Novo Duster que será brasileiro recebe 1,0-litro turbo

 

O novo Dacia Duster europeu (como é chamado no país de origem, a Romênia, e em outros mercados) ganha uma versão de 1,0 litro. O motor TCE 100, que substitui o SCE 115 aspirado de 1,6 litro, é um três-cilindros com turbo, 100 cv e torque de 16,3 m.kgf e vem associado a caixa manual e tração dianteira. A marca do grupo Renault anuncia aumento de torque em baixa rotação e redução em 18% no consumo médio e na emissão de CO2, mas a aceleração está mais lenta: 0 a 100 km/h em 12,5 segundos ante 11,9 s do anterior.

 

 

 

Outras opções do Duster são TCE 130 e 150 a gasolina e Blue DCI 95 e 115 a diesel, em que o número sempre indica a potência aproximada. O Brasil deve passar a fabricar o novo Duster sob a marca Renault no primeiro semestre de 2020, com o mesmo desenho do europeu, mas dotado de motor 1,3-litro turbo e transmissão CVT.

Texto da equipe – Fotos: divulgação