Latin NCap: Chevrolet Onix zera em teste de colisão

 

Zero estrela no teste de impacto: esse foi o grave resultado do Chevrolet Onix, carro mais vendido do Brasil, no teste do instituto independente de segurança Latin NCap. O Onix zerou em pontos na segurança do passageiro adulto e obteve 27,38 (entre 49 possíveis) na proteção do passageiro criança.

Segundo o Latin NCap, houve boa proteção da cabeça e do pescoço no impacto frontal, mas “os sistemas de retenção [cintos e bolsas infláveis] proporcionaram proteção fraca ao peito do motorista. Foram observadas estruturas perigosas na zona do painel, que poderiam impactar os joelhos do motorista e do acompanhante. O chão da área dos pés do motorista se abriu após o impacto. A estrutura do habitáculo foi considerada estável no impacto frontal”. Dotado apenas de bolsas infláveis frontais, o carro tem pretensores para cintos só do lado do motorista.

 

 

No impacto lateral o Onix registrou “proteção adequada para a cabeça e a pélvis, proteção marginal para o abdome e pobre para o peito, explicando o resultado de zero estrela. O veículo mostrou uma penetração alta da barreira móvel que provocou um alto deslocamento do pilar B e do banco dos passageiros”. O impacto lateral de poste não foi realizado.

O teste do Onix foi comparado aos de Fiat Palio e Peugeot 208, concorrentes que também passaram pelo impacto lateral desde 2016: “O Onix foi o único que registrou valores que ultrapassam os limites biomecânicos permitidos para o peito no teste de colisão.A respeito da segurança estrutural dos três modelos, o Fiat Palio tem o melhor desempenho estrutural em colisão lateral, seguido do Peugeot 208, que não conta com barras laterais nas portas”.

“No Onix, o desempenho estrutural no impacto lateral divulgou um deslocamento (penetração) do pilar B na cabine significativamente maior que nos outros dois veículos”, continua a análise. “Provavelmente, devido a seu pobre desempenho estrutural, a situação não mudaria nem mesmo incluindo airbags laterais. Ainda mais, a porta traseira do Onix se abriu no teste, um alto risco para os ocupantes criança”.

Confira abaixo o vídeo do impacto.

 

Nossa opinião

O resultado do Onix fala por si só quanto à importância que o maior fabricante do País dá à segurança dos compradores do carro mais vendido do mercado.

O Best Cars, porém, gostaria de questionar por que tão poucos carros nacionais têm sido testados pelo instituto. Nos últimos anos, o Latin NCap tem ocupado parte de seu trabalho com testes de modelos sem bolsas infláveis (não disponíveis no Brasil), que já se sabe que obtêm nota zero, e com testes de modelos importados que já tiveram aprovação em testes em outros países, como Seats fabricados na Europa.

Entendemos que o Brasil não seja prioridade para o instituto. Entretanto, opinamos que o Latin NCap precisa rever seus critérios e priorizar modelos de grande volume de vendas no País, para cumprir com mais eficácia sua missão de obter carros mais seguros.

 

 

Texto da equipe – Fotos e vídeo: divulgação