VW Virtus chega ao décimo mercado de exportação

 

O Volkswagen Virtus fabricado no Brasil chega ao México, seu décimo mercado de exportação, depois de Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Curaçau, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai. Os mexicanos recebem a versão Comfortline com motor MSI de 1,6 litro a gasolina, com 110 cv, e transmissão manual ou automática.

 

 

Lá ele se posiciona entre o Vento, um antigo Polo sedã importado da Índia, e o novo Jetta de produção local. Os itens de série incluem bolsas infláveis laterais, controle de estabilidade, frenagem pós-colisão, controlador de velocidade e central de áudio com tela de 6,5 pol e integração a celular. Os preços começam em 276 mil pesos (R$ 55, mil) para o manual e 296 mil pesos (R$ 59,5 mil) para o automático.

A Volkswagen é hoje a maior exportadora de veículos da história do Brasil, com mais de 3,9 milhões de unidades enviadas para 147 países. No primeiro semestre a empresa foi responsável por 25% das exportações de automóveis e comerciais leves a partir do País.

Texto da equipe – Foto: divulgação