Mercedes E 63 AMG: 585 cv e tração integral

 

A Mercedes-Benz não poderia deixar a linha Classe E sem a versão de alto desempenho E 63 AMG. Assim, pouco depois de revelar o novo estilo do sedã e da perua (modelos que foram seguidos pelo cupê e o conversível), a marca da estrela anuncia a versão AMG para 2014, com lançamento nos próximos dias no Salão de Detroit.

O visual imponente da seção dianteira obteve melhor adequação nesses esportivos, já que as grandes tomadas de ar do para-choque haviam dividido opiniões nos modelos mais “comportados”. No E 63 AMG as entradas são ainda maiores e se combinam a elementos como rodas de até 19 pol (com pneus 255/35 na frente e 285/30 atrás), saias laterais e quatro saídas de escapamento. O interior repete o tema esportivo com bancos mais envolventes e volante com base chata que combina couro e camurça sintética.

 

 

Mas as novidades vão além. Ao lado do E 63 AMG convencional (se é que cabe tal adjetivo), surge a opção S-Model, na qual o motor V8 de 5,5 litros com dois turbos desenvolve mais potência e torque: 585 cv e 81,6 m.kgf, contra 557 cv e 72,4 m.kgf (eram 525 cv e 70,4 m.kgf no modelo produzido até então). E pela primeira vez o E 63 AMG oferece a opção da tração integral 4Matic, que promete tornar mais fácil a aplicação de potência ao solo, sobretudo em regiões de inverno rigoroso, embora possa tirar um pouco da diversão dos motoristas mais habilidosos.

A divisão de torque, com 67% para o eixo posterior, assegura que o comportamento ainda será parecido ao da versão de tração traseira, mas há o recurso adicional da vetorização de torque: as rodas do mesmo eixo podem receber diferentes percentuais da potência para aumentar a capacidade de curva, afastando a intervenção do controle de estabilidade. A 4Matic é padrão no S-Model e opcional para o E 63 básico.

 

 

Como anda o novo AMG? Anda muito: de 0 a 100 km/h em 3,6 segundos no caso do S-Model, que mantém a velocidade máxima limitada a 250 km/h. Em ambas as versões, o único câmbio oferecido pela preparadora de Affalterbach é um automático de sete marchas, dotado de quatro modos de uso (eficiente, esportivo, mais esportivo e manual) e de assistente para largada rápida.

O pacote do E 63 AMG, que é oferecido como sedã e perua, inclui ainda suspensão com molas e ar e controle eletrônico em três programas (conforto, esportivo e mais esportivo), direção mais rápida e a opção de freios a disco de carbono-cerâmica. Como opcionais a Mercedes oferece detalhes externos em fibra de carbono, rodas forjadas, acabamento interno Designo e sistema de áudio Bang & Olufsen BeoSound AMG, que traz amplificador de 1.200 watts e 14 alto-falantes.

 

Texto: Fabrício Samahá – Fotos: divulgação