Mercedes GLB chega com sete lugares e central MBUX

 

A Mercedes-Benz apresenta a versão de produção do GLB, utilitário esporte médio que apareceu como conceito e com traje fora de estrada no Salão de Xangai, na China, em abril. Esse concorrente de Audi Q3, BMW X1 e Land Rover Discovery Sport vem se situar, como o nome sugere, entre o GLA e o GLC, mas com o diferencial de oferecer até sete lugares, com bancos individuais rebatíveis na terceira fila. Com ou sem os lugares a mais, ele mede 4,63 metros de comprimento e 2,83 m entre eixos.

 

 

O desenho final do GLB segue o do conceito, com linhas simples. O interior, dentro do atuais padrões Mercedes, traz instrumentos em tela configurável e a nova central de áudio MBUX com comandos por voz. As assistências ao motorista são numerosas, como auxílios para trânsito lento (controla aceleração, freios e direção), para mudar de faixa e para estacionar.

 

 

O GLB não será fabricado na Europa, ao menos por enquanto: só em Aguascalientes, no México, e em Pequim, na China. Sua arquitetura é de tração dianteira, como no GLA, com opção por tração integral com repartição variável de torque entre os eixos. A Mercedes ainda não detalhou os motores, que são de quatro cilindros a gasolina (1,3 litro no GLB 200 e 2,0 litros no GLB 250) e a diesel (2,0 litros no GLB 200 D e no 220 D), sempre com turbo, com opção de transmissão de dupla embreagem e oito marchas.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação