Toyota Supra: detalhes do novo esportivo com 340 cv

 

O Toyota Supra está de volta depois de 16 anos de ausência (20 no caso dos Estados Unidos), mas um tanto diferente. O GR Supra lançado no Salão de Detroit combina um estilo inspirado no do conceito FT-1, de 2014, ao motor B58 turbo de seis cilindros em linha e 3,0 litros da BMW — o projeto foi desenvolvido em parceria com os bávaros, que dele extraíram o novo Z4, e ambos sairão da fábrica austríaca da Magna Steyr. Potência e torque, 340 cv e 51 m.kgf, são os mesmos do Z4 M40i e a aceleração de 0 a 100 km/h requer 4,3 segundos. No mercado japonês há opção pelo quatro-cilindros turbo de 2,0 litros em duas versões: SZ com 197 cv e 32,6 m.kgf e SZ-R com 258 cv e 40,8 m.kgf.

 

 

Em comum ao BMW, o esportivo da Toyota tem também a caixa automática ZF de oito marchas nas três versões (manual não está prevista), a central de áudio com tela de 8,8 pol e grande parte da plataforma Cluster Architecture (CLAR), com a mesma distância entre eixos de 2,47 metros e divisão de massas com cerca de 50% por eixo (o peso é de 1.545 kg). A carroceria usa capô e folhas de portas de alumínio e tampa traseira de compósito. A suspensão usa amortecedores com controle eletrônico e as rodas são de 19 pol. Nos EUA será oferecida a série de lançamento Launch Edition, de 1.500 unidades, com plaqueta no painel e detalhes de acabamento.

Mais novidades do Salão de Detroit 2019

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação