Renault comemora 20 anos de fabricação no Paraná

 

A Renault completou 20 anos de fabricação no Brasil nesta terça-feira (4). A ocasião foi marcada por um evento que reuniu cerca de 7 mil pessoas no Complexo Ayrton Senna, no Paraná. Desde o início de sua produção no país, em 4 de dezembro de 1998, a Renault já fabricou mais de 3 milhões de veículos e 4 milhões de motores.

 

 

A empresa hoje possui quatro fábricas no complexo paranaense: Curitiba Veículos de Passeio (CVP), Curitiba Motores (CMO), Curitiba Veículos Utilitários (CVU) e Curitiba Injeção de Alumínio (CIA). Além disso, o complexo comporta um centro de engenharia, com cerca de 1.000 engenheiros voltados para a área de Pesquisa e Desenvolvimento. A Renault também mantém em São Paulo um escritório administrativo e um Centro de Design.

Operando em três turnos, a marca fabrica sete veículos no país: Kwid, Sandero, Logan, Duster, Duster Oroch, Captur e o comercial leve Master, além dos motores SCE de 1,0 e 1,6 litro. A marca tem um quadro de 7.300 colaboradores no Brasil, além de gerar cerca de 25 mil empregos indiretos no Paraná.

 

 

Linha do tempo

• 1996 – Pedra fundamental do Complexo.

• 1998 – Inauguração e lançamento da minivan Scénic (acima).

• 1999 – Operação da fábrica de motores com o 1,6 16V. Lançamento do Clio.

• 2001 – Começo da fábrica de utilitários, primeira unidade industrial da Aliança Renault-Nissan em todo o mundo.

• 2006 – Início de produção do Mégane.

• 2007 – Lançamento do Logan.

• 2008 – Estreia do Sandero.

• 2011 – Lançamento do Duster.

• 2012 – Expansão da capacidade produtiva de 280 mil para 380 mil veículos por ano.

• 2015 – Estreia da picape Duster Oroch.

• 2017 – Começo da produção do Kwid e do Captur.

• 2018 – Inauguração da Curitiba Injeção de Alumínio (CIA), responsável pela produção de cabeçotes e blocos em alumínio para os motores SCE.

Fotos: divulgação