Ford Mustang Shelby GT 350: detalhes do V8 de 533 cv

Ford Mustang Shelby GT350 01

 

A Ford divulgou detalhes do novo motor V8 de 5,2 litros que equipa as versões Shelby GT 350 (de rua) e GT 350 R (para competição) do Mustang. Não se trata de uma variação do conhecido V8 de 5,0 litros do Mustang GT, mas de um projeto iniciado do zero e que obteve números muito expressivos: potência de 533 cv (526 hp) a 7.500 rpm e torque de 59,2 m.kgf a 4.750 rpm com aspiração natural, ou seja, 103,2 cv por litro (são exatos 5.163 cm³). É o motor aspirado mais potente da história da Ford. Com regime máximo de 8.250 rpm, ele produz 90% do torque máximo de 3.450 a 7.000 rpm.

 

 

Uma peculiaridade do novo V8 é o uso de virabrequim plano, mais comum em motores V12 como os de alguns Ferraris. No arranjo tradicional de um V8 as bielas conectam-se ao virabrequim em intervalos de 90 graus, enquanto o motor do Shelby usa intervalos de 180 graus. Além de produzir um som diferenciado, esse arranjo contribui para separar os pulsos de gases de escapamento, pois a ordem de ignição pode ser definida de maneira mais alternada entre as bancadas de cilindros.

Outras características do motor são taxa de compressão alta (12:1), o maior corpo de borboleta já usado em uma unidade Ford (87 mm) e bloco de alumínio. Ele está associado a um câmbio manual de seis marchas, o único oferecido nessas versões. O GT 350 vem ainda com ajuste de amortecedores Magne Ride, controle eletrônico que atua sobre a carga magnética do fluido. O GT 350 R acrescenta um grande aerofólio traseiro e descarta equipamentos como ar-condicionado, sistema de áudio, banco traseiro e carpetes para reduzir o peso em 130 kg.

 

 

 

Shelby GT 350

 

Shelby GT 350 R

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação