Renault quer 10% do mercado em 2022; Fluence sai

 

A Renault anunciou ontem (8) seus planos para a América Latina até 2022, ano em que a marca francesa espera alcançar 600 mil unidades vendidas no Brasil e 10% de participação do mercado. Entre as prováveis novidades para os próximos anos estão a picape média Alaskan (2018), o novo Duster revelado na Europa (previsto para 2019) e renovações para Logan e Sandero, com desenvolvimento cada vez maior pelo centro de Design local.

 

 

Foi confirmado também o fim das vendas do Fluence tão logo acabem em estoques. O sedã médio lançado em 2011 tem sido oferecido nas versões Dynamique Plus (R$ 99.530) e Privilège (R$ 108.300), com motor de 2,0 litros e transmissão CVT, e alcançado vendas modestas: menos de 900 unidades no acumulado de janeiro a outubro. Sua produção é na Argentina, onde o mercado pode receber o Mégane sedã de terceira geração. Para o Brasil, porém, a Renault descarta essa alternativa.

 

Novo Duster

 

Alaskan

 

Fluence

Texto da equipe – Fotos: divulgação