Mercedes EQA, hatch elétrico para a faixa do Classe A

 

Se você não gosta de carros elétricos, passe longe do Salão de Frankfurt: quase todos os fabricantes expõem conceitos com esse tipo de propulsão, que será uma das opções a partir de 2040 em alguns mercados europeus quando os motores a combustão forem banidos. No caso da Mercedes-Benz, o conceito EQA propõe um hatch três-portas elétrico e de estilo atraente para o segmento do atual Classe A.

 

 

 

Com dois motores elétricos que somam 272 cv, o EQA obtém tração integral com divisão variável do torque entre os eixos. A bateria prevê autonomia de 400 km. A grade dianteira, um painel decorativo que não admite ar, pode assumir diferentes estilos, de uma barra destacando a estrela central até uma série de linhas, como na clássica grade Panamericana (também usada no atual AMG GT R). O EQA não será, porém, o primeiro modelo de produção desenhado para motor elétrico na marca: em 2019 chega ao mercado o utilitário esporte EQC, previsto pelo conceito Generation EQ do ano passado.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação