Subaru Legacy ganha turbo e muda mais do que parece

 

O Subaru Legacy 2020 pode parecer um mero retoque sobre o anterior, mas não é: toda a carroceria foi redesenhada e há importantes evoluções técnicas no sedã, que concorre com Honda Accord, Ford Fusion, Toyota Camry e VW Passat, entre outros. A maior é o motor turbo de 2,4 litros e 260 cv com torque de 38,2 m.kgf — de quatro cilindros opostos, como é habitual na marca — em opção ao aspirado de 2,5 litros e 182 cv. A estrutura está 70% mais rígida contra torção e o centro de gravidade foi rebaixado. Com transmissão CVT, o turbo o leva de 0 a 96 km/h em 6,1 segundos.

 

 

Chama atenção também a central de áudio com tela vertical de 11,6 pol. O interior traz ainda bancos de couro Nappa na versão Touring, roteamento de internet, bancos dianteiros ventilados e sistema de áudio Harman/Kardon, de acordo com a versão. Assistências ao motorista monitoram sua atenção, as faixas da via, pontos cegos e tráfego cruzado em marcha à ré.

Mais novidades do Salão de Chicago 2019

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação