Picape baseada no Ford Focus seria testada na Austrália

 

A Ford pode voltar ao mercado de picapes derivadas de automóveis com um modelo baseado no Focus. Esse tipo de veículo, popular no Brasil, já foi também na Austrália: ela mesma fez por 55 anos a Ute baseada no Falcon. A revista australiana Wheels relata ter visto documentos do campo de provas da Ford em You Yangs, perto de Melbourne, sobre um utilitário com o código P758, baseado na plataforma C2 hoje em uso pelo Focus e dotado de motor de 2,0 litros com caixa automática de oito marchas.

 

 

Ainda não se sabe qual o destino do projeto, nem se a derivação do Focus ficará aparente no desenho da futura picape ou se será apenas um compartilhamento parcial de plataforma, como ocorre aqui entre a Fiat Toro e os Jeeps Renegade e Compass. Mas a descrição do P758 é coerente com os planos anunciados no ano passado, nos Estados Unidos, de a Ford oferecer uma picape menor que a Ranger e similar em concepção à Toro, ou seja, com estrutura monobloco em vez de carroceria sobre chassi e tração dianteira como padrão. Nesse cenário, tomar o Focus como ponto de partida faz sentido.

 

 

Vale lembrar que a Ford tem boa experiência com picapes derivadas de carros. Além da Falcon Ute australiana (acima) e da Courier brasileira (no alto) com base no Fiesta, fabricada de 1997 a 2013, ela fez nos EUA a Ranchero (de 1960 a 1979 em várias gerações), no Brasil a Pampa com base no Corcel II (de 1982 a 1996) e na África do Sul três gerações da Bantam: derivada do Escort de 1983 a 1990, do Mazda 323 desse ano até 2001 e do Fiesta de 2002 a 2009. Houve ainda a P-100, de 1971 a 1993, baseada no Cortina e depois no Sierra.

E onde seria vendida a nova picape? O mercado norte-americano parece um bom destino, por seu grande mercado para esses veículos, embora os raros modelos monobloco (caso da Honda Ridgeline) ainda não alcancem grandes vendas. A própria Austrália pode estar nos planos, desde que o projeto seja global e não mais específico do país como foi a Falcon Ute. De resto, diante do êxito da Toro, seria interessante ver a Ford oferecer uma adversária para ela no Brasil.

Texto da equipe – Fotos: divulgação