Próximo Audi A3: mais potência, tecnologia e híbridos

 

A Audi lança nos próximos dois anos uma ampla família de modelos a partir da nova (e quarta) geração do A3. Além dos atuais hatch e sedã (entre o começo e o meio de 2020) e dos esportivos S3 (fim de 2020) e RS3 (começo de 2021), o médio terá uma opção liftback e uma “aventureira”. A revista inglesa Autocar traz detalhes do que a marca de Ingolstadt está preparando (as fotos são do carro atual).

 

 

Dentro da filosofia da Audi, o novo A3 não deve revolucionar em desenho, mas evoluir o tema do atual, ganhando arcos e volumes nos para-lamas como se vê no Q5, por exemplo. Entre-eixos e bitolas vão crescer, assim como o espaço para bagagem. Fontes da marca revelam que o interior será seu ponto de destaque, com acabamento refinado e recursos inéditos na categoria como os de assistência ao motorista. A plataforma MQB do grupo Volkswagen ganha maior uso de alumínio para aumentar a rigidez e reduzir o peso.

 

 

A arquitetura também prevê mecânicas híbridas, tanto do tipo leve (auxílio elétrico que não move o carro) quanto recarregável em fonte externa (plug-in). No primeiro caso, o sistema de 48 volts promove ganhos de desempenho e economia aos motores a gasolina, que incluem unidades conhecidas de 1,5 e 2,0 litros. As opções de diesel, gás natural, transmissão S-Tronic de dupla embreagem e tração integral continuam. O S3 deve chegar a 330 cv no motor turbo de 2,0 litros, enquanto o RS3 pode superar 400 cv — na mesma unidade ou em uma evolução do atual 2,5 de cinco cilindros. Nessas versões a tração integral deve permitir que apenas as rodas traseiras tracionem em um modo esportivo, como no novo Mercedes-AMG A45.

Pela baixa demanda, o A3 de três portas e o conversível não devem ter sucessores. A linha terá no fim de 2021 o A3 Allroad, um hatch com estilo “aventureiro”. Carroceria inédita prevista pela Autocar para o mesmo ano é o liftback, um cinco-portas com vidro traseiro mais para a horizontal, como nos A5 e A7 Sportback. A ideia é competir com o Mercedes-Benz CLA com um desenho mais elegante e esportivo, talvez abrindo mão de algum espaço no banco traseiro.

Texto da equipe – Fotos: divulgação