação usado até o 348, ousava em estilo com faróis alongados com uma série de leds, “pestanas” no capô dianteiro que os deixavam como olhos ameaçadores e as lanternas traseiras salientes lançadas pelo Enzo. A sobreposição de vincos nas laterais não deixava à vista tomadas de ar para o motor. Mesmo sem aerofólio, a empresa anunciava sustentação negativa de 140 kg a 200 km/h. Como habitual, o vidro traseiro permitia apreciar essa obra-prima de engenharia.

O V8 de 4,5 litros era o primeiro motor central-traseiro na Ferrari a usar injeção direta de gasolina, antes adotada no California. A potência de 570 cv a 9.000 rpm representava 127 cv/litro — recorde mundial em motores aspirados de produção — com torque de 55 m.kgf. Com peso a seco de 1.485 kg, a relação peso-potência baixava a 2,6 kg/cv. O desempenho só poderia ser estonteante: 0 a 100 km/h abaixo de 3,4 segundos e máxima de mais de 325 km/h.

Em vez da tradicional escolha entre câmbio manual e o automatizado F1, havia uma nova caixa automatizada de sete marchas e dupla embreagem, também lançada no California, combinada ao E-Diff e ao controle de tração F1-Trac. As suspensões usavam braços sobrepostos à frente e multibraço atrás. Para completar, o interior mantinha a criatividade do desenho externo com as seções onduladas no painel.

 

Ferrari 458 Spider 2011

 

Ferrari 458 Spider 2011
Ferrari 458 Italia 2009
 
O painel era o mesmo, mas o 458 Spider tinha um teto de alumínio que
se recolhia em 14 segundos e pesava menos que a capota de lona

 

A Motor Trend entusiasmou-se: “Selecione Sport no manettino, afunde o acelerador e o novo V8 acelera como nenhum outro aspirado até estonteantes 9.000 rpm (este é o V8 de produção que gira mais alto). Nas curvas, aprecia-se a maior tolerância longitudinal da suspensão, e a direção mais rápida significa que você pode manter as mãos em posição ’10 e 2′ mesmo nas curvas mais apertadas. Apesar do preço aumentado sobre o 360 Modena, o 458 parece um tremendo negócio ao anunciar desempenho de Enzo por 60% a menos. É também um dos mais belos e bem projetados supercarros deste século”.

 

No 458 Speciale o V8 fornecia 605 cv
(135 cv/l, um novo recorde para aspirados)
para acelerar de 0 a 100 em 3 segundos

 

A Evo comparou-o ao Audi R8 V10 Plus e ao McLaren 12C: “Quando se dá partida ao V8, todo o carro ganha uma energia tensa, hiperativa. Comparado ao McLaren, você sempre sente que está viajando mais rápido. O motor e o câmbio são espetaculares por sua ferocidade e velocidade de respostas, mas também por serem adequados a viajar devagar. Para um carro de 570 cv ele é bastante tratável, mais do que seu pico de torque pode sugerir diante do 12C”. A revista concluiu, porém, que o R8 era o melhor dos três.

A versão conversível 458 Spider fazia sua estreia no Salão de Frankfurt em setembro de 2011, com belas linhas realçadas pelos domos atrás de cada encosto de cabeça, bem visíveis pelas laterais. Novidade era o teto rígido de alumínio em vez da habitual capota de lona, o que eliminou 25 kg e permitiu recolhimento mais rápido, em 14 segundos. Um defletor corta-vento permitia, de acordo com a Ferrari, manter a conversação com teto aberto acima de 200 km/h. A mecânica era a mesma, mas a fábrica recalibrou acelerador e amortecedores para combinar com o modo mais suave de direção esperado do motorista do conversível.

 

Ferrari 458 Speciale 2013

 

Ferrari 458 Speciale 2013
Ferrari 458 Speciale 2013
 
Motor de 605 cv, anexos aerodinâmicos ativos e controle eletrônico
de derrapagem eram novidades da versão Speciale, de 2013

 

Para prestigiar os clientes chineses, a Ferrari anunciava em abril de 2012 uma série limitada do 458 Italia em comemoração a seus 20 anos de atividades na China. A 20th Anniversary Special Edition, de 20 unidades, vinha em vermelho com rodas douradas e faixa longitudinal preta e dourada do capô dianteiro à traseira, com motivos relacionados aos dragões da mitologia chinesa. O motor não tinha alterações.

 

 

A versão Speciale (especial em italiano) do 458 aparecia no Salão de Frankfurt de 2013 com modificações técnicas. O motor V8 agora fornecia 605 cv (135 cv/l, novo recorde para aspirados) com o mesmo torque e, com relação peso-potência de apenas 2,1 kg/cv, o carro acelerava de 0 a 100 em três segundos e até os 200 em 9,1 s. Frente e traseira recebiam anexos aerodinâmicos ativos, que se moviam para produzir sustentação negativa em alta velocidade.

O controle eletrônico do ângulo de derrapagem, que atuava sobre o controle de tração e o diferencial, distribuía a potência entre as rodas traseiras do modo mais favorável à estabilidade em curvas. No Salão de Paris de 2014 o 458 Speciale ganhava sua opção A ou Aperta (aberta), com 50 kg a mais que o fechado, mas capaz da mesma aceleração.

 

Ferrari 458 Speciale Aperta
Ferrari 458 Speciale Aperta
 
O Speciale Aperta é a mais recente de uma longa série de Ferraris V8:
o que o futuro reserva para esses esportivos tão carismáticos?

 

As novidades convenceram a Road & Track: “Imagine um 458 ainda mais firme na frente, ainda mais estável na traseira e que soa ainda mais selvagem enquanto ruma para o número 9 no conta-giros. Parece um pouco assustador? Não é. O novo controle de escorregamento lateral ajuda motoristas comuns a fazer coisas extraordinárias com seu 458 em completa segurança. Isso significa menos intervenções do ESP, que consomem tempo, e a chance de fazer alguns drifts com as quatro rodas ao estilo Fangio, mesmo para motoristas sem graduação de Fórmula 1”.

Mais de 40 anos desde o lançamento do pioneiro Dino 308 GT4, a série de carros esporte com motor central-traseiro da Ferrari continua no centro das atenções. Mais que automóveis potentes, são carros que conquistam pelo estilo, empolgam pelo ronco e cativam pelo comportamento — e guardam um dos emblemas mais famosos e carismáticos do mundo automobilístico.

Mais Carros do Passado

 

Ficha técnica

308 GTB Quattrovalvole (1982)

348 TB (1990)

F355 Berlinetta (1994)

MOTOR
Posição e cilindros central-traseiro transversal, 8 em V central-traseiro longitudinal, 8 em V
Comando e válvulas por cilindro duplo nos cabeçotes, 4 duplo nos cabeçotes, 5
Diâmetro e curso 81 x 71 mm 85 x 75 mm 85 x 77 mm
Cilindrada 2.927 cm³ 3.405 cm³ 3.496 cm³
Taxa de compressão 9,2:1 10,4:1 11:1
Potência máxima 240 cv a 7.000 rpm 300 cv a 7.200 rpm 380 cv a 8.250 rpm
Torque máximo 26,5 m.kgf a 5.000 rpm 33,0 m.kgf a 4.200 rpm 37,0 m.kgf a 6.000 rpm
Alimentação injeção multiponto
TRANSMISSÃO
Tipo de câmbio e marchas manual, 5 manual, 6
Tração traseira
FREIOS
Dianteiros a disco ventilado
Traseiros a disco ventilado
Antitravamento (ABS) não sim
SUSPENSÃO
Dianteira independente, braços sobrepostos
Traseira independente, braços sobrepostos
RODAS
Pneus dianteiros 205/55 R 16 215/50 R 17 225/40 R 18
Pneus traseiros 225/50 R 16 255/50 R 17 265/40 R 18
DIMENSÕES
Comprimento 4,23 m 4,23 m 4,25 m
Entre-eixos 2,34 m 2,45 m
Peso 1.275 kg 1.393 kg 1.350 kg
DESEMPENHO
Velocidade máxima 255 km/h 275 km/h 295 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h ND 5,6 s 4,7 s
ND = não disponível

 

360 Challenge Stradale (2003)

F430 Scuderia (2008)

458 Speciale (2014)

MOTOR
Posição e cilindros central-traseiro longitudinal, 8 em V
Comando e válvulas por cilindro duplo nos cabeçotes, 5 duplo nos cabeçotes, 4
Diâmetro e curso 85 x 79 mm 92 x 81 mm 94 x 81 mm
Cilindrada 3.586 cm³ 4.308 cm³ 4.497 cm³
Taxa de compressão 11,2:1 11,9:1 14:1
Potência máxima 425 cv a 8.500 rpm 510 cv a 8.500 rpm 605 cv a 9.000 rpm
Torque máximo 38,0 m.kgf a 4.750 rpm 47,9 m.kgf a 5.250 rpm 55,1 m.kgf a 6.000 rpm
Alimentação injeção multiponto
TRANSMISSÃO
Tipo de câmbio e marchas manual ou manual automatizado, 6 automatizado de dupla embreagem, 7
Tração traseira
FREIOS
Dianteiros a disco ventilado a disco de carbono-cerâmica
Traseiros a disco ventilado a disco de carbono-cerâmica
Antitravamento (ABS) sim
SUSPENSÃO
Dianteira independente, braços sobrepostos
Traseira independente, braços sobrepostos
RODAS
Pneus dianteiros 225/35 R 19 235/35 R 19 245/35 R 20
Pneus traseiros 285/35 R 19 285/35 R 19 305/30 R 20
DIMENSÕES
Comprimento 4,48 m 4,51 m 4,57 m
Entre-eixos 2,60 m 2,60 m 2,65 m
Peso 1.270 kg 1.450 kg 1.395 kg
DESEMPENHO
Velocidade máxima 300 km/h 315 km/h 325 km/h
Aceleração de 0 a 100 km/h 4,1 s 3,7 s 3,0 s