“BMW do povo” inspira Nissan IDX Freeflow e Nismo

Nissan IDX Freeflow e Nismo 01

 

Salão de TóquioLançado em 1967 como uma versão do Nissan Bluebird para os Estados Unidos, o Datsun 510 ficou conhecido como “BMW do povo” por seus atributos dinâmicos em um carro compacto e acessível. A Nissan parece ter buscado nesse modelo a inspiração para o conceito IDX Freeflow e sua versão esportiva IDX Nismo, ambos revelados no Salão de Tóquio.

O estilo nostálgico é evidente no Freeflow, com sua frente de quatro faróis circulares, as linhas retas e angulosas, os retrovisores avançados (lembrando a época em que a lei japonesa os exigia nas laterais do capô), as lanternas horizontais e até o desenho das rodas. O mesmo se aplica a elementos internos como o volante e o velocímetro sobre a coluna de direção, em contraste a detalhes modernos e à ampla tela do centro do painel. O IDX tem quatro lugares e cerca de 4,1 metros de comprimento. A Nissan não informa sobre mecânica, mas aponta que um carro como esse poderia ter motor entre 1,2 e 1,5 litro com câmbio de variação contínua (CVT).

 

 

O Nismo (Nissan Motorsport, divisão esportiva da marca) segue o mesmo desenho, mas adota outros faróis, defletores dianteiro e de teto, saídas de escapamento laterais, rodas de 19 pol com pneus 225/40 e algumas seções da carroceria em fibra de carbono com seu aspecto original. O interior é bastante esportivo, até mesmo com cintos de competição, e a tela central chega a informar se o dia está ensolarado e a pista seca. Alavancas junto ao volante comandam as trocas entre as seis marchas “virtuais” do câmbio CVT. Esse IDX teria motor de 1,6 litro com turbo.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação