Pagani Huayra: supercarro de 764 cv perde teto

 

O Pagani Huayra ganha sua versão Roadster, ou conversível, no Salão de Genebra. A fábrica italiana de supercarros não apenas removeu o teto rígido: com extenso reestudo da estrutura, foi possível deixar a nova versão 80 kg mais leve (1.280 kg) que a fechada e ainda aumentar sua rigidez torcional, o oposto do que costuma acontecer. Parte do trabalho foi o emprego de uma liga especial de alumínio em componentes da suspensão.

 

 

Dois tipos de capota estão disponíveis: de fibra de carbono com vidro, que deixa o Roadster parecido com o modelo normal, e de carbono e tecido para armazenamento no próprio carro. Como no Huayra fechado, o motor Mercedes-AMG V12 biturbo de 6,0 litros fornece potência de 764 cv e torque de mais de 102 m.kgf, entregues à caixa Xtrac automatizada de sete marchas e dali às rodas traseiras.

Outras alterações são freios Brembo de carbono-cerâmica, novos pneus Pirelli de 20 pol na frente e 21 pol atrás e controle de estabilidade com cinco modos de uso (Wet, Comfort, Sport, Race e desligado). A produção está limitada a 100 exemplares ao preço unitário de 2,28 milhões de Euros.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação