Novo BMW X4, com até 360cv, está mais leve e seguro

 

Parece cedo, mas o BMW X4 lançado em 2014 já muda de geração. O SUV de perfil esportivo está 8 cm mais longo e tem 5 cm a mais entre eixos, mas perdeu até 50 kg de peso, melhorou a aerodinâmica para um Cx 0,30 e rebaixou o centro de gravidade. Em termos de estilo ele parece muito o anterior, mas a comparação aponta mudanças como faróis desconectados da dupla grade, saídas de ar nos para-lamas dianteiros e lanternas traseiras de perfil mais baixo (e que usam leds como os faróis).

 

 

No interior destacam-se o quadro com mostradores configuráveis, que mudam de grafia a conforme o programa de condução selecionado, e a tela do centro do painel, agora maior (10,25 pol), sensível ao toque e a gestos diante dela — permanece o controle multifunção no console. A projeção de informações no para-brisa cresceu em 75%. Os auxílios ao motorista incluem controlador de distância à frente e assistentes de faixa e de estacionamento. A BMW anuncia maior visibilidade com o painel mais baixo e aumento de espaço para as pernas no banco traseiro. O porta-malas passou a 525 litros e vem de série com tampa elétrica.

 

 

O novo X4, de código interno G02, estreia no Salão de Genebra (março) com três versões a gasolina e três a diesel:

• XDrive 20i – 2,0 litros, turbo a gasolina, 184 cv, torque de 29,6 m.kgf
• XDrive 30i – 2,0 litros, turbo a gasolina, 252 cv, 35,7 m.kgf
• M40i – Seis cilindros, 3,0 litros, turbo a gasolina, 360 cv, 51,0 m.kgf
• XDrive 20D – 2,0 litros, turbodiesel, 190 cv, 40,8 m.kgf
• XDrive 25D – 2,0 litros, turbodiesel, 231 cv, 51,0 m.kgf
• M40D – Seis cilindros, 3,0 litros, turbodiesel, 326 cv, 69,4 m.kgf

O mais potente M40i acelera de 0 a 100 km/h em 4,8 segundos e alcança 250 km/h. Tanto nele quanto no M40D, o pacote esportivo abrange suspensão e direção recalibradas, diferencial M Sport e rodas de até 21 pol. Todos usam caixa automática de oito marchas e tração integral.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação