Salão: GM lança Trailblazer e traz Easytronic de volta

 

Se o destaque da General Motors no Salão é a estreia do Onix, há outro lançamento entre os utilitários esporte: o Trailblazer que vem a mercado preencher a vaga deixada pelo Blazer. Assim como este era derivado da primeira geração da S10, o novo carro é derivado da nova geração da picape, tendo sido lançado antes na Tailândia. É um modelo volumoso com seus 4,88 m de comprimento por 1,90 m de largura. O interior apresenta três fileiras de bancos, permitindo a acomodação de sete pessoas, sendo que as fileiras do meio e de trás são rebatíveis para aumento da capacidade de carga para até 1.830 litros.

 

 

Os motores são um V6 a gasolina de 3,6 litros com 239 cv e um quatro-cilindros turbodiesel de 2,8 litros e 180 cv. As linhas seguem o novo padrão familiar da linha Chevrolet. Por enquanto haverá uma versão única, LTZ, com tração 4×2 (gasolina) e 4×4 (turbodiesel) e o mesmo conteúdo nos dois casos: controles de tração e estabilidade, ar-condicionado digital, freios antitravamento, computador de bordo, controlador de velocidade, rodas de 18 pol com pneus 265/60 e sistema de áudio com Bluetooth.

A GM também expõe no evento o Camaro ZL1 Carbon, com motor V8 de 557 cv e itens de fibra de carbono; o Agile com caixa manual automatizada Easytronic, opção que retorna ao mercado depois do fracasso de seu uso na Meriva; o sedã Malibu de nova geração, ainda sem anúncio de chegar ao Brasil, onde concorreria com o novo Ford Fusion; e versões personalizadas do Celta e (acredite) do Classic.

 

Texto: José Geraldo Fonseca – Fotos: Fabrício Samahá (Agile: divulgação)