Mercedes revela o Classe A Sedan que virá ao Brasil

Quando anunciamos que o Mercedes-Benz Classe A Sedan virá ao Brasil (importado do México e depois feito em Iracemápolis, SP), o que existia no exterior era sua versão L, de entre-eixos mais longo, apresentada em abril ao mercado chinês. Agora a marca da estrela revela a versão mais curta, a ser fabricada no México ainda este ano e na Alemanha em 2019. É o carro que efetivamente teremos aqui.

 

 

O A Sedan mede 4,55 metros de comprimento e 2,73 m entre eixos, tem porta-malas para 420 litros (que pode ser aberto por movimento do pé sob o para-choque) e tração dianteira ou integral, como no Classe A hatch do qual é derivado. O Cx anunciado, 0,22 na versão mais favorável, é o melhor do mundo em carros de produção e o mesmo do CLA (que tem maior área frontal, o que deixa o A como mais eficiente quando tal fator é considerado).

 

O interior usa amplas telas (de 7 a 10,25 pol) lado a lado, uma como quadro de instrumentos e outra para a central de áudio, que oferece o sistema de controle MBUX (Mercedes-Benz User Experience). Auxílios ao motorista passam por frenagem automática, câmera frontal co alcance de até 500 metros, manutenção de faixa, projeção elevada de informações e comunicação entre veículos, que alerta sobre acidentes na via, por exemplo. Os faróis Multibeam Led, opcionais, usam 18 leds de atuação individual em cada lado.

As versões iniciais do sedã são A 200, com motor turbo a gasolina de 163 cv e torque de 25,5 m.kgf, e A 180 D, com o turbodiesel de 116 cv e 26,5 m.kgf, ambas com caixa automatizada de dupla embreagem e sete marchas. Opções mais potentes devem vir com o tempo. Como habitual na Mercedes, o primeiro ano de produção inclui a Edition 1, série especial com detalhes em tom de cobre por fora e por dentro.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação