Pequenos em Frankfurt têm elétricos e até carro voador

Não só de grandes marcas vive o Salão de Frankfurt: aqui e ali, pequenos fabricantes ou empresas ainda em implantação mostram projetos (uns mais ousados, outros nem tanto) que buscam interesse do público e/ou de investidores. Veja quatro exemplos.

 

Aeromobil

Um carro capaz de voar é ideia antiga. O Aeromobil é um projeto eslovaco que usa carroceria de compósito de carbono e motor elétrico para uso em terra, onde promete autonomia de 700 km. Após uma rápida conversão, ele está pronto para alcançar os céus com um motor boxer de 2,0 litros e 300 cv e autonomia de 750 km no ar. A empresa pretende aceitar encomendas no próximo ano e começar as entregas em 2020.

 

Aspark Owl

O supercarro japonês Aspark Owl anuncia 1.000 cv em dois motores elétricos, que o levariam de 0 a 100 km/h em menos de 2 segundos, segundo o fabricante, com máxima de 280 km/h. Com carroceria de fibra de carbono, ele deve chegar ao mercado em 2019. Resta saber se alguém pagará os 3,5 milhões de Euros previstos, mais que o preço de um Bugatti Chiron.

 

 

Wey XEV

A marca Wey foi lançada este ano, mas vem de um grande grupo, o chinês Great Wall. A nova divisão dedicada a utilitários esporte de luxo mostra o XEV, modelo conceitual híbrido, e sinaliza intenção de alcançar os Estados Unidos. O motor a gasolina aciona as rodas dianteiras, e o elétrico, as traseiras.

 

Thunder Power SUV

Outro SUV ousado, dessa vez com propulsão elétrica, vem de um fabricante de Hong Kong. As portas traseiras abrem-se para trás, o que dá amplo acesso ao luxuoso interior, e o painel simula uma enorme tela. Autonomia anunciada de 650 km

Texto da equipe – Fotos: divulgação