VW mantém nome Bora em novo sedã médio chinês

 

Depois do novo Santana, a Volkswagen (por meio da FAW VW, uma das marcas que representam a alemã na China) apresenta outra geração do Bora, mais um sedã médio para o mercado do país asiático. Apesar da semelhança de aparência, não se trata de uma variação do Santana: as formas diferem até mesmo na região central, como as portas, e o Bora tem uma linha mais vertical nas colunas traseiras.

 

 

São projetos diversos também na plataforma: enquanto o Santana usa uma versão ampliada da mais moderna arquitetura PQ25, a mesma do novo Polo europeu, no Bora foi mantida a antiga PQ34 do Golf de quarta geração (como ainda é feito no Brasil) e do sedã Bora que tivemos aqui. O motor do novo sedã é o eficiente turbo de 1,4 litro e 122 cv que temos no Audi A1, dotado de parada/partida automática e associado a câmbio manual de seis marchas ou automatizado de dupla embreagem.

 

Texto: Fabrício Samahá – Foto: divulgação