Lightweight faz BMW M2 com 621 cv e menos 200 kg

 

Na década de 1970 a sigla CSL identificava o “Batmóvel” da BMW, uma versão do cupê 3.0 CS com peso reduzido e grandes anexos aerodinâmicos para competições. Aquela parece ter sido a inspiração da Lightweight Performance para sua proposta sobre o atual M2, a CSR.

 

 

A empresa de Mittenaar, na Alemanha, começou pela dieta: o M2 passou de 1.570 para 1.371 kg com o emprego de fibra de carbono em teto, capô, portas e tampa do porta-malas, assim como no defletor dianteiro e no aerofólio traseiro. Os bancos concha também pesam menos e recebem cintos de competição. Os discos de freio de carbono-cerâmica são mais leves e resistentes ao superaquecimento. As rodas podem ser de 19 ou 20 pol em diferentes modelos.

Sob o capô, o motor S55 turbo de 3,0 litros e seis cilindros ganhou injeção de água (como no M4 GTS), turbos maiores e novo sistema de admissão para catapultar a potência de 370 para 621 cv e o torque de 47,5 para 78 m.kgf. A suspensão pode receber molas e amortecedores com várias regulagens, tanto para uso em rua quanto em circuitos.

 

Texto da equipe – Fotos: divulgação