Smart completa 20 anos: veja histórico do minicarro

O Smart faz 20 anos, tendo entrado em produção em julho de 1998 após a apresentação no Salão de Frankfurt do ano anterior. De início chamado de City Coupé (acima) e mais tarde de Fortwo, o pequeno modelo de dois lugares nasceu da cooperação entre a Daimler-Benz (dos Mercedes) e Nicolas G. Hayek, inventor do relógio Swatch, por meio da Micro Compact Car sediada em Biel, na Suíça. Confira um breve histórico do carrinho.

 

1998 – Começa em julho a produção do City Coupé em Hambach, na França. Seu estilo segue ideias dos conceitos Eco-Speedster (acima) e Eco-Sprinter de 1993. Com apenas 2,5 metros de comprimento, usa motor turbo de 600 cm³ com 45 ou 55 cv, tem bolsas infláveis laterais e embreagem automática. No mesmo ano a Smart torna-se subsidiária da Daimler, sem participação de Hayek.

 

 

• 1999 – A linha cresce com o Cabrio (com teto retrátil), o menor conversível da Europa, e o motor CDI turbodiesel, capaz de 30 km/l.

• 2001 – O conceito Tridion 4 propõe um modelo de quatro lugares. Daria origem ao Forfour.

 

• 2002 – Revelado como conceito no ano anterior, entra em linha o Smart Crossblade, modelo aberto esportivo sem teto, portas ou para-brisa.

 

• 2003 – Chegam o Smart Roadster (acima) e o Roadster Coupé. O modelo original, renomeado Fortwo, muda de visual e ganha motor de 700 cm³ e 61 cv. Sua versão Brabus, da conhecida preparadora de Mercedes, oferece 98 cv.

 

• 2004 – Lançamento do Smart Forfour (acima), de quatro lugares, desenvolvido com a Mitsubishi e feito nos Países Baixos por apenas dois anos.

• 2005 – O conceito Smart Crosstown propõe mecânica híbrida gasolina/elétrica. Outras ideias são um Fortwo diesel/elétrico e um a gás natural.

• 2006 – O Smart Formore vem com estilo “aventureiro”. A intenção de produzi-lo no Brasil não se concretizou.

 

• 2007 – O Fortwo passa à segunda geração (acima) com maior entre-eixos, segurança aprimorada e motores de 61, 71 e 84 cv, além do diesel de 45 cv. A versão de 71 cv é a MHD ou Micro Hybrid Drive, com parada/partida automática do motor.

• 2008 – O Smart chega aos Estados Unidos.

 

 

• 2009 – Começam as vendas na China. Ele estreia também no Brasil (leia nossa avaliação) e recebe versão elétrica.

2010 – Retoques visuais e interior revisto.

 

• 2011 – O conceito Smart Forspeed (à esquerda) sugere esportividade, sem teto ou vidros laterais. Usa motor elétrico. Outro estudo, o Forvision (à direita), adota tecnologia Basf de células solares orgânicas, rodas de plástico e outras soluções para reduzir o consumo.

 

• 2012For-us é um conceito com motor elétrico e jeito de bugue. Outro estudo é o Forstars (à esquerda), um dois-lugares com ar robusto e teto envidraçado. O Fortwo ganha retoques visuais e uma versão elétrica aprimorada.

• 2013 – Mais um conceito, o Fourjoy (à direita), com quatro lugares e sem teto.

 

• 2014 – O Fortwo chega à terceira geração e adota motores de 60, 71 e 90 cv, com opção de caixa automatizada de dupla embreagem. O novo Forfour, agora com motor traseiro como o Fortwo, é projetado em parceria com a Renault, que faria seu Twingo.

• 2015 – O novo Fortwo ganha versão Cabrio.

 

• 2016 – A versão Brabus (à esquerda o Forfour) aparece com 109 cv e suspensão esportiva.

• 2017 – Chega o novo Smart Electric Drive com 81 cv, também disponível para o Forfour. O conceito Vision EQ Fortwo (à direita) propõe condução autônoma. Em 2020 a empresa venderá o modelo apenas com motor elétrico.

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação